O Dia do Regicídio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Dia do Regicídio
Logotipo
Informação geral
Formato Série
Duração ± 50 min.
Criador(es) Filipe Homem Fonseca
Mário Botequilha
País de origem Portugal Portugal
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Fernando Vendrell
Elenco Ricardo Aibéu
Pedro Wallenstein
Pedro Carmo
Suzana Borges
Exibição
Emissora de televisão original RTP1
Transmissão original 2 a 4 de fevereiro de 2008
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 6

O Dia do Regicídio é uma série portuguesa de ficção histórica, realizada para a RTP para celebrar os cem anos do Regicídio de 1908, no qual foram assassinados o Rei D. Carlos I de Portugal e o príncipe herdeiro D. Luís Filipe.[1] A série baseia-se em factos históricos da História de Portugal passados entre 1906 e 1908, entre Lisboa e Vila Viçosa.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Personagem Ator/Atriz Descrição da personagem
Rei D.Carlos I Pedro Wallenstein Rei de Portugal. Morre no regicício de 1908.
Rainha D.Amélia Suzana Borges Rainha de Portugal por casamento com D. Carlos I.
Príncipe Real D.Luís Filipe, o herdeiro do trono Afonso Pimentel Príncipe herdeiro, filho de D. Carlos e de D. Amélia. Morre no regicício de 1908.
Infante D.Manuel Tiago Mateus Segundo filho de D. Carlos e de D. Amélia. Sobrevive ao atentado e vem a ser o último Rei de Portugal
Infante D.Afonso Jorge Silva Irmão de D. Carlos, Duque do Porto
D. Maria Pia, a Rainha-mãe Laura Soveral Mãe de D. Carlos, viúva de D.Luís I
Manuel Buiça Ricardo Aibéo Professor e pianista. Membro da Carbonária, revolucionário e regicída.
Alfredo Costa Manuel Wiborg Membro da Carbonária, revolucionário e regicída.
Aquilino Ribeiro Pedro Carmo Membro da Carbonária; escritor da propaganda antimonárquica e revolucionário.
José Nunes Dinis Gomes Revolucionário.
Humberto Avelar Pedro Giestas Revolucionário.
Afonso Costa Virgílio Castelo Membro do Parlamento; membro do partido republicano.
Luz de Almeida João Grosso Grão-mestre da Carbonária.
João Franco Adriano Luz Membro do Parlamento; primeiro-ministro.
Hintze Ribeiro José Eduardo Membro do Parlamento; primeiro-ministro.
Penha Garcia Pêpê Rapazote Membro do Parlamento; monárquico.
Agente Ciro Marcello Urgeghe Polícia.
Dona Bona Márcia Breia Proprietária da pensão onde está hospedado Aquilino Ribeiro.
Lobo Vasconcelos Vitor Norte Oficial do Estado.
Dr. Mello Breyner José Raposo Médico e amigo do Rei D. Carlos I.
Benoliel João Vaz Fotógrafo
Isabel Anabela Teixeira Amante do Rei D. Carlos I.
Maria Diana Costa e Silva Empregada de Manuel Buiça.
Hermínia Joana Bárcia Esposa de Manuel Buiça; doente, morre no parto do seu segundo filho.
Elvira Francisca Candeias Filha de Manuel Buiça.
Editor Joaquim Frazão Editor de Jornal

Episódios[editar | editar código-fonte]

Os episódios da série serão transmitidos entre o dia 2 de Fevereiro a 4 de Fevereiro de 2008 na RTP 1. No dia 1 de Fevereiro foi para o ar um making of da série.

A seguinte lista de episódios apresenta os episódios agrupados de dois em dois, devido ao dia de estreia/emissão.

Episódio Estreia
"Episódios 1 e 2" Portugal 2 de fevereiro de 2008
"Episódios 3 e 4" Portugal 3 de fevereiro de 2008
"Episódios 5 e 6" Portugal 4 de fevereiro de 2008

Erros históricos[editar | editar código-fonte]

Ep. 6: Atribuição do enterro dos regicidas no covão nº 4251. Na realidade foram depositados em 1908 nos covões 6044 e 6045; transitando em 1914 as ossadas para o mausoléu a quem foi atribuído o número 4251.

Referências

  1. Diário de Notícias. [Lisboa recorda 'O Dia do Regicídio', em 1908 «Lisboa recorda 'O Dia do Regicídio', em 1908»] Verifique valor |url= (ajuda). 4 de novembro de 2007. Consultado em 28 de dezembro de 2010 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]