Nepente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Nepente, literalmente significa "aquele que afasta as penas" (ne = não, penthos = dor, pena), era supostamente uma planta que aliviava a melancolia[1].

É uma droga do esquecimento mencionada na mitologia grega, com suposta origem no Egito.

A primeira referência a esta droga surge na Odisseia de Homero. Na Odisseia, é uma poção que Helena de Troia dá a Telémaco para que este esqueça a dor e a desgraça.

Muitos estudiosos crêem que nepente poderia ser uma preparação à base de ópio, talvez semelhante ao láudano; os efeitos de nepente descritos na literatura são semelhantes aos dos opiáceos.

O género Nepenthes foi nomeado em referência à droga nepente.

Referências

  1. Diccionario da lingua portuguesa, composto pelo padre D. Raphael Bluteau e acrescentado por Antonio de Moraes Silva, Oficina de Simão Tadeu Ferreira, Lisboa, 1789.
Ícone de esboço Este artigo sobre farmácia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.