O2 Filmes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A O2 Filmes é uma produtora independente brasileira, responsável por filmes conhecidos internacionalmente, como Cidade de Deus, dirigido por Fernando Meirelles,[1] e Blindness, do mesmo diretor, adaptação cinematográfica do romance Ensaio Sobre a Cegueira, de José Saramago.[2]

Histórico[editar | editar código-fonte]

No término dos estudos, Fernando Meirelles e Paulo Morelli formaram junto com alguns amigos a produtora Olhar Eletrônico,[3] que ajudou a televisão brasileira nos anos 80 a produção audiovisual brasileira. Ficaram por 10 anos produzindo séries de televisão como Antenas e Rá-Tim-Bum. Da televisão, foi para a publicidade, e depois da saída de alguns sócios, a produtora se transformou na O2 Filmes.[4]

Hoje, ela é a maior produtora do Brasil. Ativa desde 1991, a O2 trabalha com várias agências nacionais e internacionais criando propagandas.[5]

Já criou mais de 2.000 trabalhos publicitários[6] e produziu oito longa-metragens, oito curtas, além de séries da Globo e da HBO,[7] vídeoclipes, documentários[8] e produções internacionais.

Possui escritórios no Rio de Janeiro e São Paulo com uma infra-estrutura completa. Nela possui estúdios, equipamentos de câmera e iluminação, departamento de elenco, um departamento jurídico e serviços de pós-produção, incluindo departamento de computação gráfica.[9]

Vinte e quatro diretores[10] estão fixos na empresa e produzem mais de trezentos comerciais por ano. Os sócios principais da O2 Filmes são os diretores Fernando Meirelles e Paulo Morelli e a produtora Andrea Barata Ribeiro.

Em abril de 2007, a revista Visionaire afirmou que a O2 Filmes é uma das maiores produtoras de cinema do mundo,[11] ao lado da Belladonna Productions, de Nova Iorque e da Film4, de Londres. É única produtora brasileira a estar na seleção oficial. A Variety também ouviu inúmeros correspondentes do mundo todo para escolher as cinquenta mulheres mais influentes no mundo do entretenimento, dividindo a lista em dez categorias e com cinco representantes cada. Andrea, a sócia da O2, apareceu na lista das produtoras mais influentes no mundo do entretenimento, do lado da produtora de Steven Spielberg, Kathleen Kennedy. A revista a destaca pela produção Cidade de Deus, e pelos contratos novos da Globo e da HBO, além de estar à frente da produção de vários longas.

Produções[editar | editar código-fonte]

Recepção da Crítica[editar | editar código-fonte]

A boa audiência da série 13 Dias Longe do Sol inspira futuros projetos na Globo

Referências

  1. «Cidade de Deus». O2 Filmes. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  2. «Meirelles fala sobre filmagens de Blindness». Cineclick. 3 de setembro de 2007. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  3. «Fernando Meirelles e Marcelo Tas na TRIP». O2 Filmes. 10 de maio de 2013. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  4. «Fernando Meirelles». Canal Bio. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  5. «SulAmérica volta à TV aberta». Segs. 3 de setembro de 2014. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  6. «A Produtora». O2 Filmes. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  7. «Novos projetos para HBO». O2 Filmes. 10 de setembro de 2009. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  8. «O2 finaliza documentário sobre loucura». O2 Filmes. 17 de outubro de 2009. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  9. «Escritório». O2 Filmes. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  10. «Diretores». O2 Filmes. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  11. «A Hollywood brasileira». CENA – Jornal Gazeta Mercantil. 18 de maio de 2007. Consultado em 12 de setembro de 2014. 
  12. Cristina Padiglione. «HBO: após 'Destino SP', O2 faz Destino Rio». Estadão. Consultado em 30 de Dezembro de 2014. 
  13. Telma Alvarenga; Priscila Borges e Giuliana Mancini (29 de maio de 2014). «Telma Alvarenga: depois de São Paulo e Rio, série da HBO terá Salvador como cenário». A Tarde. Consultado em 30 de Dezembro de 2014. 
  14. O2 Filmes (27 de Março de 2014). «DADA A LARGADA PARA DESTINO SALVADOR». Consultado em 30 de Dezembro de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]