Noel Gallagher

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Noel Gallagher
Noel na cidade de Londres, em 2015.
Nome completo Noel Thomas David Gallagher
Nascimento 29 de maio de 1967 (54 anos)
Parentesco
Cônjuge
  • Meg Mathews
    (c. 1997; div. 2001)
  • Sara MacDonald
    (c. 2011)
Filho(a)(s) 3
Ocupação
Período de atividade 1991–presente
Carreira musical
Gênero(s)
Instrumento(s)
Gravadora(s)
  • Creation
  • Big Brother
  • Epic
  • Sour Mash
Afiliações
Página oficial
noelgallagher.com

Noel Thomas David Gallagher (Manchester, 29 de Maio de 1967) é um músico britânico. Foi o guitarrista, vocalista e principal compositor do Oasis, banda que liderou juntamente com seu irmão Liam Gallagher. Atualmente é o líder da banda Noel Gallagher's High Flying Birds, fundada por ele após sua saída do Oasis em 2009.

Gallagher começou a tocar guitarra aos 12 anos e passou a trabalhar como técnico membro de turnê da banda Inspiral Carpets aos 21 anos. Em uma passagem por sua cidade natal, Manchester, soube que seu irmão Liam havia formado uma banda chamada The Rain, que acabou se tornando o Oasis, e Liam o convidou para entrar eles como o guitarrista principal. Ele concordou com a condição de escrever o material.

Em 1994 o Oasis lançou seu álbum de estréia Definitely Maybe, inteiramente escrito por Noel Gallagher e se tornou um sucesso comercial e de critica, iniciando o movimento Britpop, um dos maiores movimentos influentes do Rock, do qual Noel era frequentemente considerado a grande influência, por compor grandes clássicos da música britânica nos anos 90. São hoje considerados a melhor banda desse movimento, lendas do Rock e um dos mais bem sucedidos grupos das décadas de 1990 e 2000. Venderam mais de 50 milhões de álbuns em todo o mundo.

Muitos elogiaram suas composições, com o produtor dos Beatles, George Martin, chamando-o de "o melhor compositor de sua geração".[1] Por outro lado, ele foi eleito o guitarrista mais superestimado do último milênio em uma pesquisa de 1999. Ele citou o primeiro como o prêmio que mais gostou de receber.[2]

Juventude[editar | editar código-fonte]

Noel Thomas David Gallagher nasceu na área de Longsight de Manchester em 29 de maio de 1967, filho de pais católicos irlandeses Peggy (nascida Sweeney) e Thomas Gallagher. Além de Liam Gallagher, ele também tem um irmão mais velho chamado Paul Gallagher. Pouco depois do nascimento de Liam em 1972, os Gallaghers mudaram-se para a Ashby Avenue e depois para a Cranwell Drive no subúrbio de Burnage em Manchester.[3]

Gallagher teve uma infância problemática. Ele e seus irmãos eram frequentemente espancados pelo pai, que era alcoólatra. Ele e Paul desenvolveram gagueira, supostamente devido ao desconforto em torno do pai. Como o filho mais velho, Paul recebeu um quarto só para ele, enquanto Noel foi forçado a dividir com Liam. Peggy conseguiu a separação legal de seu marido em 1976. Ela finalmente o deixou em 1982, levando seus três filhos com ela.[4]

Na adolescência, costumava fugir da escola, e aos 15 anos foi expulso por jogar um saco de farinha sobre um professor. Ele costumava andar com membros Hooligans do Manchester City, na década de 1980, e foi condenado liberdade condicional de seis meses aos 14 anos por roubar uma loja de esquina.

Foi durante esse período de provação, com pouco a fazer, que ele começou a aprender sozinho a tocar violão, um presente de sua mãe. Ele tocava suas canções favoritas do rádio e conta que foi particularmente inspirado pela estreia dos The Smiths em 1983, com o single "This Charming Man". Posteriormente, disse que, a partir desse dia, "queria ser Johnny Marr".[5]

Quando adolescentes, os irmãos Gallagher mantiveram contato limitado com o pai e conseguiram empregos na construção. No entanto, o relacionamento entre pai e filhos continuou a ser tempestuoso. Em maio de 1988, Gallagher conheceu o guitarrista Graham Lambert do Inspiral Carpets durante um show do The Stone Roses. Os dois se conheceram e Gallagher se tornou um frequentador assíduo dos shows da Inspiral Carpets. Quando soube que o cantor Steve Holt estava deixando a banda, ele fez um teste para ser o novo vocalista. Ele não teve sucesso, mas se tornou parte da equipe de estrada da banda por dois anos.

