Novo Som

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Novo Som
Informação geral
Origem Rio de Janeiro
País Brasil Brasil
Gênero(s) Pop, pop rock, arena rock, rock cristão, música cristã contemporânea
Período em atividade 1982 - atualmente
Gravadora(s) Favoritos Evangélicos (1988)
NS Records (1990 - 1999)
MK Music (2000 - 2012)
Mess Entretenimento (2013 - atualmente)
Página oficial site oficial
Integrantes Alex Gonzaga
Mito
Geraldo Abdo
Ex-integrantes
Ney
Lenilton
Natinho

Novo Som é uma banda de pop rock brasileira, dedicada ao público cristão. É um dos mais conhecidos grupos desse segmento no Brasil. Originou-se no Rio de Janeiro, em 1982, e gravou seu primeiro álbum, Um Novo Som para Cristo, no ano de 1988.[1]

A banda ganhou notoriedade no país após o segundo álbum, Pra Você, lançado em 1990. A voz marcante do lead vocal da banda, Alex Gonzaga, e as composições poéticas e diferenciadas do ex-baixista e principal compositor do grupo, Lenilton Silva, são as principais características que deram popularidade ao Novo Som.

Atualmente, integram a banda, junto a Alex Gonzaga, o maestro Mito Pascoal (Teclados, piano e produção musical) e Geraldo Abdo (Bateria e produção musical). [2]

História[editar | editar código-fonte]

O Novo Som surgiu como um grupo de louvor da Igreja Batista em Padre Miguel, RJ.[3] É uma das únicas bandas gospel que surgiram nas igrejas evangélicas no início dos anos 80 e mantiveram carreira sólida. Gravou o primeiro álbum em 1988 e atua até os dias de hoje, fazendo shows por todo o país.[4]

A banda Novo Som conseguiu, ao longo da carreira, se estabelecer e acumular diversos prêmios. Apesar de manter o mesmo estilo original, novas concepções artísticas foram incorporadas à musicalidade da banda, que tem reconhecimento também fora do Brasil. Em novembro de 2002, o Novo Som fez seu primeiro show fora do país, em Lowell (Boston). A turnê em questão passou por algumas cidades dos EUA. A banda já esteve também em todos os estados brasileiros e em grandes casas de espetáculos, inclusive, em uma das maiores casas de shows da América Latina, o Metropolitan, atual Citibank Hall.

O Novo Som também já tocou para grandes públicos. Em 2000, durante o evento Canta Brasil 500 Anos, a banda cantou seus clássicos para mais de 80 mil pessoas, no Estádio do Maracanã. Em 2002, se apresentou para cerca de 100 mil pessoas, na Praça da Apoteose, no Rio De janeiro. Em 2004 tocou para um público de 150 mil pessoas na Praia de Copacabana. Além de outros eventos que também tiveram recorde de público, como o Canta Rio 99, Canta Rio 2006 e Louvorzão da 93, em 2010.

O primeiro LP da banda, "Um Novo Som Para Cristo (1988)", foi lançado, a convite, pela extinta gravadora Favoritos Evangélicos. Após isso, quando o trabalho da banda começou a se profissionalizar, Alex Gonzaga e Paulo Paiva, fundaram o selo NS Records. Na gravadora, foram lançados os álbuns "Pra Você (1990)", "Passaporte (1992)", "Luz (1993)", "Ao Vivo I (1994)", "De Coração (1995)", "Meu Universo (1997)", "VHS Ao Vivo no Imperator (1997)", "15 Anos (1998)", "Não é o Fim (1999)" e "Ao Vivo II (1999). A NS Records também lançou algumas coletâneas.

Depois de quase 10 anos lançando CDs pelo selo NS Records, o Novo Som assina contrato com a maior gravadora gospel do país, a MK Music. Na gravadora, foram lançados os CDs "Herói dos Heróis (2000)"; "Um Dia a Mais (2002)"; "Vale a Pena Sonhar (2004)"; "Na Estrada (2007)"; e "Estação de Luz (2009)". Além das coletâneas: "As 10 Mais - MK CD Ouro (2005)"; "Falando de Amor (2010)"; e "Gospel Collection - Ao Vivo (2014)". A passagem pela gravadora também rendeu participações em vários volumes da coletânea "Amo Você", "Arrebatados Remix", dentre outros.

