Norberto Odebrecht

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Norberto Odebrecht
Norberto Odebrecht em 2010.
Nascimento 9 de outubro de 1920
Recife, PE
Morte 19 de julho de 2014 (93 anos)
Salvador, BA
Nacionalidade  Brasil
Fortuna Aumento R$ 10,10 bilhões (2013)[1]
Alma mater Universidade Federal da Bahia (UFBA)
Ocupação engenheiro, empresário
Prêmios Ordem do Mérito Militar[2]

Norberto Odebrecht GOMM (Recife, 9 de outubro de 1920Salvador, 19 de julho de 2014) foi um engenheiro e empresário brasileiro, fundador do Grupo Odebrecht, atual Novonor.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em 1920 na capital de Pernambuco, Recife, principal centro econômico do Nordeste brasileiro. Cinco anos mais tarde o seu pai, Emílio Odebrecht, se mudaria para Salvador, na Bahia, área metropolitana promissora para o mercado da construção civil, pois demandava obras de infraestrutura. Com 15 anos, iniciou contato com a construtora de sua família. Cursou o Centro de Preparação de Oficiais da Reserva (CPOR) de Salvador na turma de 1941, arma de Artilharia. Ele era bisneto de Emil Odebrecht, um engenheiro alemão geodetical e cartógrafo, que emigrou para o Brasil em 1856.[3][4]

Após se formar na Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia, fundou em 1944 a empresa de construção que deu origem à Organização Odebrecht (atual Novonor), sediada na capital baiana. Após algumas décadas no mercado, a empresa tornou-se um conglomerado que atua em todos os continentes e emprega mais de 180 mil pessoas em 23 países ao redor do globo.[5]

Admitido em 1998 à Ordem do Mérito Militar no grau de Comendador especial pelo presidente interino Antônio Carlos Magalhães, Odebrecht foi promovido em 2004 ao grau de Grande-Oficial por Luiz Inácio Lula da Silva.[6][2]

Riqueza[editar | editar código-fonte]

Levando a tradição do pai na área de engenharia, concreto armado e construção civil, Norberto construiu uma das maiores fortunas do país. Este fato o transformou no 9º homem mais rico do Brasil, segundo a edição brasileira da revista Forbes.

Morte[editar | editar código-fonte]

Morreu em 19 de julho de 2014. Norberto foi internado em decorrência de complicações cardíacas, mas não resistiu e faleceu às 20 horas daquele dia.[7]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Os 15 mais ricos do país em 2013, segundo a Forbes Brasil». g1.globo.com. Consultado em 20 de julho 2013 
  2. a b BRASIL, Decreto de 19 de agosto de 2004.
  3. «Norberto Odebrecht - Trajetória». Odebrecht.com. Consultado em 20 de junho de 2015. Arquivado do original em 2 de abril de 2015 
  4. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «PIB das áreas metropolitanas do Brasil a preços constantes». IPEAData. Consultado em 20 de junho de 2015 
  5. Sobre a Organização
  6. BRASIL, Decreto de 19 de maio de 1998.
  7. Biaggio Talento (19 de julho de 2014). «Morre o empresário Norberto Odebrecht, aos 93 anos, em Salvador». O Globo. Globo. Consultado em 19 de julho de 2014 
  8. Renée Pereira (20 de novembro de 2020). «Amizade com Lula, Lava Jato e mais: livro narra ascensão e queda da Odebrecht». O Estado de S. Paulo. UOL. Consultado em 6 de dezembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]