Nova Tebas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Tebas.
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Município de Nova Tebas
Bandeira de Nova Tebas
Brasão de Nova Tebas
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 8 de dezembro
Fundação 1989 (29 anos)
Gentílico novatebense
Prefeito(a) Clodoaldo Fernandes dos Santos (PSC)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Nova Tebas
Localização de Nova Tebas no Paraná
Nova Tebas está localizado em: Brasil
Nova Tebas
Localização de Nova Tebas no Brasil
24° 26' 16" S 51° 56' 42" O24° 26' 16" S 51° 56' 42" O
Unidade federativa Paraná
Mesorregião Norte Central Paranaense IBGE/2008 [1]
Microrregião Ivaiporã IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Iretama, Jardim Alegre, Manoel Ribas, Pitanga e Roncador
Distância até a capital 392[2] km
Características geográficas
Área 545,693 km² [3]
População 5 856 hab. estimativa IBGE/2018[4]
Densidade 10,73 hab./km²
Altitude 650 m
Clima Subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,689 médio PNUD/2000 [5]
PIB R$ 57 625,920 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 6 859,41 IBGE/2008[6]

Nova Tebas é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população, conforme estimativas do IBGE em 2018, era de 5 856[4] habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

No dia 8 de dezembro de 1987, através da Lei Estadual Nº 8.624, o município de Nova Tebas é desmembrado de Pitanga, realizando assim o sonho do Padre Antonio Holler, que desde a década de 1970, defendia a criação do município depois de iniciativa popular, liderado por edil Donato Esser, que representava o distrito na Câmara de Vereadores de Pitanga. O principal evento para a emancipação, foi a elaboração de uam abaixo-assinado contendo mais de 5 mil assinaturas, e que foi apresentado na Assembleia Legislativa do Estado, inicialmente pelo deputado Trajano Bastos. Após a aprovado e a sanção do governador Álvaro Dias, estava oficialmente criado o município de Nova Tebas. Em 1 de janeiro de 1989 ocorreu a instalação do município e a posse do primeiro poder legislativo e executivo do município.

No entanto, a história do município se inicia lá pelo ano de 1930, quando o local denominado "Tabatingüera", era ainda mata virgem, de conhecimento apenas dos caçadores. Uma povoação foi criada na fóz de 3 córregos que desaguam no Rio Vorá, passando a ser conhecido por Três Barras.

O povoado foi formado entre 1940 e 1950, com a chegada de várias famílias na região. Nos anos sessenta houve uma intensa migração dos estados de Pernambuco, Espírito Santo, Bahia, Minas Gerais, Santa Catarina e São Paulo. Em 1961, um personagem conhecido por "Grego", Elias Papanastáscio, adquiriu uma área de terras para loteamento urbano, com a intenção de fundar uma cidade. Em homenagem a sua cidade natal, Tebas, decidiu chamá-la de "Nova Tebas". Elias fixou sua casa próximo a atual igreja São Pedro Apóstolo.

Em 1963, quando só havia 14 casas na localidade, Benedito Cardoso de Aguiar abriu a primeira farmácia. Como a cidade estava se desenvolvendo, estradas começaram a ser abertas para facilitar o acesso. Até então, a principal estrada (carreador) levava para Pitanga, passando por Bela Vista e o transporte era feito por cavalos, cargueiros, charretes e carroças.

A localidade não tinham energia elétrica, a água utilizada era de poços, não havia escolas nem assistência médica e só contavam de 3 casas de comércio. Há registros das casas de comércio de Mário Moleta, Carlos Laitner e Herondi Dal Santo. Quando surgiu a primeira escola, tratava-se de uma sala que abrigava todas as séries. Em 1964, Elias Papanastácio conseguiu instalar um cartório,

Economia[editar | editar código-fonte]

A terra extremamente fértil, solo vermelho, o povo trabalhador promoveu um progresso rápido na região. A economia gerada pelas lavouras principalmente de milho, soja, feijão e café e a pecuária, criação de suínos e bovinos, impulsionaram o comércio local e desenvolvimento do município.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área é de 545,693 km² representando 0,2738 % do estado, 0,0968 % da região e 0,0064 % de todo o território brasileiro. Localiza-se a uma latitude 24°26'16" sul e a uma longitude 51°56'42" oeste, estando a uma altitude de 650 m. Está localizada a 400 quilômetros da capital, 120 de Guarapuava, 84 de Campo Mourão.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População total: 9.476

  • Urbana: 3.164
  • Rural: 6.312
  • Homens: 4.980
  • Mulheres: 4.496

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,689

  • IDH-M Renda: 0,574
  • IDH-M Longevidade: 0,728
  • IDH-M Educação: 0,766

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

A hidrografia da região é muito rica. Podemos destacar os rios principais que são eles: rio Muquilão que faz divisa com as cidades de Roncador e Iretama, o rio Taquaruçu com a cidade de Pitanga e o rio Corumbataí que faz divisa com as cidades de Manoel Ribas, Arapuã e Jardim Alegre. No início da colonização esses rios foram muito importantes no transporte de pessoas.

Administração[editar | editar código-fonte]

Nova Tebas atualmente tem 3 distritos administrativos, Poema, Bela Vista e Catuporanga. O primeiro prefeito (1988) foi Luiz Carlos Marchiavelli Petrechen e atualmente a cidade de administrada por Clodoaldo Fernandes dos Santos.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. «Distâncias entre a cidade de Curitiba e todas as cidades do interior paranaense». EmSampa. Consultado em 22 de setembro de 2017. 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  4. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 3 de setembro de 2018. 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.