O Diário de Adão e Eva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Diário de Adão e Eva é uma peça de teatro adaptada do conto homônimo do escritor norte-americano Mark Twain, autor de Tom Sawyer. Ela descreve o que ocorreu na vida de Adão a partir do momento em que ele encontrou Eva, passando por vários trechos descritos na Bíblia Sagrada.

A primeira encenação no Brasil contou com Marcos Palmeira e Ana Paula Arósio no elenco (os protagonistas namoravam na época da encenação).

Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

[[Montagem Baiana]] Logo depois, em julho do mesmo ano (2010) na cidade de Salvador, Diário de Adão e Eva entrou em cartaz, dessa vez com adaptação e direção de Yulo Cezzar e tendo no elenco, os atores baianos Christiane Veigga, Hamilton Lima e João Paranhos. Esse espetáculo foi selecionado pelo edital "ED, O TAL. - Cessão de Pautas para Projetos Inéditos de Teatro, Música e Artes Plásticas" do Theatro XVIII, localizado no Pelourinho Salvador - Bahia. Entrou na sua segunda temporada no Teatro Molière da Aliança Francesa em 7 de maio de 2011, ficando em cartaz até 29 do mesmo mês. Ambas temporadas contaram com o patrocínio da Petrobrás e teve a assinatura de Grasca na produção. Uma realização do Grupo de Teatro Bastidores da Cooperativa Baiana de Teatro.


Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.