A carreira da banda começava a se profissionalizar quando, em 1993, no CD "Luz", era lançada a primeira música romântica gospel da história. "Eu e Você" chegou para quebrar paradigmas no segmento e serviu de base para que outros artistas do meio também começassem a lançar músicas do estilo. A partir deste CD, a banda começou a gravar pelo menos uma música gospel em cada álbum.

Em 1994, o Novo Som reúne as músicas de maior sucesso e grava o primeiro disco ao vivo. O "Novo Som Ao Vivo Vol. 1" foi gravado na Rio Sampa, RJ, e contou com sucessos, como "Acredita", "Pra Você", "Para Sempre", "Elo de Amor", "Passaporte", "Eu e Você" e "É Assim". Este seria o último álbum com a participação de Ney Rodrigues nos teclados. O músico faleceu antes do lançamento do disco. Mito Pascoal ainda não fazia parte da formação oficial da banda, mas participou da gravação, como convidado.

Em 1995, em homenagem a Ney Rodrigues, o Novo Som entra em Estúdio para gravar um dos CDs de maior sucesso da carreira: "De Coração". A música tema foi dedicada a Ney. No disco, a banda também lançou um hit estrondoso: "Escrevi". A música fortaleceu ainda mais o Novo Som nas paradas de sucesso e foi considerada pela Billboard como uma das mais tocadas do ano de 1995, no ranking geral, ao lado de famosas músicas seculares. A partir deste disco, Mito Pascoal passa a fazer parte da formação oficial.

Depois do fenômeno "De Coração", a banda se reuniu novamente para planejar o próximo projeto. Em 1997, o CD "Meu Universo" foi lançado ao mercado. Nele, os hits "Meu Universo", "Não Me Deixe Te Deixar", "Nova Estrada" e "Nossa História" logo chegaram às rádios de todo o país.

Em 1997, a banda decide gravar o show de lançamento do CD Meu Universo, de 1997, para analisar a qualidade da musicalidade à época. No entanto, a gravação chamou positivamente a atenção dos integrantes, que decidiram, então, lançá-lo em VHS. O evento foi gravado no Imperator, casa de shows do Rio de Janeiro. Em 2005, o projeto foi distribuído, em DVD, pela gravadora Art Gospel.

Um ano mais tarde, em 1998, a banda reúne os maiores sucessos da carreira e lança o álbum comemorativo "Novo Som - 15 Anos". Músicas como "Pra Você", "Passaporte", "Escrevi", "É Assim" e "Certeza da Vitória", compõem o repertório.

Em 1999, depois de anos sem lançamentos inéditos, Alex Gonzaga, Geraldo Abdo, Lenilton Silva, Mito Pascoal e Sérgio Knust entram em estúdio para gravar outro disco que faria grande sucesso: "Não é o Fim". Nele, estão presentes as músicas: "Venha Ser Feliz", "Estou Aqui", "Bandido ou Herói", dentre outras. Lenilton Silva e Mito Pascoal estreiam, neste álbum, também como cantores, em "Pra Não Esquecer" e "No Jardim do Coração", respectivamente.

O disco "Não é o Fim" foi alvo de uma das maiores polêmicas que envolveram a banda. A música "Fonte do Amor", composta por Sérgio Knust, foi acusada de fazer referência a uma prece espírita. A suspeita foi confirmada e o Novo Som precisou se retratar publicamente. O guitarrista, por conseguinte, foi afastado da banda. Com isso, todas as cópias do disco (inclusive playbacks) foram retiradas do mercado e, tempos depois, uma nova versão do CD foi para as lojas, em edição especial, sem as duas músicas compostas por Knust. A música "Semente de Deus" não foi alvo de polêmicas, mas, por ter sido composta por Serginho, também foi tirada, a fim evitar novas contradições.

