Noturnall

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Noturnall
Informação geral
Origem São Paulo,  São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Metal progressivo, Metal alternativo
Período em atividade 2013 - atualmente
Gravadora(s) Fusão VM&T Studios
Integrantes Thiago Bianchi
Fernando Quesada
Junior Carelli
Henrique Pucci
Brunno Henrique
Ex-integrantes Aquiles Priester
Léo Mancini
Mike Orlando
Página oficial noturnallofficial.com

Noturnall é uma banda brasileira de metal progressivo fundada em 2013. Foi fundada pelos então integrantes da banda Shaman, com exceção de Ricardo Confessori, juntamente com o renomado baterista Aquiles Priester (Hangar, ex-Angra).[1]

História[editar | editar código-fonte]

Origens[editar | editar código-fonte]

No início de 2013, a banda Shaman divulgou alguns vídeos com sessões de gravação do que seria o próximo álbum do grupo. Pouco depois, foram divulgadas a capa e o título do álbum, com lançamento previsto para o segundo semestre de 2013.[2] Contudo, em setembro do ano citado, foi noticiado o lançamento do Noturnall, que conta com 4 integrantes do Shaman (Thiago Bianchi, Leo Mancini, Fernando Quesada e Juninho Carelli) mais Aquiles. O Noturnall se "adonou" do projeto que resultaria no 5º álbum de estúdio do Shaman, como se pode perceber nos vídeos que contam sobre o surgimento da banda; inclusive, o nome Noturnall foi inspirado no título desse álbum, Nocturnal. Em entrevista a rádio Uol em fevereiro de 2014, o vocalista Thiago Bianchi diz que o Shaman "está de férias".

No fim de setembro de 2013, a banda lançou o seu primeiro clipe, Nocturnal Human Side, gravado em Nova York e no Fusão Estúdio em São Paulo, que conta com participação e produção do vocalista Russell Allen, da banda estadunidense de metal progressivo Symphony X.[3] A canção fala sobre o uso de drogas. A produção foi feita por Fernando Quesada, Alex Batista e Foggy Films, a direção foi de Alex Batista, Thiago Bianchi e Juninho Carelli.

Em 15 de dezembro de 2013 foi lançado o segundo single da banda, a canção No Turn at All. O clipe foi gravado numa academia de MMA, e conta a história de um atleta que acaba se envolvendo no submundo das lutas ilegais. A produção e direção foram feitas por Thiago Bianchi, Juninho Carelli e Rudge Campos a produção executiva foi de Franz Bedacht.

No dia 21 de dezembro de 2013 a banda faz seu primeiro show no Blackmore, em São Paulo. A apresentação teve cerca de 30 minutos e teve sete canções, sendo, duas do Noturnall, duas do Shaman, uma do Angra, uma do Pantera e uma do Judas Priest.

Primeiro álbum e DVD[editar | editar código-fonte]

No dia 13 de fevereiro de 2014 é lançado o primeiro album da banda, homônimo. Os instrumentos foram gravados no Estúdio Fusão de Thiago Bianchi, a produção, mixagem e masterização foram feitos pela banda, Russell Allen produziu e gravou os vocais em seu estúdio nos EUA. Carlos Fides fez a capa.

No dia 29 de março, em seu segundo show, e primeiro show completo a banda lota o Carioca Club em São Paulo com uma super apresentação beneficente e gratuita em benefício à Casas Hope, o vocalista Russel Allen (Symphony X, Adrenaline Mob) também participou, o concerto foi filmado para um futuro DVD. Também participou do show um virtuose do violoncelo, Luiz Fernando Venturelli, de apenas 13 anos. No show só não tocaram a faixa "The Blame Game" do disco de estréia.

Em maio de 2014, para comemorar o Dia das Mães, a banda grava o vídeo clipe da canção Woman in Chains do Tears for Fears. O clipe tem participação especial de Maria Odette (famosa cantora da era dos festivais da música brasileira nas décadas de 60 e 70) mãe de Thiago Bianchi. A produção foi de Alex Batista.

Em julho de 2014 a banda foi headliner do Anime Friends em São Paulo.

Em setembro de 2014 é lançado o DVD na Expo Music em São Paulo, chamado First Night Live. O DVD teve produção da FX Render, Foggy Films e Fusão Estúdios e foram usadas 15 câmeras, três gruas e um telão de led com mais de 10 metros de comprimento. Destaque para os videos das músicas que passavam no télão que foram tocados em perfeita sincronia com a banda ao vivo

Em setembro também é lançado pela Mafer Records, o vinil do debut da banda Noturnall em uma versão limitada do álbum com 300 cópias numeradas, com encarte, pôster, e mais uma canção inédita que só estará disponível neste lançamento do LP, Woman in Chains, cover do Tears for Fears.

A tour mundial de divulgação do primeiro álbum começa dia 29 de março no Carioca Club em São Paulo, o ultimo concerto da turnê foi dia 18 de novembro no Metal Point na cidade do Porto em Portugal, a banda portuguesa de Metal Progressivo Fallen Paradise fez a abertura de todos os shows europeus para a Noturnall. Ao todo foram 29 shows, passando pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Bahia, e passando por países como Espanha, Portugal e Suíça. A banda usou um moderno ônibus customizado para os shows no Brasil.

