Norilsk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Norilsk
Coat of Arms of Norilsk (Krasnoyarsk kray).pngFlag of Norilsk (Krasnoyarsk kray).png
Firsthouse.jpg
Geografia
País
Territórios
Urban okrug in Russia
Norilsk Urban Okrug (d)
Capital de
Norilsk Urban Okrug (d)
Área
23,16 km2
Altitude
90 m
Coordenadas
Demografia
População
179 554 hab. ()
Densidade
7 752,8 hab./km2 ()
Funcionamento
Estatuto
cidade/povo (d)
Presidente
Rinat Akhmetchin (d) (de a )
Geminação
História
Fundação
identidade
Bandeira
flag of Norilsk (d)
Identificadores
Código postal
663300–663341
OKATO
04429000000
Prefixo telefônico
3919
Website
A primeira casa de Norilsk, construída em 1921.

Norilsk (134 832 habitantes, 69° 21' N 88° 12' E) é uma cidade russa situada no Distrito autônomo de Taymyria, mas independente administrativamente deste. A cidade foi fundada em 1935 como um gulag. Pertence ao Krai de Krasnoiarsk. Situa-se a cerca de 240 km ao sul do Círculo Polar Ártico, sendo, entre todas as localidades a sul do Círculo, a segunda em número de habitantes (apenas ultrapassada por Murmansk).[1] É também a cidade de mais de 100 000 habitantes situada mais a norte.

Deve o seu crescimento às minas de níquel, das maiores e mais importantes do mundo, e é um centro metalúrgico. É ligada por um caminho de ferro de 80 km ao porto oceânico de Doudinka, junto do rio Ienissei.

Em Norilsk extrai-se cerca de 75% de toda a produção mundial de paládio.[2]

Clima[editar | editar código-fonte]

Norilsk tem um clima extremamente agreste. A temperatura média anual é de −10 °C, e temperaturas de −60 °C já foram registradas. A cidade tem neve 250–270 dias do ano, e tempestades de neve em 110 a 130 desses dias. A noite polar dura de Dezembro a meados de Janeiro, cerca de seis semanas de total escuridão. Por isso, as escolas obrigam as crianças a submeter-se a uma dose diária de fototerapia, com raios ultravioleta, para fortalecer os seus organismos e facilitar a assimilação de vitamina D.[3]

Problemas de poluição[editar | editar código-fonte]

O minério de níquel é fundido em Norilsk. Isto causa gravíssimos problemas de poluição, como chuva ácida. Segundo algumas estimativas, 1% de todas as emissões mundiais de dióxido de enxofre provêm de Norilsk. A poluição metálica nas proximidades é tão elevada que já é economicamente viável minerar o próprio solo, de tão poluído que se encontra com platina e paládio. Hoje a cidade está entre as dez mais poluídas do mundo.[4]

Em 29 de maio de 2020, um reservatório de combustível, de propriedade da subsidiária Nornickel, NTEK, desabou, inundando o rio Ambarnaya nas proximidades com 20 000 toneladas de diesel. Vladimir Putin, o presidente russo declarou estado de emergência.[5]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre geografia da Rússia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.