Nicolás Uriarte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nicolás Uriarte
Nicolás Uriarte
Voleibol
Nome completo Nicolás Uriarte
Apelido El Sabroso/Nico
Modalidade Voleibol indoor
Nascimento 21 de março de 1990 (28 anos)
Buenos Aires, Argentina
Nacionalidade argentino
Compleição Peso: 90 kg Altura: 1,89 m
Clube Brasil ASE Sada Cruzeiro
Medalhas
Competidor da  Argentina
Jogos Pan-Americanos
Ouro Toronto 2015 Equipe
Bronze Guadalajara 2011 Equipe
Campeonato Mundial Juvenil
Bronze Pune 2009 Equipe
Campeonato Sul-Americano Juvenil
Ouro Poços de Caldas 2008 Equipe
Competidor do Sada Cruzeiro
Campeonato Mundial de Clubes
Bronze Polônia 2017 Equipe
Campeonato Sul-Americano de Clubes
Ouro Montes Claros 2018 Equipe

Nicolás Uriarte(Buenos Aires, 21 de março de 1989) é um voleibolista indoor argentino, com marca de alcance de 342 cm no ataque e 322 cm no bloqueio, que servindo a seleção argentina conquistou a medalha de ouro na edição do Campeonato Sul-Americano Juvenil de 2008 no Brasil e o bronze no Campeonato Mundial Juvenil de 2009 na Índia, também foi medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto e o bronze na edição de 2011 em Guadalajara.Em clubes conquistou a medalha de bronze no Campeonato Mundial de Clubes de 2017 na Polônia e no Campeonato Sul-Americano de Clubes de 2017 no Brasil.

Carreira[editar | editar código-fonte]

No ano de 2008 foi convocado para representar seus país na edição do Campeonato Sul-Americano Juvenil realizado em Poços de Caldas e conquistou a medalha de ouro[1], destacando-se individualmente, e recebeu as premiações de melhor jogador, melhor levantador e melhor sacador[2], capitaniou o selecionado argentino juvenil também na edição do Campeonato Mundial Juvenil de 2009 realizado em Pune, Índia[3] e conquistou a medalha de bronze[4].

Nico é filho do ex-voleibolista e técnico Jon Uriarte, já em 2011 representou a Seleção Argentina nos os Jogos Pan-Americanos em Guadalajara e nesta edição alcançou a medalha de bronze[5] e obteve a medalha de ouro na edição realizada em 2015 dos Jogos Pan-Americanos em Toronto[5].

Na temporada de 2017-18 foi contratado pelo Sada Cruzeiro Vôlei na pré-temporada disputou a edição do Desafio Sul-Americano de Vôlei na San Juan (Argentina) conquistando o título[6], também alcançando o bicampeonato do Campeonato Mineiro de 2017[7] e foi também na edição da Supercopa de 2017[8] e conquistou nesta mesma temporada o título da Coa Brasil de 2018 em São Paulo[9] e neste mesmo ano conquistou a medalha de ouro na edição do Campeonato Sul-Americano de Clubes novamente sediada em Montes Claros e foi premiado como o melhor levantador da competição[10][11][12].

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. Cida Santos (14 de outubro de 2008). «VÔLEI-Notícias de lá e de cá-SURPRESA». Folha de São Paulo (em portugues). Consultado em 6 de março de 2018.. Cópia arquivada em 6 de março de 2018 
  2. a b c d «Argentina vence o Brasil na final do Sul-Americano juvenil de vôlei». Click RBS (em portugues). 13 de outubro de 2008. Consultado em 6 de março de 2018.. Cópia arquivada em 6 de março de 2018 
  3. FIVB. «2009 FIVB Men's Junior World Championship -Pune, India-ARG/Argentina-Team Composition» (em inglês). Consultado em 6 de março de 2018. 
  4. «Argentina medalla de Bronce». Mundomas.com (em portugues). 2009. Consultado em 6 de março de 2018.. Cópia arquivada em 6 de março de 2018 
  5. a b «SADA CRUZEIRO CONTRATA O LEVANTADOR ARGENTINO NICO URIARTE». Sada Cruzeiro Vôlei (em portugues). 16 de maio de 2017. Consultado em 6 de março de 2018.. Cópia arquivada em 6 de março de 2018 
  6. AmaVoleibol.com (25 de setembro de 2017). «Sada Cruzeiro campeão na Argentina» (em portugues). Consultado em 6 de março de 2018.. Cópia arquivada em 11 de fevereiro de 2018 
  7. a b Daniel Ottoni. «Sada Cruzeiro supera o Minas na decisão e conquista mais um título». O Tempo. 7 de outubro de 2017. Consultado em 6 de março de 2018.. Cópia arquivada em 4 de março de 2018 
  8. a b Daniel Ottoni. «ÚNICO CAMPEÃO DA SUPERCOPA, SADA CRUZEIRO REITERA HEGEMONIA NACIONAL COM O TERCEIRO TÍTULO». Sada Cruzeiro Vôlei. 12 de outubro de 2017. Consultado em 6 de março de 2018.. Cópia arquivada em 4 de março de 2018 
  9. a b Marcos Guerra. «Cruzeiro supera o Sesi-SP no tie-break e fatura o tri da Copa Brasil de vôlei». GloboEsporte.com. 27 de janeiro de 2018. Consultado em 4 de março de 2018.. Cópia arquivada em 4 de março de 2018 
  10. «VOLEY-Plata histórica para Lomas». Olé.com.ar. 3 de março de 2018. Consultado em 6 de março de 2018.. Cópia arquivada em 3 de março de 2018 
  11. Andréia Santos. Ediminas, ed. «Sada Cruzeiro vence a Libertadores do Vôlei e garante o penta Sul-Americano». Cruzeiro Esporte Clube. 3 de março de 2018. Consultado em 3 de março de 2018.. Cópia arquivada em 3 de março de 2018 
  12. a b Luiz Ribeiro. «Cruzeiro vence fácil equipe argentina e é pentacampeão do Sul-Americano de Clubes». Superesportes.com.br. 3 de março de 2018. Consultado em 3 de março de 2018.. Cópia arquivada em 3 de março de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]