Nicolau da Dinamarca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Nicolau
Príncipe da Dinamarca e Conde de Monpezat
Nascimento 28 de agosto de 1999 (23 anos)
  Copenhaga, Dinamarca
Nome completo  
Nikolai William Alexander Frederik
Casa Eslésvico-Holsácia-
Sonderburgo-Glucksburgo
Pai Joaquim da Dinamarca
Mãe Alexandra Marley

Nicolau, Conde de Monpezat (Copenhague, 28 de agosto de 1999), é um membro da família real dinamarquesa, sendo o primeiro neto da rainha Margarida II da Dinamarca. É o filho mais velho do príncipe Joaquim e de sua primeira esposa, a condessa Alexandra de Frederiksborg, e tem três irmãos mais novos, Félix, Henrique e Atena. Quando nasceu, tinha o título de "Príncipe da Dinamarca".

É o 7° na linha de sucessão ao trono dinamarquês, porém não tem direitos e deveres com a Casa Real.[1]

A partir de 1º de janeiro de 2023, por decisão de sua avó, perdeu o título de "Príncipe" e passou a ser chamado de Sua Excelência, Nicolau, Conde de Monpezat. [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascimento, batismo e confirmação[editar | editar código-fonte]

Nicolau Guilherme Alexandre Frederico (em dinamarquês: Nikolai William Alexander Frederik) nasceu em 28 de agosto de 1999, no Rigshospitalet (Hospital Universitário de Copenhague). Ele foi homenageado com um livro chamado de "Et Eventyrligt stykke Danmarkshistorie" e uma música, "Lys på din Vej".

O príncipe Nicolau foi batizado na capela real do Palácio de Fredensborg no dia 6 de novembro de 1999.

Os seus padrinhos de batismo são: o príncipe Frederico, Príncipe Herdeiro da Dinamarca (seu tio paterno), o príncipe Eduardo do Reino Unido, Conde de Wessex, Peter Steentrup (seu tio materno), Nicola Baird e Camilla Flint.

Seu nome completo só foi anunciado neste dia, seguindo a tradição dos nascimentos dos membros da família real da Dinamarca. Os significados dos seus nomes são:

  • Nikolai: em homenagem a sua tia materna e uma de suas avós, Nicola Baird;
  • William: nome de seu bisavô, William Manley;
  • Alexander: versão masculina do primeiro nome de sua mãe;
  • Frederik: nome comum entre reis dinamarqueses.

Ele foi confirmado no dia 18 de maio de 2013, na mesma capela.[3]

Educação[editar | editar código-fonte]

Em 02 de setembro de 2002, Nicolau iniciou os seus estudos no jardim da infância em Mogeltonder. Depois estudou na Escola Krebs, em Copenhague, a mesma escola que seu pai e seu tio Frederico frequentaram.

Fez o ensino secundário, no qual se formou em junho de 2019, no Instituto Herlufsholm.[4]

Em julho de 2019, iniciou os seus estudos em Economia e Negócios na Escola de Negócios de Copenhague (CBS), localizada na Dinamarca. Para completar sua formação nesta escola, fez um intercâmbio em Paris, onde seu pai residia desde 2019. [5]

Carreira militar[editar | editar código-fonte]

Em meados de 2018, a Casa Real da Dinamarca anunciou que Nicolau havia iniciado uma formação militar na Hærens Sergentskole, localizada em Varde, onde ficaria durante dois anos em treinamento militar. No entanto, desistiu da carreira meses depois, em outubro de 2018, tendo seu pai admitido para a imprensa que se arrependia de ter insistido para que o filho seguisse a formação militar.[6]

Profissão como modelo[editar | editar código-fonte]

Desde fevereiro de 2018, ele trabalha como modelo, tendo desfilado e feito campanhas para marcas famosas como Dior e Burbery e desfilado na London Fashion Week de 2018. [7][8]

Em fevereiro de 2019 a imprensa também anunciou que ele estaria trabalhando numa empresa do ramo imobiliário.[9]

Ações humanitárias[editar | editar código-fonte]

Desde 2010, mantém ao lado do irmão Felix a fundação intitulada de "Nikolai & Felix Fonden", que concede bolsas de estudos. Anteriormente a fundação era do seu pai e sua mãe Alexandra, mas após o divórcio, foi repassada aos dois filhos do casal.[10]

Relacionamentos[editar | editar código-fonte]

Desde fevereiro de 2018, Nikolai namora Benedikte Thoustrup, filha de Anders Thoustrup, presidente do banco dinamarquês Sydbank.[11][12]