Ainda em 1999, o Novo Som lança seu último álbum pela NS Records. O dico "Ao Vivo Vol. 2" foi gravado no Ginásio do Álvares Cabral, em Vitória, ES. Em seu repertório, "Deixa Brilhar a Luz", "Não Me Deixe Te Deixar", "Luz", "Escrevi", dentre outros sucessos.

No ano 2000, uma nova história começa a ser escrita na carreira do Novo Som. A banda, enfim, assina contrato com a gravadora MK Music. Naquele ano, é lançado o Disco "Herói dos Heróis", primeiro fruto da parceria. Com tiragem inicial de 100 mil cópias, o álbum é certificado e logo recebe dico de ouro pela ABPD. Seus hits ("Meu Sonho", "Pra Te Conduzir" e "Herói dos Heróis") também disparam nas paradas de sucesso do país e, até hoje, fazem parte do repertório da banda nos shows.

Em 2001, Alex Gonzaga inicia sua carreira solo, paralela à banda. Neste ano, lança, também pela MK Music, o CD "Canções, Eternas Canções", reunindo músicas que fizeram sucesso nas décadas de 70 e 80, em nova roupagem, além de faixas inéditas. O sucesso "Aprender a Perdoar" está neste disco.

Dois anos mais tarde, em 2002, o Novo Som lança, ainda pela MK Music, o CD "Um Dia a Mais". A música homônima ao título do álbum foi composta pelo então guitarrista, Joey Summer, que permaneceu na banda até meados de 2009. Neste CD também estão inclusas as músicas "Voz do Coração", "infinitamente" e "Sempre é Possível". Este CD é o último álbum com a participação do baixista, compositor e co-fundador do Novo Som, Lenilton Silva, que deixou a banda após desentendimentos com os demais membros. o álbum vendeu cerca de 60 mil cópias.

Em 2003, a gravadora lança o segundo álbum solo de Alex Gonzaga: "Vou Continuar". O disco tem composições de Mito, Lenilton e Mattos Nascimento, além de duas músicas românticas: "Meu Amor é Você" e "Diz que Sim".

Após a saída de Lenilton Silva, Charles Martins assume o posto de baixista da banda. O músico convidado participaria de eventos de gravações em estúdio. Assim sendo, em 2004, é lançado o CD "Vale a Pena Sonhar", ainda pela MK Music. Além da música título do CD, fizeram sucesso as músicas "Águas", "Por Um Segundo", "Teu Choro" e "Nas Mãos do Pai". Este é o primeiro CD do Novo Som com músicas de vários compositores (Joey Summer, Wagner Carvalho, Jill Viegas, Davi Fernandes, Mito Pascoal, dentre outros), já que nos discos anteriores, a maioria das músicas eram compostas por Lenilton Silva. O CD também recebeu CD de Ouro, pela ABPD, por mais de 50 mil cópias vendidas.

Em 2005, a MK Music lança a coletânea "As 10 Mais - MK CD Ouro". Um dos artistas escolhidos para compor a coletânea foi o Novo Som. O álbum contêm as dez músicas de maior sucesso dos três CDs lançados, até então, pela banda.

Já em 2006, Alex Gonzaga lança seu terceiro álbum solo: "Canções, Eternas Canções 2". A ideia é semelhante à do primeiro álbum: regravar músicas de sucesso dos anos 70, 80 e 90. Neste dico, estão as músicas: "Renova-me", "Autoridade e Poder", "Via Dolorosa" e o hit "Ele é Jesus".

Ainda em 2006, o Novo Som grava o CD/DVD ao vivo, intitulado Na Estrada[5] [6] . O trabalho foi realizado na cidade de Manaus, no Amazonas, e considerado o primeiro DVD gospel gravado na cidade. O Lançamento aconteceu em meados de 2007. O objetivo do DVD era mostrar como era um show da banda à época. Por isso, o nome Na Estrada.

