O Mistério de Robin Hood

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os Trapalhões e O Mistério de Robin Hood
Xuxa e os Trapalhões em O Mistério de Robin Hood (BR)
O Mistério de Robin Hood.jpg
 Brasil
1990 •  cor •  90 min 
Direção José Alvarenga Júnior
Roteiro Mauro Wilson
Paulo de Andrade
Elenco Renato Aragão
Dedé Santana
Mussum
Xuxa Meneghel
Carlos Eduardo Dolabella
Duda Little
Género Comédia
Aventura
Infantil
Companhia(s) produtora(s) Renato Aragão Produções Xuxa Produções Columbia-TriStar Pictures Brasil Europa Filmes
Lançamento Brasil 23 de Abril de 1990
Idioma português
Cronologia
Lua de Cristal
Gaúcho Negro
Página no IMDb (em inglês)

Xuxa e os Trapalhões em O Mistério de Robin Hood (Brasil, 1990) é um filme estrelado pela trupe humorista brasileira, Os Trapalhões, capitaneada por Renato Aragão e pela rainha dos baixinhos Xuxa Meneghel. Trata-se do primeiro filme sem o Zacarias no elenco, que morreu no mesmo ano.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O vagabundo Didi (Renato Aragão) é um Robin Hood moderno, que rouba dos contrabandistas e agiotas para dar aos necessitados. Ele mora em um esconderijo próximo a um circo e é apaixonado por Tatiana (Xuxa Meneghel), a filha de um mágico. É neste circo que trabalham Fredo (Dedé Santana) e Tonho (Mussum) , dois funcionários que vivem se metendo em trapalhadas. Além disso, Didi protege Rosa (Duda Little) , uma menina desmemoriada e órfã, cuja existência ameaça os planos do bandido Gavião (Carlos Eduardo Dolabella).

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Conrado Heoli em sua crítica para o Papo de Cinema disse que o filme "demonstra o cansaço do grupo [Os Trapalhões] e a dificuldade em permanecer relevantes e inventivos, passadas mais de três décadas dedicadas ao humor. (...) Sem muito valor artístico em figurinos, cenários e até mesmo em seu enredo, o longa acaba como um episódio prolongado da série humorística televisiva, reciclando gags que já foram vistas, sem muita inspiração. (...) [Tem] tantos erros quanto acertos."[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Conrado Heoli (9 de abril de 2016). «O Mistério de Robin hood». www.papodecinema.com.br. Consultado em 24 de outubro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Adoro Cinema [1]
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.