Novo Lino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde abril de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde abril de 2010).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Município de Novo Lino
Bandeira de Novo Lino
Brasão de Novo Lino
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 1 de dezembro
Fundação 1962
Gentílico linense ou linoense
Prefeito(a) Aldemir Rufino da Silva (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Novo Lino
Localização de Novo Lino em Alagoas
Novo Lino está localizado em: Brasil
Novo Lino
Localização de Novo Lino no Brasil
08° 54' 54" S 35° 38' 49.2" O08° 54' 54" S 35° 38' 49.2" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Leste Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Mata Alagoana IBGE/2008[1]
Região metropolitana Zona da Mata
Municípios limítrofes Jundiá, Colônia Leopoldina, Campestre, Joaquim Gomes, Matriz de Camaragibe, Xexéu (PE).
Distância até a capital 90 km
Características geográficas
Área 218,892 km² [2]
População 12 069 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 55,14 hab./km²
Altitude 146 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,780 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 412 750 000,000 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 34 199,18 IBGE/2008[5]
Página oficial

Novo Lino é um município brasileiro do estado de Alagoas localizado na região da Zona da Mata.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2010 era de 12.060 habitantes e sua área total é de 218,892 km².

História[editar | editar código-fonte]

O município teve origem no Sítio Lino, que o alferes Manoel Baraúna recebeu em sesmaria de Dom Pedro II premiando sua atuação na guerra de 1865. O nome Lino veio do primeiro proprietário.

O alferes Baraúna morreu vinte anos mais tarde e seu filho, Manoel Baraúna Filho, herdou as terras. Ele começou a desenvolver a região e quando morreu, em 1950, suas terras foram repartidas entre cinco herdeiros.

Só quando o povoado já tinha algum movimento é que as famílias Messias Dias e Guedes de Melo foram morar em Novo Lino. Construíram muitas casas e deram um novo impulso ao povoado. A BR-101, que divide o município, também contribuiu para que o progresso chegasse mais rápido.

Exatamente por causa do progresso é que a comunidade resolveu se unir e lutar pela independência do povoado. Muitos trabalharam para isso e entre os que se destacaram no movimento estavam nomes como Paulo Gomes de Barros (que veio a ser prefeito), Alfredo Soares da Silva, Manoel Claudino Lemos, Manoel Sebastião de Lemos, Antonio Buarque de Lima, Izaías Buarque de Lima, João Constâncio Lima Filho, Aloísio Tavares Cordeiro, Carlos Gomes de Barros, Caetano Cavalcante, Manoel Messias da Cruz, Dionísio Guedes de Melo, Benedito Guedes de Melo e Messias José Dias.

Elevado à categoria de município com a denominação de Novo Lino ex-povoado, pela lei estadual nº 2490, de 01-12-1962, desmembrado de Colônia Leopoldina. Sede no atual distrito de Novo Lino ex-povoado. Constituído do distrito sede. Instalado em 18-01-1963. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Novo Lino destaca-se na economia, por ser o 2º maior produtor de bananas no Estado, Poucas são as festividades, mesmo com grande animação: Festa do Padroeiro São José (19 de Março), São João (12, 13, 23, 24, 28 e 29 de Junho) e a Festa de Emancipação Política ou Novo Lino Fest (1° de dezembro) que vai de 29, 30 de Novembro à 1º de Dezembro.

Situa-se na Microrregião da Mata Alagoana, sendo seus limites: Joaquim Gomes, Matriz do Camaragibe, Jundiá, Campestre, Colônia Leopoldina & Xexéu - PE.

Economia[editar | editar código-fonte]

A produção de frutas e raízes principalmente a banana; da variedade da terra e prata, e as raízes leguminosas como o inhame e a macaxeira. Grande parte da população trabalha na cadeia produtiva da cana-de-açúcar. O município tem extensas porções de terras destinadas ao cultivo da cana. Usinas de municípios vizinhos também recebem mão-de-obra de Novo Lino.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.