Em 2009, é lançado outro CD, intitulado Estação de Luz. O álbum conta com canções inéditas e com as regravações das canções "Desacreditado", da Banda e Voz, escrita por Natan Brito e da canção título "Estação de Luz", da banda Praise Machine e "Recomeçar" composta por Edson Gadelha e David Fantazzini. O álbum também trouxe três canções românticas (uma delas, Na beleza do Teu Olhar, de autoria do ex-baixista da banda, Lenilton).[7] Este seria o último álbum de estúdio lançado pela MK Music. Após a gravação, Joey Summer, que fazia parte da banda desde 2002, deixa o Novo Som para se dedicar à carreira solo internacional. Em seu lugar, assume o músico Marcelo Hosrth, filho de Cleberson Horsth (Pianista do grupo Roupa Nova).

Em 2010, a MK Music lança mais uma coletânea. "Falando de Amor" reúne as músicas românticas de maior sucesso da carreira do Novo Som e Alex Gonzaga, gravadas a partir de 2000.

No ano seguinte, 2011, é lançado o quarto álbum solo de Alex Gonzaga. "Canções, Eternas Canções 3" tem regravações de grandes clássicos da música gospel, como "Segura Na Mão de Deus", "Primeiro Amor", Cem Ovelhas", "Um Milagre Senhor", "Mover do Espírito", "Desapareceu Um Povo" e "Meu Tributo". A música "Segura Na Mão de Deus", além de ser um sucesso, foi composta pelo pai de Mito Pascoal, o Pastor Nelson Monteiro da Mota.

Em 2012, a banda - por meio do programa Canções Para Sempre, apresentado por Alex Gonzaga, na Rádio Melodia -, anuncia sua saída da gravadora MK Music, da qual fazia parte há 12 anos. Na ocasião, anunciaram também que a banda lançaria, nos próximos anos, coletâneas e um DVD em comemoração aos seus 25 anos de carreira.[8]

No ano seguinte, a banda assina contrato com a Mess Entretenimento e também participa do projeto Mais que Amigos = Irmãos, junto com a banda Catedral.[9] [10] A parceria com a gravadora rendeu o lançamento da Coletânea "Novo Som Para Sempre", em três volumes, reunindo músicas em gravações originais, e a distribuição do DVD gravado coma Banda Catedral.

Ainda em 2013, a banda anuncia que Lenilton Silva (baixo) e Natinho Nogueira (guitarra) retornariam, como convidados, para a gravação de um DVD, com os maiores sucessos do grupo, em comemoração aos seus mais de 25 anos de carreira.[11] [12] Natinho já fazia parte da equipe de produção da banda, na estrada, já há algum tempo. A "Formação Clássica", como foi batizada, realizou turnê de shows por todo o país, durante dois anos.

Em 14 de novembro de 2014, a banda lança o single "Espelho", composto por Val Martins e Lenilton. Primeira música do Novo Som após dois anos sem gravações inéditas - no DVD Mais Que Amigos=Irmãos, havia sido lançada a música "Um Motivo Pra Sorrir", composição de Jill Viegas e Davi Fernandes. [13]

Em 18 de julho de 2015, o Novo Som grava, com a formação clássica, o DVD 25 anos, no Teatro Bennet, RJ. A gravação reuniu clássicos da carreira da banda, como "Bandido ou Herói", "Pra Você", "Escrevi", "Acredita", "Jesus Cristo Vem", e contou com a presença do coral da Igreja UICN e músicos da Orquestra Sinfônica. Dois convidados especiais também dividiram o palco com a banda. Mattos Nascimentos e Lívia Gavazzi cantaram as músicas "Heróis dos Heróis" e "Nossa História", respectivamente. A música inédita Espelho também fez parte do repertório. Os fãs da banda lotaram o Teatro para ver a atuação de cerca de 40 músicos.

Formação do Novo Som para a gravação do DVD, em ordem alfabética: Alex Gonzaga, Geraldo Abdo, Leandro Silva, Lenilton Silva, Marcelo Horsth, Mito Pascoal e Natinho Nogueira.

Após a gravação do DVD, Lenilton Silva e Natinho Nogueira deixaram de fazer parte da formação efetiva da banda. Segundo Alex Gonzaga, os músicos foram convidados para a "Turnê 25 Anos" e, posteriormente, para a gravação do DVD comemorativo.

