Nepetalactona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nepetalactona
Alerta sobre risco à saúde
Nepetalactone.svg
Nome IUPAC 4,7-Dimetil-5,6,7,7a-tetrahidro-ciclopenta[c]piran-1(4aH)-ona
Identificadores
Número CAS
PubChem 161367
Propriedades
Fórmula química C10H14O2
Massa molar 166.21 g mol-1
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

A nepetalactona é um composto orgânico isolado da planta Nepeta cataria, responsável pelo efeito que a mesma possui em gatos. Estruturalmente esta molécula é um monoterpenóide bicíclico, estando também enquadrada na classe dos iridóides. São conhecidos vários isómeros desta molécula.

A primeira descrição da extração da nepetalactona foi feita em 1941 por McElvain e colaboradores. A técnica utilizada para a extração foi a destilação a vapor.[1]

Efeitos em animais[editar | editar código-fonte]

O efeito da nepetalactona é particularmente visível nos gatos, apesar de nem todos os gatos serem susceptíveis: estima-se que entre 70 a 80% dos mesmos sejam sensíveis ao composto ativo da Nepeta cataria, dependendo esta sensibilidade de características hereditárias. Os gatos sensíveis à nepetalactona exibem, na presença da molécula, comportamentos semelhantes aos que ocorrem durante o cio.[2]


Referências

  1. Samuel M. McElvain, R. D. Bright and P. R. Johnson (1941). «The Constituents of the Volatile Oil of Catnip. I. Nepetalic Acid, Nepetalactone and Related Compounds». J. Am. Chem. Soc. 63 (6): 1558–1563. doi:10.1021/ja01851a019 
  2. Turner, Ramona (29 de maio de 2007). «How does catnip work its magic on cats?»