O Clube de Leitura de Jane Austen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Jane Austen Book Club
O Clube de Leitura de Jane Austen (PT/BR)
 Estados Unidos
2007 •  106 min 
Direção Robin Swicord
Produção John Calley
Julie Lynn
Diana Napper
Roteiro Robin Swicord
Elenco Maria Bello
Emily Blunt
Kathy Baker
Amy Brenneman
Maggie Grace
Hugh Dancy
Kevin Zegers
Marc Blucas
Jimmy Smits
Lynn Redgrave
Música Aaron Zigman
Cinematografia John Toon
Edição Maryann Brandon
Idioma inglês
Receita US$7.117.754

O Clube de Leitura de Jane Austen é um filme norte-americano de drama romântico lançado em 2007, escrito e dirigido por Robin Swicord. O roteiro, adaptado de romance de mesmo nome de Karen Joy Fowler, é focado em um clube de discussão de livro formado especificamente para discutir os seis romances escritos por Jane Austen. Ao se aprofundarem na literatura de Austen, os membros do clube encontram-se lidando com experiências de vida que se assemelham aos temas dos livros que estão lendo.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O clube do livro é criação de Bernadette, uma cinquentona seis vezes divorciada, que se agarra à ideia quando conhece Prudie, uma afetada professora de universidade de Língua Francesa, nos seus 20 e tantos anos e casada, em um festival de cinema de Jane Austen. Sua ideia é ter seis membros e discutir todos os seis romances de Jane Austen, com cada membro recebendo o grupo em sua casa uma vez por mês.

Aceitos também no clube estão: Sylvia, uma bibliotecária que se separara recentemente de seu marido, o advogado Daniel, depois de mais de duas décadas de casamento; Allegra, de 20 e tantos anos, lésbica, filha de Sylvia; Jocelyn, uma solteira maníaca por controle e criadora da raça de cachorros Rhodesian Ridgeback, que tem sido amiga de Sylvia desde a infância; e Grigg, um fã de ficção científica que foi amarrado no grupo por Jocelyn com a esperança de que ele e Sylvia formem um casal compatível.

Com o passar dos meses, cada um dos membros desenvolve características similares àquelas dos personagens de Austen e reagem aos acontecimentos em suas vidas da mesma maneira que seus homólogos ficcionais fariam. Bernadette é a figura matriarcal que sonha em ver todos encontrar a felicidade. Sylvia apega-se à sua crença na benignidade e devoção, e, afinal, se reconcilia com Daniel. Jocelyn renega seus próprios sentimentos por Grigg enquanto brinca de cupido para ele e Sylvia. Prudie, sobrecarregada com a falta de atenção de seu marido Dean, e uma mãe maconheira, de espírito livre e atitudes hippies (um produto da contracultura dos anos 1960), encontra-se tentando desesperadamente não sucumbir aos seus sentimentos por seu atraente aluno Trey. Allegra, que tende a encontrar seus amores quando se envolve em atividades que desafiam a morte, sente-se traída quando descobre que sua atual namorada, a aspirante a escritora Corinne, tem usado a vida de Allegra como base para seus contos. Grigg está atraído por Jocelyn e enfeitiçado por sua falta de interesse nele, marcada pela falha de Jocelyn em ler os livros de Ursula K. Le Guin com os quais ele tem esperança de cativar sua afeição. Ele também serve de contraponto cômico para as tomadas muito sérias entre Jocelyn e Prudie.

Produção[editar | editar código-fonte]

Em The Book Club Deconstructed, uma gravação bônus no lançamento em DVD do filme, o diretor/roteirista Robin Swicord explica como cada um dos membros do clube do livro é baseado em um dos romances de Austen. Bernadette representa Mrs. Gardiner em Orgulho e Preconceito, Sylvia é modelada como Fanny Price em Mansfield Park, Jocelyn reflete a personagem título de Emma, Prudie é similar a Anne Elliot em Persuasão, Allegra é mais parecida com Marianne em Sense and Sensibility, e Grigg representa todos os incompreendidos personagens masculinos de Austen.

Embora o filme se passe em Sacramento, ele foi rodado no Sul da Califórnia. Locações incluídas são Encino, Lakewood, Long Beach, Los Angeles, North Hollywood, Northridge, Santa Clarita, Santa Mônica, Van Nuys, e Westlake Village.

A trilha sonora inclui "New Shoes" de Paolo Nutini, "You're All I Have" de Snow Patrol, "Save Me" de Aimee Mann, "So Sorry" de Feist, e "Getting Some Fun Out of Life" de Madeleine Peyroux.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

The Jane Austen Book Club tem recepção favorável por parte da crítica especializada. Com o tomatometer de 65% em base de 115 críticas, o Rotten Tomatoes publicou um consenso: "Embora às vezes estereotipada e sentimental, Jane Austen Book Club sucede com a força de seu elenco simpático. Mesmo aqueles que não estão familiarizados com a obra de Jane Austen pode encontrar muito para desfrutar deste romance alegre". Por parte da audiência do site tem 67% de aprovação.[2]

Referências

  1. «The Jane Austen Book Club». InterFilmes. Consultado em 25 de fevereiro de 2014 
  2. «The Jane Austen Book Club» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 25 de fevereiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]