Nyaa Torrents

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Nyaa Torrents (cuja nomenclatura provém de uma onomatopeia originada do idioma japonês que é usada como o miado de gato, nyaa, em junção com o nome da tecnologia de distribuição P2P) é um indexador público de BitTorrent que tem o Leste Asiático (chinês, japonês e/ou coreano) como a sua origem. É um dos mais expressivos indexadores públicos de torrents dedicados aos animes.[1]

No ano de 2011, vários usuários do site acabaram sendo marcados pela prática de pirataria digital (infringimento de direitos autorais).[2] Em 2014, o Nyaa Torrents passou a ser alvo de ações anti-pirataria por parte do governo Japonês.[3] Além disto, no início de setembro do mesmo ano, o site acabou sofrendo um ataque DDoS.[4]

Em 1º de maio de 2017, os seus domínios ".se", ".au" e ".org" foram desativados voluntariamente pelo registrador do site, segundo as palavras dos moderadores do mesmo.[4] Contudo, alguns dias após tais desativações, o indexador reapareceu sob o domínio ".si" (tendo o seu código-fonte aberto publicamente).[5][6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Iqbal Singh, Rana (30 de julho de 2016). «KickAss Proxy 2016: Think Twice Before Considering These Alternative Sites». www.thebitbag.com (em inglês). the BitBag. Consultado em 19 de maio de 2017 
  2. Ernesto (26 de janeiro de 2011). «Anime Distributor Launches Piracy Assault, Sues 1337 BitTorrent Users». TorrentFreak (em inglês). Consultado em 19 de maio de 2017 
  3. Andy (4 de setembro de 2014). «Anti-Piracy Outfit Denies DDoS'ing Anime Sites». TorrentFreak (em inglês). Consultado em 19 de maio de 2017 
  4. a b Ernesto (2 de maio de 2017). «Anime Torrent Site NYAA Goes Down After Domain Name Deactivation (Updated)». TorrentFreak (em inglês). Consultado em 19 de maio de 2017 
  5. «Nyaa torrents replacement • r/sonarr». reddit (em inglês). Consultado em 19 de maio de 2017 
  6. «nyaadevs/nyaa» (em inglês). GitHub. 24 de novembro de 2017. Consultado em 24 de novembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]