Direitos sucessórios e deveres oficiais[editar | editar código-fonte]

É o 7° na linha de sucessão ao trono dinamarquês, porém quando nasceu ocupava o 3° lugar, atrás de seu tio o príncipe herdeiro Frederico e de seu pai. Era, portanto, o futuro herdeiro presuntivo ao trono e que um dia teria sido o monarca da Dinamarca se seu tio não tivesse se casado e tido filhos.[13]

Apesar de estar na linha de sucessão ao trono dinamarquês, ele não tem direitos e deveres com a Casa Real e não tem, assim, direito a receber um salário do Estado.[14][15][16]

Títulos e tratamentos reais[editar | editar código-fonte]

Quando nasceu, foi nomeado "Nicolau, Príncipe da Dinamarca. Em 2008 sua avó concedeu a seus filhos e netos também o título de Conde e Condessa de Monpezat. Em setembro de 2022, sua avó decidiu que ele e seus três irmãos, a partir de 1º de janeiro de 2023, perderiam o título de "Príncipe" e "Princesa" e o direito ao tratamento de "Alteza Real". [17] [18]

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • 28 de agosto de 1999 - 29 de abril de 2008: Sua Alteza, príncipe Nicolau da Dinamarca
  • 29 de abril de 2008 - 31 de dezembro de 2022: Sua Alteza, príncipe Nicolau da Dinamarca, Conde de Monpezat
  • 01 de janeiro de 2023 - presente: Sua Excelência, Nicolau, Conde de Monpezat.

Referências

  1. «Kongehuset». Kongehuset (em dinamarquês). 4 de abril de 2016. Consultado em 7 de outubro de 2019 
  2. «Ændringer i titler og tiltaleformer i den kongelige familie». www.kongehuset.dk. Consultado em 28 de setembro de 2022 
  3. «HH Prince Nikolai». The Danish Monarchy - Front Page (em inglês). 9 de abril de 2016. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  4. Contreras, María (30 de junho de 2018). «Nicolás de Dinamarca, príncipe de palacios y pasarelas». Madrid. El País (em espanhol). ISSN 1134-6582 
  5. «H.H. Prins Nikolai». www.kongehuset.dk. Consultado em 28 de setembro de 2022 
  6. «Joaquim da Dinamarca admite estar arrependido de um detalhe da educação do filho Nikolai». Caras. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  7. VIP, Revista. «Nikolai da Dinamarca - De Príncipe a modelo de luxo». Revista VIP. Consultado em 7 de outubro de 2019 
  8. «Nicolás de Dinamarca se sube a la pasarela ante la atenta mirada de Kate Moss y Bella Hadid». HOLA USA (em espanhol). 1 de dezembro de 2018. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  9. «Nicolás de Dinamarca tiene nuevo trabajo, tras probar suerte sobre las pasarelas y en el ejército». HOLA USA (em espanhol). 21 de fevereiro de 2019. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  10. «Nikolai og Felix Fonden - H.H. Prins Nikolais og H.H. Prins Felix' Fond». Kongehuset (em dinamarquês). 26 de novembro de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2021 
  11. «Nicolás de Dinamarca pone fin a la distancia con Benedikte Thoustrup: ya pueden vivir juntos». HOLA USA (em espanhol). 16 de agosto de 2019. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  12. «Business & Financial News, U.S & International Breaking News | Reuters». www.reuters.com. Consultado em 29 de janeiro de 2021 
  13. «HH Prince Nikolai». The Danish Monarchy - Front Page (em inglês). 9 de abril de 2016. Consultado em 8 de outubro de 2019 
  14. «Kongehuset». Kongehuset (em dinamarquês). 4 de abril de 2016. Consultado em 7 de outubro de 2019 
  15. Ferrer, Isabel (23 de novembro de 2018). «La casa real danesa, en apuros por una foto del príncipe Nicolás de Dinamarca con tintes publicitarios». Madrid. El País (em espanhol). ISSN 1134-6582 
  16. «thelocal.dk». www.thelocal.dk. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  17. «Ændringer i titler og tiltaleformer i den kongelige familie». www.kongehuset.dk. Consultado em 28 de setembro de 2022 
  18. «La reina Margarita retira los títulos de príncipe a los hijos del príncipe Joaquín». HOLA (em espanhol). 28 de setembro de 2022. Consultado em 28 de setembro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Joaquim da Dinamarca
Linha de sucessão ao trono dinamarquês
Sucedido por
Félix da Dinamarca
Precedido por
Joaquim da Dinamarca
Linha de sucessão ao trono britânico
235º
Sucedido por
Félix da Dinamarca