Novo coronavírus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Características das estirpes humanas de coronavírus
MERS-CoV, SARS-CoV, SARS-CoV-2,
e doenças associadas
MERS-CoV SARS-CoV SARS-CoV-2
Doença MERS SARS COVID-19
Surtos 2012, 2015,
2018
2002–2004 Pandemia de
2019-20
Epidemiologia
Data do primeiro
caso identificado
Junho
2012
Novembro
2002
Dezembro
2019[1]
Local do primeiro
caso identificado
Jeddah,
Arábia Saudita
Shunde,
China
Wuhan,
China
Média de idades 56 44[2][a] 56[3]
Proporção por sexo 3,3:1 0,8:1[4] 1,6:1[3]
Casos confirmados 2494 8096[5] 114 794 551[6][b]
Mortes 858 774[5] 2 547 493[6][b]
Taxa de letalidade 37% 9,2% 3–4%[7]
Sintomas
Febre 98% 99–100% 87,9%[8]
Tosse seca 47% 29–75% 67,7%[8]
Falta de ar 72% 40–42% 18,6%[8]
Diarreia 26% 20–25% 3,7%[8]
Garganta inflamada 21% 13–25% 13,9%[8]
Ventilação mecânica 24,5%[9] 14–20% 4,1%[10]
Notas
  1. Com base nos dados de Hong Kong.
  2. a b Dados em 3 de março de 2021.
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre nomeação de um coronavírus recém descoberto. Para o vírus descoberto em 2019, veja SARS-CoV-2. Para a pandemia atualmente em curso, veja Pandemia de COVID-19.

Novo coronavírus (nCoV) é um nome provisório dado aos coronavírus de importância médica antes que um nome permanente seja decidido. Embora os coronavírus sejam endêmicos em humanos e as infecções sejam leves, como o resfriado comum (causado por coronavírus humano em ~ 15% dos casos), a transmissão entre espécies produziu algumas cepas virulentas que podem causar pneumonia viral e, em casos graves, até síndrome do desconforto respiratório agudo e morte.[11][12][13]

Espécies[editar | editar código-fonte]

Os seguintes vírus foram inicialmente chamados de "novos coronavírus", antes de serem formalmente nomeados:

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Os nomes permanentes oficiais para vírus e doenças são determinados pelo Comitê Internacional de Taxonomia de Vírus (ICTV)[16] e pelo CDI da Organização Mundial da Saúde (OMS), respectivamente.[14]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wang C, Horby PW, Hayden FG, Gao GF (fevereiro de 2020). «A novel coronavirus outbreak of global health concern». Lancet. 395 (10223): 470–473. PMID 31986257. doi:10.1016/S0140-6736(20)30185-9 
  2. Lau EH, Hsiung CA, Cowling BJ, Chen CH, Ho LM, Tsang T, et al. (março de 2010). «A comparative epidemiologic analysis of SARS in Hong Kong, Beijing and Taiwan». BMC Infectious Diseases. 10. 50 páginas. PMC 2846944Acessível livremente. PMID 20205928. doi:10.1186/1471-2334-10-50 
  3. a b «Old age, sepsis tied to poor COVID-19 outcomes, death». CIDRAP, University of Minnesota. Consultado em 29 de março de 2020 
  4. Karlberg J, Chong DS, Lai WY (fevereiro de 2004). «Do men have a higher case fatality rate of severe acute respiratory syndrome than women do?». American Journal of Epidemiology. 159 (3): 229–31. PMID 14742282. doi:10.1093/aje/kwh056 
  5. a b «Summary of probable SARS cases with onset of illness from 1 November 2002 to 31 July 2003». World Health Organization. Abril de 2004 
  6. a b «Coronavirus COVID-19 Global Cases by the Center for Systems Science and Engineering (CSSE) at Johns Hopkins University (JHU)». ArcGIS. Johns Hopkins CSSE. Consultado em 3 de março de 2021 
  7. «Coronavirus disease 2019 (COVID-19) Situation Report – 46» (PDF). Organização Mundial de Saúde. 6 de março de 2020. Consultado em 16 de março de 2020 
  8. a b c d e «Report of the WHO-China Joint Mission on Coronavirus Disease 2019 (COVID-19)» (PDF). World Health Organization. Fevereiro de 2020 
  9. Oh MD, Park WB, Park SW, Choe PG, Bang JH, Song KH, et al. (março de 2018). «Middle East respiratory syndrome: what we learned from the 2015 outbreak in the Republic of Korea». The Korean Journal of Internal Medicine. 33 (2): 233–246. PMC 5840604Acessível livremente. PMID 29506344. doi:10.3904/kjim.2018.031 
  10. Ñamendys-Silva SA (março de 2020). «Respiratory support for patients with COVID-19 infection». The Lancet. Respiratory Medicine. PMID 32145829. doi:10.1016/S2213-2600(20)30110-7 
  11. Murray and Nadel (2010). Chapter 31.
  12. Cunha (2010). pp. 6–18.
  13. Melmed 2011, pp. 636
  14. a b «OMS escolhe nome oficial de doença causada pelo novo coronavírus». Bem Estar. Globo. Consultado em 19 de abril de 2020 
  15. «Informe Técnico - MERS-CoV (Novo Coronavírus)» (PDF). Ministério da Saúde do Brasil. 9 de junho de 2014 
  16. «The species Severe acute respiratory syndrome-related coronavirus: classifying 2019-nCoV and naming it SARS-CoV-2» (em inglês). Nature. Consultado em 19 de abril de 2020