Now That's What I Call Music! 30 (série dos Estados Unidos)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Now That's What I Call Music! 30
Coletânea musical de vários artistas
Lançamento 24 de março de 2009
Gênero(s) Pop
Duração 75:46
Idioma(s) inglês
Gravadora(s) UMG
Certificação Ouro (RIAA)
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de vários artistas
Now That's What I Call Motown
(2009)
Now That's What I Call Power Ballads
(2009)

Now That's What I Call Music! 30, também conhecido apenas como Now! 30, é a 30º edição da série de álbuns Now That's What I Call Music!, lançada em 24 de março de 2009. A coletânea estreou na primeira posição da Billboard 200, com a venda de 146 mil cópias na primeira semana,[2] e foi certificada Ouro pela Recording Industry Association of America em maio de 2009.[3]

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloArtista Duração
1. "Just Dance"  Lady Gaga feat. Colby O'Donis 4:00
2. "Womanizer"  Britney Spears 3:42
3. "Keeps Gettin' Better"  Christina Aguilera 3:01
4. "Let It Rock"  Kevin Rudolf feat. Lil Wayne 3:50
5. "Heartless"  Kanye West 3:28
6. "Miss Independent"  Ne-Yo 3:50
7. "Green Light"  John Legend feat. André 3000 3:53
8. "Rehab"  Rihanna 4:54
9. "I Hate This Part"  Pussycat Dolls 3:38
10. "Sober"  Pink 4:09
11. "Crush"  David Archuleta 3:27
12. "About You Now"  Miranda Cosgrove 3:11
13. "Gives You Hell"  The All-American Rejects 3:32
14. "Light On"  David Cook 3:47
15. "18 Days"  Saving Abel 3:49
16. "Gotta Be Somebody"  Nickelback 4:10
17. "Thinking of You"  Katy Perry 3:57
18. "I'm Yours"  Jason Mraz 3:32
19. "Love Story"  Taylor Swift 3:54
20. "Sweet Thing"  Keith Urban 3:52

Referências

  1. Kellman, Andy. «Now, Vol. 30» (em inglês). Allmusic. Consultado em 9 de agosto de 2010. 
  2. Caulfield, Keith (1 de abril de 2009). «Record 12 Albums Debut In The Top 20 Of The Billboard 200» (em inglês). Billboard.biz. Consultado em 8 de agosto de 2010. 
  3. «Search Results» (em inglês). RIAA. 29 de maio de 2009. Consultado em 9 de agosto de 2010.