Nicolae Rainea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nicolae Rainea
Nome completo Nicolae Rainea
Nascimento 19 de novembro de 1933
Brăila, Roménia
Morte 1 de abril de 2015 (81 anos)
Bucareste, Roménia
Nacionalidade Romeno
Árbitro FIFA 1967-1983
Árbitro AMF 1964-1983

Nicolae Rainea (Brăila, 19 de novembro de 1933 - Bucareste, 1 de abril de 2015) foi um árbitro de futebol romeno que apitou três Copas: 1974, 1978 e 1982.

Após uma tentativa de ser jogador de futebol, tendo atuado em equipes sem expressão, Rainea tornou-se árbitro em 1959. Ganhou a chancela da FIFA em 1967, apitou ainda a Supercopa Europeia de 1978 e as decisões da Copa da UEFA de 1977-78[1] e da Liga dos Campeões da UEFA de 1982-83.

Nas três Copas que apitou, chamou a atenção por lances curiosos em duas delas: em 1974, mostrou cartão amarelo ao zairense Ilunga Mwepu por este ter chutado a bola para longe antes de uma falta para o Brasil; em 1982, mesmo com Maradona sofrendo marcação cerrada de Claudio Gentile, que chegou inclusive a cometer faltas para segurar o astro argentino, Rainea também advertiu o italiano apenas com um cartão amarelo. O romeno ainda anulou um gol legal do norte-irlandês Martin O'Neill na partida contra a França, que ganhou por 1 a 0.

Conhecido por "Locomotiva dos Cárpatos" por conta de sua agilidade dentro das quatro linhas, Rainea encerrou a carreira em 1983, aos 49 anos. Após a aposentadoria, foi condecorado pelos presidentes Ion Iliescu e Traian Băsescu,[1] morando desde então em Galaţi, tendo recebido ganhado o título de cidadão honorário.[1] O estádio municipal da cidade, inclusive, homenageia o árbitro com seu nome.

Casado desde 1961,[1] o ex-árbitro faleceu aos 81 anos em um hospital de Bucareste.[2][3] Ele sofreu um ataque cardíaco enquanto lutava contra um edema pulmonar.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um árbitro de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.