Sua mãe disse que, nesta época, Noel estava profundamente ligado em escrever músicas em restos de papel espalhados por seu quarto. Em 1989 Noel se tornou guitarrista de estrada e aprendeu a tocar teclado e bateria, nos quais se tornou muito bom. Mudou-se para um apartamento com sua namorada Louise Jones, que era gerente de uma loja Benetton. Noel adorava ir a raves e também a shows indie. Era consumidor da nova droga da época, o ecstasy. Enquanto ouvia "Shine A Light" dos Rolling Stones, Noel ouviu a palavra "maybe" e, sob o efeito de drogas, começou a escrever uma música com 6 simples acordes. Esta música se tornaria o futuro clássico do Oasis intitulado Live Forever. Noel diz que, naquele momento, sabia que tinha feito algo especial. Em uma turnê como roadie da banda Inspiral Carpets, Noel recebeu um telefone de sua mãe, Peggy, contando-o que Liam estava cantando em uma banda chamada The Rain com Tony McCarroll na bateria, seu velho conhecido Guisgy no baixo e outro amigo, Paul "Bonehead" Arthurs na guitarra.

Carreira com o Oasis[editar | editar código-fonte]

Em 1991, durante uma folga em sua cidade natal, Noel resolveu acompanhar um ensaio da banda de Liam. Foi então que percebeu que o grupo tinha potencial, mas que ainda era muito “verde”. Resolveu então dividir o mesmo palco com eles, desde que passasse a ser o líder e compositor principal da banda, que passou a se chamar Oasis. O nome do grupo foi mudado, em homenagem à casa de shows chamada The Oasis onde os Beatles haviam tocado em Manchester. Ensaiavam quase toda noite, com extrema dedicação.

Após ter escrito a primeira música dos Oasis, Noel deu a seu irmão Liam a opção de cantar músicas de sua autoria. Os Oasis conseguiram então o seu primeiro agente graças a Noel, que tinha um amigo, Ian, que lhe pediu uma fita demo para dar ao seu irmão. Seu irmão era o lendário guitarrista dos The Smiths, Johnny Marr. Marr, por sua vez, deu a fita ao seu agente, Marcus Russel. Depois de assistir a um show dos Oasis, ele se tornou agente da banda.

Noel escreveu todas as músicas do primeiro disco do Oasis com quase nenhuma ajuda do resto do grupo. Columbia foi escrita enquanto Noel trabalhava como ajudante numa construção, mas Liam diz ter escrito o refrão. "Married... with Children" foi escrita depois de uma briga, com sua namorada Louise, sobre Noel levantar da cama à noite para escrever. A música "Slide Away" também foi escrita sobre Louise, que estava prestes a acabar o relacionamento. Estávamos então no início de 1992. "Supersonic" foi escrita por Noel em 8 horas, como eventual lado-B para "Bring It On Down". Alguns dias depois, escreveu "All Around The World", que só viria a ser lançada no terceiro álbum do grupo, "Be Here Now", cinco anos depois.

Os constantes shows na Inglaterra fizeram com que, em 1993, o Oasis assinou com Alan McGee, diretor da Creation Records. Para Noel, o processo de gravação do primeiro álbum, Definitely Maybe, lançado em 1994,

Ele se tornou o álbum de estreia mais vendido da história britânica na época e entrou nas paradas britânicas em primeiro lugar.  Apesar de sua popularidade rapidamente crescente, Gallagher brevemente deixou Oasis em 1994, durante sua primeira turnê norte-americana. As condições eram ruins, e ele sentiu que o público americano. ainda interessados no Grunge e no metal não entendiam a banda. Gallagher afirmou que suas primeiras canções, especialmente "Live Forever", foram escritas para refutar o pessimismo do grunge.  

As tensões aumentaram entre ele e Liam, culminando em uma briga após um show desastroso em Los Angeles. Tendo efetivamente decidido deixar a indústria da música, ele voou para São Francisco sem contar à banda, empresário ou equipe. Foi nessa época que Gallagher escreveu "Talk Tonight" como um "obrigado" para a garota com quem ele ficou, que "falou com ele". Ele foi localizado por Tim Abbot da Creation, e durante uma viagem da dupla para Las Vegas, Gallagher decidiu continuar com a banda. Ele se reconciliou com seu irmão e a turnê recomeçou em Minneapolis.[6]

Gallagher seguiu o enorme sucesso em 1995 com o primeiro single número um do Oasis no Reino Unido em "Some Might Say". Seguido pelo seu segundo álbum, (What's the Story) Morning Glory?, lançado no final daquele ano. Embora tenha sofrido apatia da crítica inicial, o álbum se tornou o segundo álbum mais vendido de todos os tempos no Reino Unido, entrando nas paradas de álbuns do Reino Unido em número um e chegando ao número quatro na Billboard 200 dos EUA.[7]

Em agosto de 1996, Oasis esgotou duas noites em Knebworth, tocando para mais de 250 000 fãs. Seguindo o sucesso mundial de Morning Glory?,O oasis lançou Be Here Now, novamente com todas as faixas escritas por Noel Gallagher. O álbum foi considerado por muitos como uma versão inchada e excessivamente indulgente de Oasis, que Gallagher desde então atribuiu ao estado de viciado em drogas e à indiferença da banda na época. Enquanto o álbum foi um recordista, vendendo 813 000 cópias em sete dias. [8]

Gallagher começou a sofrer ataques de pânico induzidos por drogas durante este período. Sua depressão e paranoia inspiraram a música "Gas Panic!", Posteriormente incluída no álbum de 2000 Standing on the Shoulder of Giants . Ele alegou ter parado de usar drogas ilícitas em 5 de junho de 1998. Gallagher declarou em 2001: "Eu gostava de drogas, era bom nelas. Mas tive ataques de pânico por cerca de um ano e parei porque queria. Depois de você tomar a decisão, é bem fácil".[9]

Com o declínio do britpop, as constantes brigas com o irmão e a saída de importantes membros da banda, Noel ainda lançou pelo Oasis, o álbum Heathen Chemistry em 2002, Don't Believe the Truth em 2005 e Dig Out Your Soul em 2008.

