Nuno Vasconcellos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Nuno Rocha dos Santos de Almeida e Vasconcelos (Lisboa, 21 de novembro de 1964) é um empresário e investidor português.[1]

Família[editar | editar código-fonte]

Filho de Luíz Vasconcellos,[2] um dos fundadores do jornal Expresso, e de Isabel Rocha dos Santos[3], e neto do fundador da Sociedade Nacional de Sabões João Rocha dos Santos.

Foi casado com Maria Alexandra Mascarenhas Vasconcellos[4], cidadã brasileira, neta do jornalista e primeiro director de Programas da RTP, Domingos Mascarenhas. Têm duas filhas, Diana Mascarenhas de Almeida e Vasconcellos (12 de Fevereiro de 1996) e de Luísa Mascarenhas de Almeida e Vasconcellos (7 de Novembro de 2003).

É afilhado de Francisco Pinto Balsemão, seu padrinho de casamento, presidente e maior accionista da Impresa, que detém o Expresso e a estação de televisão SIC.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Lisboa, onde viveu até aos 11 anos. Frequentou o ensino secundário na Bélgica e fez o bacharelato em Gestão de Empresas no Curry College, em Boston, Estados Unidos da América. Desde 2004 é o presidente da Ongoing Strategy Investments, uma das holdings que agregam os investimentos da família Rocha dos Santos.[5]

A referida empresa que era cabeça do grupo liderado por ele, foi declarada insolvente com uma gigantesca dívida[6].

O Grupo Ongoing era multisectorial, mas estava focado nas áreas de Telecomunicações, Media e Tecnologia quando integrava o conselho de administração da Portugal Telecom, empresa de que era o segundo maior accionista, com uma participação superior a 10% [7]. No sector dos Media, detinha o jornal Diário Económico e o canal de televisão Etv [8], líder do mercado de informação económica em Portugal. No Brasil, detém o portal IG [9] e participa em 29,9% no capital da EJESA, empresa que publica os jornais O Dia, Meia Hora e Brasil Econômico.

Detinha também interesses no sector financeiro, destacando-se as posições na Espírito Santo Financial Group (EFSG) e no Banco Espírito Santo, e no imobiliário.

Integrava a Clinton Global Initiative, movimento criado em 2005 pelo ex-presidente dos EUA Bill Clinton, com o objectivo de estabelecer uma comunidade de líderes global para encontrar soluções inovadoras para os desafios mais prementes no mundo. Foi o único empresário português a participar no encontro anual de 2010, em Nova Iorque.[10]

Integra a Maçonaria como membro da Loja Mozart, n.º 49, da Grande Loja Legal de Portugal, na qual foi Venerável Mestre.[11][12].

Em 2016, o Grupo Ongoing reestruturou e transferiu os seus negócios de Portugal, onde se encontravam em situação de insolvência, para o Brasil.[13] A 26 de Outubro de 2016, a Assembleia de Credores decidiu a liquidação da empresa e o encerramento imediato de toda a sua actividade.[14]

Referências


Ligações externas[editar | editar código-fonte]