O Combate (Guarda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros jornais com este nome, veja O Combate (jornal).
O Combate
Primeira página da edição 289, de 24 de dezembro de 1910.
Sede Guarda, Portugal
Fundação 6 de outubro de 1904
Fundador(es) José Augusto de Castro
Idioma Português

O Combate foi um jornal republicano português, lançado a 6 de outubro de 1904 por José Augusto de Castro, para a defesa do intervencionismo na Guarda.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O jornal foi fundado pelo poeta, jornalista, comerciante e funcionário público José Augusto de Castro.[1]

Quando do lançamento do periódico este foi saudado por França Borges, então nome importante da imprensa republicana portuguesa, "...com entusiasmo este novo defensor dos princípios democráticos [O Combate], que para mais conta com a colaboração de uma bela alma cheia de sentimento [José Augusto de Castro], e a democracia a estabelecer... em Portugal".[2]

Registos[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2016 a Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço serviu de palco a palestras sobre o periódico: uma no dia 16, do doutorando José Luís Lima Garcia, com tema “O jornal ‘O Combate’ e a defesa do intervencionismo republicano na Guarda”;[1] outra no dia 24 da académica Regina Gouveia, com tema "O periodismo no tempo de José Augusto de Castro".[2]

Referências

  1. a b «"O jornal 'O Combate' e a defesa do intervencionismo republicano" em debate». Beira.pt. 12 de fevereiro de 2016. Consultado em 24 de outubro de 2016. 
  2. a b Sequeira, Helder (18 de fevereiro de 2016). «"O Combate" de José Augusto de Castro». Correio da Guarda. Consultado em 24 de outubro de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.