Em 28 de agosto de 2009, Gallagher deixou o Oasis após uma briga com seu irmão, Liam. Pouco antes da meia-noite de sexta-feira, Gallagher postou um comunicado em seu quadro de mensagens no site da banda anunciando sua saída.[10]

Projeto Solo[editar | editar código-fonte]

Quase um ano depois do fim de seu trabalho com o irmão Liam Gallagher, Noel dá pistas de seu próximo disco solo, e também tocando guitarra em uma faixa do disco solo do Ex-The Rascals Miles Kane intitulado "My Fantasy",[11] onde Miles Kane - que faz parte do The Last Shadow Puppets - disse que fez umas gravações com Noel, e participa do álbum.[12]

Em 2011, Noel Gallagher anunciou a criação do Noel Gallagher's High Flying Birds, e produziu e lançou o primeiro álbum com o seu projeto solo, Noel Gallagher's High Flying Birds, de título homônimo. O disco foi muito bem recebido por crítica e público, vendendo mais de 120 mil cópias na semana de lançamento e atingindo o topo das paradas britânicas.

Em 2012, Noel iniciou uma turnê por todo o mundo, passando pela América do Sul no fim de abril e no início de maio, chegando ao Brasil com duas apresentações, nos dias 2 de maio em São Paulo no Espaço Américas, e no dia 3 de maio no Rio de Janeiro no Vivo Rio.

O segundo álbum de seu projeto solo, Chasing Yesterday foi lançado em 2015.[13]

O terceiro foi lançado em 2017, com o nome Who Built the Moon?.

Referências

  1. «Gallagher and the Spice Girls have little to celebrate after a bad day at the polls Discord on the first Noel». HeraldScotland (em inglês). Consultado em 12 de abril de 2021 
  2. «Did I say that? The words of Noel Gallagher, musician, 41». the Guardian (em inglês). 8 de março de 2009. Consultado em 12 de abril de 2021 
  3. Emmett, Simon (1 de dezembro de 2015). «Noel Gallagher Is Esquire's December Cover Star». Esquire (em inglês). Consultado em 12 de abril de 2021 
  4. Guimón, Pablo (8 de dezembro de 2017). «Noel Gallagher: "Meu pai era violento; o sacana do meu irmão, um idiota; meu outro irmão, outro idiota"». EL PAÍS. Consultado em 12 de abril de 2021 
  5. Neville, Conor. «Noel Gallagher Tells Of How He Scored A Point In Croke Park As A Teenager». Balls.ie (em inglês). Consultado em 12 de abril de 2021 
  6. «Um dos rolês mais aleatórios do Oasis, pior show da banda na história (com metanfetamina e tudo), é disponibilizado para ajudar em campanha para que casas de shows não fechem na Inglaterra». PopLoad. 14 de julho de 2020. Consultado em 12 de abril de 2021 
  7. Mir, Igor; a (2 de outubro de 2020). «Os 25 anos de '(What's the Story) Morning Glory?', o retrato do auge do Oasis». Igor Miranda. Consultado em 12 de abril de 2021 
  8. «Drogas, álcool e brigas: 20 anos de Be Here Now, do Oasis | Turma do Fundão». Super. Consultado em 12 de abril de 2021 
  9. Internet (amdb.com.br), AMDB (13 de maio de 2020). «Vício em drogas levou Noel Gallagher ao hospital com sérios ataques de pânico, revela site». Rolling Stone. Consultado em 12 de abril de 2021 
  10. «Noel Gallagher deixa Oasis após briga com irmão - Cultura». Estadão. Consultado em 12 de abril de 2021 
  11. rocknbeats.com.br (24 de novembro de 2010). «Noel Gallagher também está gravando seu disco solo» 
  12. BBC (24 de novembro de 2010). «Ex-Oasis man Noel Gallagher 'working on solo' album». Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  13. HIROYUKI HIGA, BRENO; RIOS DO AMARAL, LUCAS (22 de outubro de 2016). «Preparação de amostras de solo para espectroscopia e seu uso no mapeamento dos parâmetros de fertilidade do solo em áreas cultivadas com cana-de-açúcar». Campinas - SP, Brazil: Galoa. doi:10.19146/pibic-2016-51131. Consultado em 12 de abril de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Noel Gallagher
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Noel Gallagher