Devido a isso, em agosto de 2015, Lenilton Silva divulga, em seu perfil Facebook, uma 'nota oficial'. Nela, o compositor e ex-baixista do grupo esclarece os supostos motivos que ocasionaram sua saída da banda, tanto em 2003, como em 2015. No texto, ele fala sobre os atritos entre os membros da banda, principalmente nas reuniões que antecederam a gravação do DVD. Lenilton também relata que deseja extinguir toda e qualquer parceria musical com os músicos do Novo Som, inclusive. O compositor também supostamente proíbe a banda de executar suas composições em eventos.[14]

Em sua carreira, o Novo Som conquistou vários prêmios da crítica especializada e com vendagens expressivas de CDs. Na carreira, já são 22 álbuns lançados, com mais um milhão de cópias vendidas, além de quatro DVDs.[15]

Formações[editar | editar código-fonte]

Atual
  • Alex Gonzaga - Vocais (1988-atualmente)
  • Mito - Teclados (1988-1990; 1993-atualmente)
  • Geraldo Abdo - Bateria (1990-atualmente)
Ex-integrantes
  • Lenilton - Baixo (1988-2002; 2012-2015)
  • Ney - Teclados In memeorian (1990-1994)
  • Natinho - Guitarras (1992-1997; 2013-2015)
  • Ademilson Fernandes - Vocais In Memorian (1988-1990)
  • Marcio Antunes - Guitarras (1988-1990)
  • Rubens Gomes dos Santos - Bateria (1988-1990)

Músicos Convidados

  • Marcelo Horsth - Guitarras (2009 - atualmente)
  • Eduardo Tenório - Baixo (2012 - atualmente)

Ex-músicos Convidados

  • Leandro Silva - Teclados (2009 - 2015)
  • Charles Martins - Baixo (2002 - 2012)
  • Joey Summer - Guitarras (2002 - 2009)
  • Duda Nascimento - Guitarras (1999)
  • Eduardo Ramos - Guitarras (2000-2001)
  • Sérgio Knust - Guitarras (1997-1999)
  • Alberto Lima Gomes - percussão (1988)
  • Deildo dos Santos - Sax Tenor (1988)

Discografia[editar | editar código-fonte]

Coletâneas

Videografia[editar | editar código-fonte]

Videoclipes[editar | editar código-fonte]

Outros Projetos[editar | editar código-fonte]

DVDs de Eventos e Participações em Outros Projetos (Alex Gonzaga e Novo Som)[editar | editar código-fonte]

  • DVD Clipes Amo Você (Meu Sonho/Novo Som); 
  • Canta Brasil 500 (Certeza da Vitória/Novo Som); 
  • Canta Rio 2002 (Pra Te conduzir/Novo Som; Aprender a Perdoar/Alex Gonzaga); 
  • Canta Rio 2006 (Vale a Pena Sonhar/Novo Som); 
  • Canta Rio 99 (Não Me Deixe Te Deixar/Novo Som); 
  • Canta Zona Sul DVD 1 (Instrumental, Um Dia a Mais, Herói dos Heróis, Infinitamente e Nova Estrada/Novo Som); 
  • Canta Zona Sul DVD 2 (Um Verso de Amor/Pamela ft. Alex Gonzaga); 
  • Clipes MK vol.1 (Ele é Jesus/Alex Gonzaga); 
  • Clipes MK vol. 4 (Recomeçar/Novo Som); 
  • Louvorzão vol. 2 2010 (Recomeçar/Novo Som); 
  • MKaraokê – Clipes e Karaokê vol.1 (Um Verso de Amor/Pamela ft. Alex Gonzaga; Vou Continuar/Alex Gonzaga; Herói dos Heróis/Novo Som); 
  • MKaraokê – Clipes e Karaokê vol.2 (Voz do Coração/Novo Som); 
  • O Cristo da Paixão (Herói dos Heróis/Novo Som); 
  • DVD Clipes Amo Você 20 Anos (Um Verso de Amor/Pamela ft. Alex Gonzaga).

