OLE Automation

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

OLE Automation (posteriormente renomeado pela Microsoft para somente Automation[1][2], apesar do termo antigo ainda ser bastante usado) é mecanismo para a comunicação entre processos baseado em Component Object Model (COM)[3] introduzido pela Microsoft. Ele fornece uma infraestrutura na qual aplicações (chamadas controladores de automação) podem acessar e manipular dados compartilhados (chamados objetos de automação) que são exportados por outras aplicações. Ela é uma evolução à Dynamic Data Exchange, um mecanismo mais antigo para que aplicações controlem umas as outras. Assim como em DDE, em OLE Automation o controlador de automação é o cliente e a aplicação exportando os objetos de automação é o servidor.

Uso[editar | editar código-fonte]

A Automation foi desenvolvida com a facilidades dos scripts em mente, de forma que os controladores pudessem fornecer linguagens como o Visual Basic for Applications pra usuários finais, permitindo que eles controlem objetos de automação através de scripts.

Interfaces[editar | editar código-fonte]

Um objeto de automação é simplesmente um objeto COM que implementa uma interface IDispatchM. Essa interface expõe quatro métodos, entre eles Invoke: esse método permite chamar métodos de uma classe pelo nome, com uma quantidade arbitrária de parâmetros. Nem o nome do método nem a quantidade (e seus respectivos tipos de dado) de parâmetros precisam ser conhecidos em tempo de compilação. A maioria dos componentes COM existentes são compatíveis com Automation.

Suporte em linguagens[editar | editar código-fonte]

Automation (diferente do resto da COM) é disponível para uma variedade de linguagens, incluindo:

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. Microsoft Corporation. «Automation (MFC)». MSDN.com. 
  2. David J. Kruglinski; Scott Wingo; George Shepherd (1998). Programming Microsoft Visual C++ 6.0 5 ed. Microsoft Press [S.l.] ISBN 1-57231-857-0. 
  3. Richard Potter (18 de abril de 1999). «OLE Automation». 
  4. «OLE Automation using Delphi». 
  5. «PHP: COM and .Net (Windows)». 25 de julho de 2006. 

Ver também[editar | editar código-fonte]