O Lugar do Morto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O Lugar do Morto
Portugal Portugal
1984 •  cor •  120 min 
Realização António-Pedro Vasconcelos
Argumento António-Pedro Vasconcelos,
Carlos Saboga
Elenco Ana Zanatti
Pedro Oliveira (Actor)
Teresa Madruga
Diogo Vasconcelos
Manuela de Freitas
Género drama
Lançamento 25 de Outubro de 1984
Idioma português

O Lugar do Morto é um filme português de drama realizado em 1984 por António Pedro Vasconcelos.

Foi um dos maiores êxitos de bilheteira do cinema português, ultrapassando os 300 mil espetadores.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Álvaro, trinta anos, jornalista, sai de casa da sua amiga por volta das seis da manhã e decide entrar na avenida marginal e estacionar em frente ao mar. Adormece e, de repente, é acordado pelo ruído de vozes vindas de longe. Volta-se e vê um homem e uma mulher, que discutem. Ela foge e vem refugiar-se no carro de Álvaro. O vestido dela, sob o casaco de peles, está roto. A mulher pede-lhe: «Leve-me daqui.»

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator / Atriz Papel
Ana Zanatti Ana Mónica
Pedro Oliveira (Actor) Álvaro Serpa
Teresa Madruga Marta
Luís Lima Barreto Álvaro Allen
Carlos Coelho Inspector Moreira
Isabel-Victoria da Motta Dulce
Ruy Furtado Neves
Diogo Vasconcelos João
Manuela de Freitas Mafalda
Luís Filipe Barros ele próprio

Outras informações sobre o filme[editar | editar código-fonte]

O filme foi durante muitos anos o mais visto do cinema português, depois do filme "Capas Negras" de 1947, com Amália Rodrigues e Alberto Ribeiro.

Em 1984 arrecadou 4 prémios da Federação Portuguesa de Autores (melhor filme português, melhor banda sonora, melhores diálogos e melhor actor masculino). No Festival de Huelva (Espanha) recebeu o Prémio Sonny para melhor banda sonora e em Moscovo o prémio de melhor interpretação masculina. Fonte: Diário de Lisboa, 28/09/1985

O filme foi transmitido pela primeira vez em televisão três anos depois da sua estreia. A sua exibição efectuou-se na RTP1, na quarta-feira, dia 7 de Janeiro de 1987, às 21 e 5, em pleno horário nobre, na rubrica "Lotação Esgotada". Foi a primeira vez que um filme português foi exibido na "Lotação Esgotada", e foi a única vez que este filme foi exibido na televisão. Desde essa data, nunca mais reexibiram o filme na televisão. Fonte: Diário de Lisboa, 7/01/1987

Houve uma edição em VHS feita em 1993 pela distribuidora "Filmes Castello Lopes", em conjunto com a "Lusomundo". Em 2008 foi editado um DVD do filme pela distribuidora "Costa do Castelo Filmes".

Pedro Oliveira era jornalista da RTP.

  • Música - Alain Jomy
  • Som - Paola Porru, Vasco Pimentel e Joaquim Pinto
  • Imagem - João Rocha

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme português é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.