Noémia Delgado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Noémia Delgado
Nascimento 7 de junho de 1933
São Pedro da Chibia, Angola colonial
Nacionalidade Portugal portuguesa
Morte 2 de março de 2016 (82 anos)
Lisboa, Portugal
Ocupação Cineasta

Noémia de Freitas Delgado (São Pedro da Chibia, 7 de Junho de 1933 - Lisboa, 2 de Março de 2016) foi uma realizadora portuguesa, praticante, tanto em obras de ficção como documentário, da antropologia visual, na linha do Novo Cinema, usando técnicas do cinema directo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filha de Luís Delgado (21 de Agosto de 1900 - 8 de Dezembro de 1986) e de sua mulher Judite da Conceição de Freitas.

Noémia Delgado foi para Moçambique quando tinha um ano de idade, tendo estudado na cidade de Lourenço Marques.

Em 1955 veio para Portugal, casando dois anos mais tarde, a 27 de Dezembro de 1957, com Alexandre O'Neill, com quem teve um filho chamado Alexandre Delgado O'Neill [de Bulhões], nascido a 23 de Dezembro de 1959, fotógrafo, que viria a morar e estudar em Boston, Condado de Suffolk, Massachusetts, e morrer solteiro e sem geração em Lisboa a 4 de Janeiro de 1993. Alexandre O'Neill apenas se divorciou dela algum tempo antes do seu segundo casamento, a 15 de Janeiro de 1971.

Frequentou o Curso de Escultura da Escola Superior de Belas Artes de Lisboa.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Montagem[editar | editar código-fonte]

Mostras[editar | editar código-fonte]

  • Máscaras foram exibidas no ciclo Cineastas Portuguesas (1946-2000), organizado pela Câmara Municipal de Lisboa (Pelouro da Cultura)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um cineasta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.