Novo Horizonte (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Novo Horizonte
  Município do Brasil  
Fonte em Novo Horizonte - panoramio.jpg
Símbolos
Bandeira de Novo Horizonte
Bandeira
Brasão de armas de Novo Horizonte
Brasão de armas
Hino
Lema Sub Lege Libertas
"Liberdade debaixo da lei"[1]
Gentílico novorizontino
Localização
Localização de Novo Horizonte em São Paulo
Localização de Novo Horizonte em São Paulo
Novo Horizonte está localizado em: Brasil
Novo Horizonte
Localização de Novo Horizonte no Brasil
Mapa de Novo Horizonte
Coordenadas 21° 28' 04" S 49° 13' 15" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Municípios limítrofes Sales, Irapuã, Urupês, Marapoama, Itajobi, Borborema, Pirajuí, Uru, Pongaí, Cafelândia e Sabino.
Distância até a capital 410 km
História
Fundação 1917 (102 anos)
Aniversário 28 de outubro
Administração
Prefeito(a) Toshio Toyota (PPS, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 931,743 km²
População total (Estimativa populacional IBGE 2017) 39 888 hab.
Densidade 42,81 hab./km²
Clima tropical (Aw)
Altitude 447 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 14960-000
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,753 alto
PIB (IBGE/2013[4]) [5] R$ 891 785 mil
PIB per capita (IBGE/2013[4]) R$ 22 967,56
http://www.novohorizonte.sp.gov.br/ (Prefeitura)
http://camaranh.sp.gov.br/ (Câmara)

Novo Horizonte é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º28'05" sul e a uma longitude 49º13'15" oeste, estando a uma altitude de 447 metros. A cidade possui 39888 habitantes conforme estimativa do IBGE em 2017 e uma área de 931,7 km². O município é formado pela sede e pelo distrito de Vale Formoso[6][7].

Há várias outras pequenas empresas que geram emprego na cidade. O comércio varejista de Novo Horizonte atrai vários consumidores da cidade e da região devido sua grande diversidade.

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros habitantes da terra, que deram origem ao município de Novo Horizonte, procederam de Descalvado e Pirassununga à procura de terras férteis pelo sertão adentro. O cidadão Joaquim Ricardo da Silva, tendo feito uma promessa a São José, resolveu erigir uma Igreja em homenagem ao santo de sua devoção, iniciando a construção em 1895. Para o sucesso da empreitada, os senhores Antônio Cardoso de Moraes, Joaquim Vaz Floriano, Joaquim Portes da Silva e Maria Pinto Cardoso, doaram 20 alqueires de terra que desta forma faziam nascer o Patrimônio de São José da Trindade que, em 1896, passou a chamar São José da Estiva, nome recebido por influência da Fazenda Estiva.

Em 1897, aqui chegou o senhor José dos Santos Fonseca, que comprara terras na região do Rio Morto e achando a florescente povoação semelhante à cidade de Belo Horizonte, participou sua opinião com a Comissão Fundadora, composta por José Carvalho Leme, Pedro Alves do Vale, Irineu da Silva, Joaquim Pinto Cardoso e José Antônio de Lima, e batizou-a com o nome de Novo Horizonte. Nessa época a cidade pertencia ao município de Boa Vista da Pedra, atual cidade de Itápolis.

Construída a Igreja local, a primeira imagem de São José foi doada pelo senhor José Carvalho Leme e transportada de Araraquara para cá, pelo senhor Jerônimo Ramalho, que aqui chegou em 26 de março 1896. A povoação deveria ser construída nas proximidades do Rio Três Pontes, mas a Comissão não achou o local propício, dando, por isso, preferência a uma região mais alta, onde se localizava a Fazenda Estiva. A terra muito fértil, a água límpida, o solo cortado por córregos, favoreceram a implantação da nova cidade.

O distrito de Novo Horizonte foi criado pela Lei Estadual nº 993, de 2 de agosto de 1906, sendo sua sede elevada à categoria de vila, pela Lei número 1038, de 19 de dezembro de 1906. A Lei Estadual de nº 1530 de 28 de dezembro de 1916, criou o município de Novo Horizonte. O município foi instalado em 28 de outubro de 1917.

A comarca de Novo Horizonte foi criada em 1922, antes de ser criado o Cartório de Paz, havia um procurador encarregado de fazer os registros, casamentos e óbitos em Itápolis.

A primeira pessoa registrada em Novo horizonte foi a menina Aparecida de Oliveira, filha de Roldão Oliveira, nascida em 20 de novembro de 1907; o primeiro casamento foi do casal Manuel Barbosa e Maria Oliveira, que aconteceu no dia 24 de dezembro de 1907, já a primeira morte foi registrada no dia 15 de dezembro de 1907 quando faleceu a senhora Almerinda de Jesus. O primeiro juiz de paz que a cidade teve foi Francisco Pires de Morais Teixeira.

