Noites (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Noites
Portugal Portugal
2000 •  cor •  73 min 
Realização Cláudia Tomaz
Argumento João Pereira, Cláudia Tomaz
Elenco João Pereira
Cláudia Tomaz
Ana Bustorff
Género drama romântico
Lançamento 22 de setembro de 2000
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Noites (2000) é um filme português de Cláudia Tomaz, sua primeira longa metragem. Caracteriza-se por ter sido filmado sem financiamentos e por, sendo uma ficção, recorrer a personagens reais, em situações reais, e a actores profissionais, em situações encenadas. Caracteriza-se ainda pelo uso de uma pequena câmara digital nas filmagens. Na linha da tradição portuguesa empenhada no cinema do real, é uma mistura de documentário e ficção que, pelo tema, pela técnica e pelas influências pessoais se identifica com o cinema de Pedro Costa. O produtor Paulo Branco interessou-se entretanto pela obra e viabilizou o seu acabamento e difusão.

O filme estreou no cinema King, em Lisboa, a 22 de Setembro de 2000.

Ficha sumária[editar | editar código-fonte]

  • Realização: Cláudia Tomaz
  • Produção: Madragoa Filmes
  • Produtor: Paulo Branco
  • Formato: 35mm cor (amp. DV)
  • Género : ficção
  • Duração: 73’
  • Estreia: Cinema King, em Lisboa, a 22 de Setembro de 2000

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Os protagonistas são dois tóxico-dependentes, o João, que se representa como tal, e a Teresa, personagem ficcional representada pela própria realizadora do filme. Tipificam-se assim na ilustração de uma situação típica. Ele andou nas obras, foi empregado de café, mas deixou-se agarrar pelo vício. Ela deixou-se seduzir por ele, saiu de casa dos pais e há já três anos que o acompanha nas suas deambulações sem sentido numa cidade hostil, Lisboa. Para comprarem a droga e sobreviver, usam típicos estratagemas e frequentam típicos lugares: o Casal Ventoso, os recantos das ruas da cidade, os do metropolitano, uma casa abandonada. João prostitui-se e Teresa, sem jamais se deixar iluminar pelo vislumbre de um sonho, segue-o dia a dia, num abandono sombrio e auto-destrutivo, sem amor-próprio. A vida deles é feita de retalhos, de instantes sem continuidade. A única esperança que os alimenta é conferida pela amizade e pelo desejo que o dia seguinte seja melhor.

Ficha artística[editar | editar código-fonte]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

  • Argumento: Cláudia Tomaz
  • Realizadora: Cláudia Tomaz
  • Assistente de Realização: Luís Pintassilgo
  • Director de Produção: Alexandre Valente
  • Fotografia: João Ribeiro
  • Som: Armanda Carvalho
  • Montagem: Cláudia Tomaz
  • Montagem de som: Nuno Carvalho
  • Decoração e Figuração: Cesário Monteiro

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Ficha do filme.
  • Noites – Ficha em Cinema 2000.
  • Mostrar – Comentário na pág do Urbi, jornal online da UBI.
  • Ficha do filme na 30ª mostra Internacional de Cinema de S. Paulo.
  • Noites no Festival de Veneza (inglês).