Noel Nicola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde maio de 2017).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Noel Nicola
Nascimento 7 de outubro de 1946
Havana
Morte 7 de agosto de 2005 (58 anos)
Havana
Cidadania Cuba
Ocupação cantautor, pintor

Noel Nicola (Havana, 7 de outubro de 1946 - Havana, 7 de agosto de 2005[1]) foi um compositor e intérprete cubano, um dos fundadores do movimento musical que ficou conhecido como Nova Trova Cubana.[1]

Nasceu em uma família de músicos. Seu pai Isaac Nicola, trabalhou na Escola Cubana de Violão e foi mestre de Leo Brouwer.[1]

Começou a compor quando tinha apenas treze anos. Seu primeiro recital foi em 1968 na Casa de las Américas de Havana em conjunto com Sílvio Rodríguez e Pablo Milanés.[1]

Posteriormente, fez parte do Grupo de Experimentação Sonora do Instituto Cubano de Cinema, juntamente com Rodríguez, Milanés, Eduardo Ramos, Jorge Berroa e Emiliano Salvador.[1]

Foi o primeiro presidente do movimento da Nova Trova Cubana.[1]

Tem mais de 350 canções, dentre elas: "Por la vida juntos", "Son oscuro" e "Comienzo el día".[1]

Realizou apresentações em mais de 30 países da Europa, América Latina e África.[1]

Morreu, vítima de um câncer de pulmão, em agosto de 2005.[2] [3]

Referências

  1. a b c d e f g h S.A.P., El Mercurio (8 de agosto de 2005). «Murió Noel Nicola, uno de los fundadores de la Nueva Trova Cubana | Emol.com». Emol (em espanhol) 
  2. Noel Nicola fue un hombre leal a los valores literarios y a Cuba, em espanhol, acesso em 24 de abril de 2017.
  3. ara un imaginario Noel Nicola, em espanhol, acesso em 24 de abril de 2017.