Nicolau Antônio Nogueira Vale da Gama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Armas do visconde com grandeza de Nogueira da Gama, que são as dos Nogueira da Gama.

Nicolau Antônio Nogueira Vale da Gama, primeiro e único barão e visconde com grandeza de Nogueira da Gama, (Minas Gerais, 13 de setembro de 1802Nazaré, 18 de outubro de 1897), foi um político e militar brasileiro.

Filho do capitão-mor e coronel José Inácio Nogueira da Gama e de Francisca Maria do Vale de Abreu e Melo, baronesa de São Mateus, sendo sobrinho do marquês de Baependi. Casou-se com Maria Francisca Calmon da Silva Cabral, filha de Ana Romana de Aragão Calmon, condessa de Itapajipe.

Como militar, serviu como alferes da guarda de honra de D. Pedro de Alcântara, príncipe real de Portugal, Brasil e Algarves, quando em viagem a Minas Gerais; também, como coronel da Guarda Nacional, ajudou a debelar revoltas na região mineira.

Exerceu vários cargos políticos, tendo sido presidente da câmara de Ouro Preto e deputado por Minas Gerais.

Grande do Império, foi conselheiro imperial e fidalgo-cavaleiro, além de ter exercido outras funções cortesãs. Recebeu os graus de cavaleiro da Imperial Ordem de Cristo, de oficial da Imperial Ordem da Rosa e de grã-cruz da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa, entre outras. Recebeu o viscondado com grandeza por decreto de 12 de Outubro de 1824 e o marquesado por decreto de 12 de Outubro de 1826.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.