Nilceia Freire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nilceia Freire
Secretária Especial de Políticas para as Mulheres do  Brasil
Período 27 de janeiro de 2004
até 1 de janeiro de 2011
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Antecessor(a) Emília Fernandes
Sucessor(a) Iriny Lopes
Dados pessoais
Nascimento 14 de setembro de 1953 (64 anos)

Nilceia Freire[1] (Rio de Janeiro, 14 de setembro de 1953) é uma acadêmica e pesquisadora brasileira.

Graduou-se em medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde tornou-se professora e, em 1999, reitora.[2]

Durante sua gestão da reitoria, a UERJ implantou o sistema de cotas que reserva vagas para alunos negros de baixa renda e formados por escolas públicas.

Filiada ao Partido dos Trabalhadores desde 1995, em 27 de janeiro de 2004 foi empossada Secretária Especial de Políticas para as Mulheres do Governo Lula. Em julho de 2004 realizou a I Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que reuniu mais de 120 mil mulheres de todo o país e, em consequência dessa mobilização, publicou, no final de 2004, o Plano Nacional de Políticas para as Mulheres. Sob sua condução, foram implementadas as mais relevantes políticas públicas voltadas às mulheres da história do Brasil até o momento. A lei Maria da Penha, seguida da formulação e execução do Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, e programas como Gênero e Diversidade na Escola e Pró-Equidade de Gênero são exemplos disso. Além disso, Nilceia conduziu, ao longo dos sete anos em que esteve à frente da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, uma forte articulação internacional sobre o tema, tornando o Brasil uma liderança na área. Temas como garantia de direitos às trabalhadoras domésticas, políticas específicas para as trabalhadoras do campo e para as mulheres negras, promoção da memória da mulher brasileira e articulação em torno da garantia de direitos sexuais e reprodutivos, inclusive fazendo uma clara defesa da autonomia da mulheres nesse campo, foram também marcos de sua gestão naquele órgão.

Em 2016 foi candidata a vereadora na cidade do Rio de Janeiro pelo PSOL. Alcançou pouco mais de 5 mil votos, terminando na quinta suplência da coligação. [3]

Referências

  1. Na grafia original, Nilcéia Freire. Com o AO-1990, "Nilcéia" passou a "Nilceia".
  2. IstoÉ Gente
  3. Eleições 2016: candidata Nilceia Freire
Precedido por
Emília Fernandes
Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres
2004 — 2011
Sucedido por
Iriny Lopes


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.