Back to F*** You Up e Rock in Rio[editar | editar código-fonte]

Em 2015, a banda lançou seu segundo álbum de estúdio, Back to F*** You Up!, um álbum ainda mais direto e pesado do que o primeiro. O conceito do álbum e os temas das músicas possuem fortes críticas à crise política que vive o Brasil. Inclusive, a capa do álbum mostra a mascote da banda carregando um galão de gasolina com o logotipo da empresa estatal Petrobras (uma clara menção à Operação Lava Jato, uma operação do Departamento de Polícia Federal que investiga fraudes nas licitações da estatal desde meados dos anos 2000), e ao fundo o Congresso Nacional em chamas e supostos manifestantes empunhando bandeiras. O álbum em geral foi muito bem recepcionado por fãs e críticos.[4]

No dia 19 de setembro de 2015, a banda se apresentou no Palco Sunset do Rock in Rio 2015, na edição de 30 anos do primeiro evento, como parte da American Heavy Tour 2015. A banda abriu a "noite do Metal", tocando músicas dos seus dois álbuns lançados até então e alguns covers, entre eles a música Woman in Chains, da banda Tears for Fears, que contou com a participação especial de Maria Odette, mãe do vocalista Thiago Bianchi e ex-cantora profissional. Esse cover Noturnall e Odette já haviam gravado num clipe em homenagem às mães e que foi inserido como faixa bônus na versão em LP do álbum de estreia da banda. Outro convidado especial foi o vocalista Michael Kiske (Helloween, Unisonic), que cantou com a banda as músicas Exceptional, do Unisonic, Sugar Pill, do primeiro álbum do Noturnall e encerrou o show com a clássica I Want Out, do Helloween, levando o público ao delírio.[5]

A banda anunciou[quando?] em sua página no Facebook que pretende lançar um material desse show em breve[quando?] para os fãs.

Doença de Thiago Bianchi e saída de Léo Mancini[editar | editar código-fonte]

Em meados de 2016, o vocalista da banda, Thiago Bianchi, foi internado após sentir fortes dores no estômago. Foi constatada uma pancreatite no músico, que ficou internado em uma UTI, chegando a ficar em coma induzido e em estado grave.[6] Após se recuperar, Bianchi, 50 quilos mais magro, gravou um vídeo ao lado de seus companheiros de banda, Junior Carelli e Fernando Quesada, esclarecendo sobre sua doença e internação e agradecendo aos fãs pelo carinho e pela força enquanto estava nesta situação difícil.[7]

Em 2016 a banda anunciou pelo Facebook a saída de Leo Mancini, entrando para o seu lugar o guitarrista norteamericano Mike Orlando, do Adrenaline Mob.

Novo álbum e retorno de Léo Mancini[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2017 a banda anuncia pelo Facebook que irá lançar seu terceiro disco de estúdio que conta com volta de Léo Mancini nas guitarras e a saída de Mike Orlando por motivos de divergências na agenda.

Em setembro do mesmo ano, a banda lança seu terceiro álbum de estúdio, intitulado 9.[8]

Nova formação, gravação do novo DVD e turnê nacional[editar | editar código-fonte]

Com uma “Live” realizada ao vivo pelo Facebook, o Noturnall começa o ano com muitas surpresas. Nova formação, gravação de DVD, presença confirmada no Abril pro Rock e ainda turnê nacional, a partir de abril, são algumas das novidades da banda.

A banda confirmou as saídas de Aquiles Priester e Leo Mancini, e as entradas de Henrique Pucci e Bruno Henrique.

Após a apresentação musical, os integrantes ficaram para um bate-papo muito descontraído com o público e revelaram não haver tido nenhum tipo “mal estar” com os agora antigos membros, mas sim uma escolha natural de caminho por conta das agendas dos músicos. A banda ainda aproveitou pra apresentar seus novos integrantes, onde cada um pode falar um pouco de sua história. Henrique Pucci é ex-baterista e fundador de uma das bandas mais difundidas da atualidade, o Project46, e Bruno Henrique é considerado uma das grandes revelações da geração de músicos “YouTubers”. Os músicos prometem um ano de 2018 repleto de novidades como uma turnê que será anunciada em breve e uma gravação de DVD que acontece no Teatro Porto Seguro, em São Paulo, no dia 23 de Abril.[9]

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

  • "Nocturnal Human Side" (2013)
  • "No Turn At All" (2013)
  • "Back To Fu** You Up!" (2015)
  • "Fight the System" (2015)
  • "Wake Up!" (2016)

Videografia[editar | editar código-fonte]

DVDs[editar | editar código-fonte]

Videoclipes[editar | editar código-fonte]

  • "Nocturnal Human Side" (2013)
  • "No Turn At All" (2013)
  • "Woman In Chains" (cover de Tears For Fears) (2014)
  • "Hearts As One" (2017)

Turnês[editar | editar código-fonte]

  • First Live Tour (2014)
  • The New Wave of American Heavy Metal Tour (2015 com Adrenaline Mob)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

https://www.facebook.com/noturnall

http://www.noturnall.com

Referências

Flag of .svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical  é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.