Notação infixa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Notação infixa é uma notação comum em aritmética e na lógica, onde os operadores são colocados entre os operandos em que eles atuam[1] [2] .

Para os computadores é mais simples analisar a notação prefixa ou a posfixa do que analisar a infixa, mas muitas linguagens de programação a usam por causa de sua familiaridade.

Na notação infixa, parenteses são necessários para indicar a ordem em que as operações devem ser feitas. Na ausência de parênteses, as regras de precedencia indicam a ordem das operações[3] .

A notação infixa pode também ser comparada à notação de função, onde o nome da função sugere uma determinada operação e os argumentos são seus operandos. Um exemplo da notação de função poderia ser Soma(1, 3), onde a função Soma(-, -) significaria Soma(1, 3) = 1 + 3 = 4

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Aplicação: Avaliador de Expressões Aritméticas. UFPA - Curso Virtual de ICC
  2. [RICARTE, Ivan. Introdução À Compilação. Elsevier, 2008. Pág. 198
  3. Notação posfixa. Unicamp. Programação de Sistemas: Uma Introdução
Ícone de esboço Este artigo sobre matemática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.