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Durante a carreira a banda recebeu diversos prêmios, sendo os principais:

  • Troféu Imprensa, da Folha Cristã como Melhor Banda Gospel de 1994
  • Melhor Capa em LP evangélico de 1994
  • Melhor Banda Cristã de 1995 (Folha Cristã)
  • Disco de Ouro, como Melhor Música, de 1995
  • Trofeu Imprensa, da Radio 105 Fm, como Melhor Banda de 1995
  • Melhor Compositor 1995 - Lenilton, pela 105 Fm
  • Prêmio de Melhor Banda de 1995, da Rádio Cidade FM, de Belo Horizonte
  • Prêmio de Melhor Banda de 1999
  • Várias indicações ao Troféu Talento
  • CD de Ouro - álbum Meu Universo 1997 (Tiragem inicial de 100 mil cópias)
  • CD de Ouro - álbum Não é o Fim 1999 (Tiragem inicial de 100 mil cópias)
  • CD de Ouro - álbum Herói dos Heróis 2000 (Tiragem inicial de 100 mil cópias)
  • CD de Ouro - álbum Um Dia a Mais 2002 (Mais de 60 mil cópias vendidas)
  • CD de Ouro - álbum Vale a Pena Sonhar 2004 (Mais de 50 mil cópias vendidas)
  • O single Espelho entrou para a lista da Billboard como uma das músicas mais executadas nas rádios do País
  • Troféu Promessas 2013 - Melhor Grupo (Indicado)
  • Prêmio Profissionais dá música 2016 - Melhor Artista Gospel - Novo Som (Semifinalista - indicado)
  • Prêmio Profissionais dá música 2016 - Melhor Cantor - Alex Gonzaga (Finalista - Indicado)

Referências

  1. Redação Clip Gospel Music. «Novo Som - Pop Rock romântico evangélico». Clip Gospel Music. Consultado em 17 de abril de 2013. 
  2. Dicionário Cravo Albin da música popular brasileira. «Discografia Novo Som». Dicionário MPB. Consultado em 12 de abril de 2013. 
  3. Alexander S. Santos. «Novo Som: Dados Artísticos». oocities.com. Consultado em 18 de abril de 2013. 
  4. Elvis Tavares. «Os 20 anos do Novo Som». Efrata Music. Consultado em 12 de abril de 2014. 
  5. Grupo MK de Comunicação. «Novo Som grava DVD em Manaus». Casa Gospel. Consultado em 11 de janeiro de 2013. 
  6. Gospel Mais. «Na Estrada: Banda carioca Novo Som lança CD & DVD gravados ao vivo em Manaus». Gospel Mais. Consultado em 11 de janeiro de 2013. 
  7. Jornal Gospel News. «Notícia sobre o lançamento do cd "Estação de Luz». Jornal Gospel News. Consultado em 15 de janeiro de 2013. 
  8. Tomaz Campos. «Banda Novo Som e Alex Gonzaga Anunciaram Sua Saída Da Gravadora MK Music e Irão Gravar Um CD e DVD Com a Banda Catedral». Tomaz Campos.com. Consultado em 18 de abril de 2013. 
  9. «Cast Mess Entretenimento». Mess Entretenimento. Consultado em 29 de agosto de 2015. 
  10. Redação Efrata Music. «Catedral e Novo Som gravarão disco juntos». Efrata Music. Consultado em 18 de abril de 2013. 
  11. Tiago Chagas. «Novo Som fará show online com formação original em comemoração aos 25 anos da banda». Gospel Mais. Consultado em 12 de abril de 2014. 
  12. «Banda Novo Som anuncia gravação de DVD que comemora 25 anos de sucesso». Fast News Gospel. Consultado em 26 de agosto de 2015. 
  13. Tiago Chagas. «Novo Som retoma formação original e lança single “Espelho”; Ouça». Gospel Mais. Consultado em 26 de dezembro de 2014. 
  14. «Lenilton desabafa e proíbe Novo Som de tocar suas músicas». O Propagador. Consultado em 26 de agosto de 2015. 
  15. «Novo Som prepara Show Exclusivo para Internet». Fé em Jesus. Consultado em 26 de agosto de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]