Novos Horizontes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Novos Horizontes
Álbum ao vivo de Engenheiros do Hawaii
Lançamento 2007
Gravação Citibank Hall de São Paulo (antigo Palace), nos dias 30 e 31 de maio de 2007
Gênero(s) Rock, MPB, folk e música erudita
Gravadora(s) Universal Music
Produção Marcelo Sussekind
Cronologia de Engenheiros do Hawaii
Acústico MTV
(2004)

Novos Horizontes é um DVD e CD ao vivo da banda de rock brasileira Engenheiros do Hawaii. Gravado no Citibank Hall de São Paulo, nos dias 30 e 31 de Maio de 2007 e lançado em agosto de 2007. Reúne sucessos da banda e do Humberto Gessinger Trio junto com músicas inéditas.

Assim como no álbum acústico, Clara Gessinger (filha do líder Humberto Gessinger) e o ex-integrante Carlos Maltz fazem participações especiais: ela em A Onda (canção do projeto paralelo Humberto Gessinger Trio) e Parabólica (composta em sua homenagem para o disco Gessinger, Licks & Maltz); ele, tocando bateria e cantando na canção Cinza (parceria com Gessinger).

Segundo o próprio líder dos Engenheiros do Hawaii, o novo acústico foi uma forma de eternizar, em forma acústica, músicas que não entraram no set list do Acústico MTV, produzido anteriormente.[carece de fontes?]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  • Todas as canções foram compostas por Humberto Gessinger, exceto onde estiver indicado.
  1. "Toda Forma de Poder / Chuva de Containers"
  2. "Vertical"
  3. "Guantánamo" (Humberto Gessinger, Bernardo Fonseca, Glaucio Ayala, Pedro Augusto, Fernando Aranha)
  4. "A Montanha"
  5. "Quebra-Cabeça" (Humberto Gessinger, Bernardo Fonseca, Glaucio Ayala, Pedro Augusto, Fernando Aranha)
  6. "No Meio de Tudo, Você"
  7. "Não Consigo Odiar Ninguém" (Humberto Gessinger, Bernardo Fonseca, Glaucio Ayala, Pedro Augusto, Fernando Aranha)
  8. "Cinza" (Humberto Gessinger, Carlos Maltz)
  9. "Coração Blindado" (Humberto Gessinger, Bernardo Fonseca, Glaucio Ayala, Pedro Augusto, Fernando Aranha)
  10. "A Onda"
  11. "Parabólica" (Humberto Gessinger, Augusto Licks)
    • Gessinger, Licks & Maltz (1992)
  12. "Faz de Conta" (Humberto Gessinger, Melissa Mattos)
  13. "Novos Horizontes/Alívio Imediato"
  14. "Simples de Coração"
  15. "Piano Bar"
  16. "Luz"
  17. "Pra Ser Sincero" (Humberto Gessinger, Augusto Licks)

Formação[editar | editar código-fonte]

Convidados[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Foi o álbum deveras mais maduro e mais experimental da banda. Em quatro faixas (Toda Forma de Poder, Vertical, Coração Blindado e A onda), Humberto Gessinger inova tocando-as com viola caipira. São duas Gianinnis Acinturadas.
  • Na canção Faz de Conta, o baterista Glaucio Ayala faz uso de um instrumento tipicamente indiano chamado Derbak.
  • O álbum é classificado como acústico, apesar do baixista Bernardo Fonseca tocar um baixo elétrico, o Fender Jazz Bass.
  • No palco, está montado duas baterias, a qual uma o baterista Glaucio Ayala usa e a outra Carlos Maltz faz uso na sua participação especial, na canção Cinza.
  • Os microfones usados por Gessinger e sua filha, Clara, são, respectivamente, um Shure Beta 57 A, e um Shure SM-58.
  • Na canção "Parabólica" o tecladista Pedro Augusto usa um instrumento de sopro com teclas chamado Escaleta.
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Engenheiros do Hawaii é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.