O Jeca e o seu Filho Preto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jeca e o seu filho preto
 Brasil
1978 •  cor •  104 min 
Direção Pio Zamuner e Berilo Faccio
Produção PAM Filmes
Roteiro Rajá de Aragão
Amácio Mazzaropi (argumento)
Elenco Amácio Mazzaropi
Geny Prado
Everaldo Lobão
Yara Lins
Carmen Monegal
David Neto
Idioma português

Jeca e o Seu Filho Preto é um filme brasileiro de 1978 do gênero "Comédia", dirigido por Pio Zamuner e Berilo Faccio. O filme é protagonizado pela dupla Amácio Mazzaropi e Geny Prado. O roteiro é de uma história do comediante, que, em plenos anos 70, com seu jeito simples, falou às multidões sobre um assunto sério: o preconceito racial.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Seu Zé e Dona Bomba são os pais de dois filhos homens, Laurindo e Antenor. Mas Antenor é negro e seus pais são brancos, fato que o casal não entende mas aceita como "coisa de Deus". Quando Antenor começa a namorar com sua amiga de infância, a professora Laura, as coisas se complicam ainda mais pois a moça é branca e filha do patrão de Zé, o fazendeiro seu "Cheiroso", que não admite que os dois fiquem juntos. Seu Cheiroso começa a perseguir Antenor e sua família e quer expulsá-los de seu sítio, mas não consegue impedir que o casamento entre os jovens seja marcado, com a ajuda de seu compadre Pacheco que devido a isso torna-se seu inimigo. No dia da cerimônia, ocorre um crime e ao final, o mistério que cerca o nascimento de Antenor será revelado.

Elenco[editar | editar código-fonte]


Números musicais[editar | editar código-fonte]

  • "Despertar do sertão" (Canta Mazzaropi)
  • "Maria do Mar" (Canta Gilda Valença)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligaçôes Externas[editar | editar código-fonte]