Nigger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Na língua inglesa, a palavra nigger é um insulto racial, geralmente direcionado a pessoas pretas. O insulto provavelmente surgiu no século XVIII como uma derivação da palavra negro da língua espanhola e da língua portuguesa, descendendo do adjetivo em latim niger, que significa negro.[1] Foi usada de forma pejorativa e, a partir de meados do século XX, em especial nos Estados Unidos, tornou-se uma palavra fortemente ofensiva, como um insulto racista. Por ter forte teor racista, a palavra começou a ser referida pelo eufemismo "the N-word" ("a palavra com N", em tradução livre). Em inglês, preferiu-se amplamente usar black (preto, em português literal), como se pode ver no movimento black power.[carece de fontes?]

Jovens afro-americanos utilizam bastante a derivação nigga como gíria entre si (embora, ainda assim, considerem ofensivo seu uso por uma pessoa que não seja preta).[carece de fontes?]

Referências

  1. Pilgrim, David (setembro de 2001). «Nigger and Caricatures». Ferris State University. Consultado em 15 de janeiro de 2019 

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • «nigger». The Oxford English Dictionary 2 ed. 1989 
  • Fuller, Neely Jr. (1984). The United Independent Compensatory Code/System/Concept: A Textbook/Workbook for Thought, Speech, and/or Action, for Victims of Racism (white supremacy). [S.l.: s.n.] ASIN B000BVZW38 
  • Kennedy, Randall (2002). Nigger: The Strange Career of a Troublesome Word. New York: Pantheon Books. ISBN 978-0-375-42172-3 
  • Smith, Stephanie (2005). Household Words: Bloomers, Sucker, Bombshell, Scab, Nigger, Cyber. Minneapolis: University of Minnesota Press. ISBN 978-0-8166-4552-7 
  • Swan, Robert J. (2003). New Amsterdam Gehenna: Segregated Death in New York City, 1630–1801. Brooklyn: Noir Verite Press. ISBN 978-0-9722813-0-0 
  • Worth, Robert F. (outono de 1995). «Nigger Heaven and the Harlem Renaissance». African American Review. 29 (3): 461–473. JSTOR 3042395. doi:10.2307/3042395 
  • Asim, Jabari (2007). The N Word: who can say it, who shouldn't, and why. Boston: Houghton Mifflin Company. ISBN 978-0-618-19717-0 
Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.