Nikolai Abraham Abildgaard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Nikolai Abraham Abildgaard
Nascimento Nikolai Abraham Abildgaard
11 de setembro de 1743
Copenhaga
Morte 4 de junho de 1809 (65 anos)
Copenhaga
Sepultamento Cemitério Assistens
Cidadania Dinamarca
Progenitores
Irmão(s) Peter Christian Abildgaard
Alma mater
  • Real Academia de Belas Artes da Dinamarca
Ocupação pintor, designer, arquiteto, escultor, professor(a) universitário(a), designer de móveis
Empregador Real Academia de Belas Artes da Dinamarca
Obras destacadas O Fantasma de Culmin aparece para sua mãe, Filoctetes ferido, Audumbla amamentando o gigante Ymir, O Templo da Felicidade

Nikolai Abraham Abildgaard (Copenhaga, 11 de setembro de 1743 — Copenhaga, 4 de junho de 1809) foi um pintor dinamarquês, cognominado “O Rafael do Norte”.[1] Entre as suas maiores obras destaca-se: Filotecto ferido, Sócrates, Júpiter pesando o destino dos homens, entre muitas outras obras.

A sua obra principal foi uma série de quadros grandiosos e de brilhante colorido consagrados à história da Europa.

Dirigiu a Academia de Belas Artes de Copenhaga, e nesta qualidade publicou numerosos escritos acerca da teoria e da história da arte. Está sepultado no Cemitério Assistens.

Referências

  1. Hoiberg, Dale H., ed. (2010). «Abildgaard, Nicolai Abraham». Encyclopædia Britannica. I: A-ak Bayes 15th ed. Chicago, Illinois: Encyclopædia Britannica Inc. 32 páginas. ISBN 978-1-59339-837-8  Verifique o valor de |url-access=registration (ajuda)
  • Dicionário Universal Ilustrado, Ed. João Romano Torres & Cª.1911.
Filotecto ferido (1775)
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Nicolai Abraham Abildgaard