Nome de cortesia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Na cultura da China, o nome de cortesia ()[1] (chinês simplificado: 字, pinyin: , literalmente ‘caractere’), por vezes também designado como nome chinês de estilo,[2], é um nome que se atribui a uma pessoa para ser utilizado durante a etapa adulta da sua vida. Aos 20 anos de idade, atribui-se o em substituição do nome de uma pessoa, como símbolo de maioridade e de respeito[3][4] Principalmente utilizado para nomes masculinos, o pode ser outorgado pelos pais, ou pelo primeiro mestre pessoal durante o primeiro dia de escola familiar, ou uma pessoa pode adotar o que tenha escolhido ela mesma. A tradição de usar nomes de estilo tem sido deixada de lado a partir do Movimento Quatro de Maio em 1919. Há duas formas comuns do nome de estilo, o e o hào.

Até ao século XX, coreanos, vietnamitas, e japoneses sinizados eram também designados mediante o seu .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Biblioteca Digital Mundial. «Ji Guang Jing, Terra da Isolamento e Iluminação». Consultado em 4-5-2015,  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. Tianjun Liu, Xiao Mei Qiang (2013). Chinese Medical Qigong. [S.l.: s.n.] p. 590. ISBN 978-1848190962. Mencius (371—289 BCE), born in Zou county (Shandong province), first name Ke, style name Zi Yu, was a famous philosopher, educator, politician, and expert on the Qigong life nurturing of Confucius in the Zhanguo Period. 
  3. Ulrich Theobald. «Chinese History - Names of Persons and Titles of Rulers» (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2015 
  4. Kwan Family. «Chinese names» (em inglês). Consultado em 4 de maio de 2015