Esporte e Lazer[editar | editar código-fonte]

A cidade de Novo Horizonte possui o time de Futebol Grêmio Novorizontino . Atualmente participa do Campeonato Paulista de Futebol e outras competições. É conhecido como "TIGRE DO VALE", e no passado já foi Grêmio Esportivo Novorizontino, responsável por nomes consagrados no meio futebolístico: ...como Paulo Sérgio e Márcio Santos (ambos da Seleção tetracampeã), Maurício (goleiro do Corinthians), Helder, Alessandro Cambalhota (com passagens por vários clubes do brasil e do mundo), Luís Carlos Goiano (do Grêmio de Porto Alegre), Esquerdinha e muitos outros, além de técnicos consagrados como Nelsinho Batista. A cidade é mãe de José Carlos Cunha(Carlos Cunha), automobilista, empresário e apresentador.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Novo Horizonte localiza-se no norte do estado, a 410 km da cidade de São Paulo

Códigos[editar | editar código-fonte]

  • Cep: 14960-000
  • Código de Área DDD: 17

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados da estimativa populacional IBGE - 2017

População total: 39.888

  • Urbana: 34.048
  • Rural: 2.545
  • Homens: 18.271[8]
  • Mulheres: 18.322

Densidade demográfica (hab./km²): 39,28

Taxa de alfabetização: 92,4%[9]

Dados do Censo - 2000 e estimativa IBGE de 2014

(Fonte: IBGE PORTAL CIDADES)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

  • Rio Tietê.
  • Rio Ribeirão Três Pontes.
  • Rio Ribeirão do Cervo Grande ou Cervão.
  • Córrego da Estiva.
  • Córrego São José.
  • Córrego Rio Morto.
  • Córrego da Alegria.
  • Córrego São Roque.
  • Córrego da Aparecida.
  • Córrego Grande.
  • Córrego do Pau D'Alho.
  • Córrego do Inferninho.
  • Córrego Saltinho.
  • Córrego da Mata.
  • Córrego da Anita.
  • Córrego do Barro Preto.
  • Córrego do Barreiro.
  • Córrego do Anastácio.
  • Córrego do Mojolinho.
  • Córrego do Coqueiro.
  • Córrego Fundo.
  • Córrego do Valão.
  • Córrego da Mulata.
  • Córrego do Turvinho.
  • Córrego Ribeirão da Ponte Alta.

Fonte: Meio Ambiente - Recursos Hídricos - Bacia Tietê-Batalha - SP.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

  • SP-321 Rodovia Estadual.
  • SP-304 Rodovia Estadual.
  • Estrada Municipal que liga Novo Horizonte ao Município de Borborema (SP), passando pelo Bairro Porto Ferrão.
  • Rod. Cesário José de Castilho Rodovia que liga Novo Horizonte ao Município de Itajobi (SP) passando por Nova Cardoso (SP).
  • Av. Duque de Caxias Estrada que liga Novo Horizonte ao Município de Urupês (SP).
  • Estrada Municipal que interliga a SP-304 até a Estrada Municipal que liga Urupês (SP).
  • Estrada Municipal que liga Novo Horizonte ao Município de Irapuã (SP).
  • Estrada Municipal que liga Novo Horizonte ao Vale Formoso (SP).
  • Estrada do Taquaral

Fonte: Rodovias e Estradas Paulistas.

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade era atendida pela Cia. Telefônica Rio Preto[10][11], empresa administrada pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB)[12], até que em 1973 passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[13], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[14], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[15] para suas operações de telefonia fixa. A cidade também conta com várias empresas no ramo de internet, abriga quatro estações de rádio e é servida por tvs abertas das mais gabaritadas do país.

Religião[editar | editar código-fonte]

Novo Horizonte conta com várias denominações cristãs como Católicos apostólico romano, Evangélicos tradicionais, como a Igreja Presbiteriana do Brasil e Primeira Igreja Batista. Também Evangélicos pentecostais, como Igreja Assembléia de Deus, além de Igrejas avivadas, como Igreja Batista Memorial, Igreja Batista Betel, dentre outras.

Novo Horizonte também conta com loja Maçônica, Centro Espírita Kardecista, Salão do reino das Testemunhas de Jeová e Adventistas do sétimo dia.

Referências

  1. Sub Lege Libertas Dicionário Priberam
  2. http://cidades.ibge.gov.br/v3/cidades/municipio/3533502
  3. «Ranking IDHM dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 14 de fevereiro de 2017 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010-2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 14 Fev. 2017 
  5. http://cidades.ibge.gov.br/v3/cidades/municipio/3533502
  6. «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico 
  7. «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  8. «SIDRA IBGE - Tabela 608 - População residente, por situação do domicílio e sexo». IBGE. Consultado em 1 de setembro de 2011 
  9. «Taxa de Alfabetização 2010» (zip). Censo 2010 IBGE: Indicadores Sociais Municipais. IBGE.gov.br. Consultado em 23 de janeiro de 2012 
  10. «Relação do patrimônio da Cia. Telefônica Rio Preto incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  11. «Telesp assume controle da Cia. Telefônica Rio Preto e da Empresa Telefônica Paulista». Acervo O Estado de São Paulo 
  12. «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  13. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  14. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  15. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]