O Noivo da Girafa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O noivo da girafa
 Brasil
1957 •  p&b •  92 min 
Direção Victor Lima
Produção Oswaldo Massaini
Roteiro Victor Lima
Araldo Morgantini (história)
Elenco Amácio Mazzaropi
Glauce Rocha
Roberto Duval
Género comédia
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

O Noivo da Girafa é um filme brasileiro de 1957 do gênero "Comédia", dirigido e escrito por Victor Lima. O filme é estrelado por Mazzaropi. Produção de Oswaldo Massaini para a Cinedistri. Gravado nos estúdios cinematográficos da TV-Rio, com cenas externas do Bondinho do Pão de Açucar. Música de Radamés Gnatalli, com canções interpretadas por Mazzaropi. É um dos três filmes da trilogia carioca de Mazzaropi, ao lado de Fuzileiro do Amor e Chico Fumaça.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Aparício Boamorte é um empregado humilde do Zoológico do Rio de Janeiro. Constantemente gozado pelos colegas e perseguido pelo chefe implicante, ele desenvolve afeição pela girafa, com quem conversa enquanto a trata. Graças a isso, recebe o apelido de "noivo da girafa". Quando Aninha, a filha menina do dono da pensão onde mora Aparício adoece, ele é obrigado a fazer um exame de saúde pois é acusado de ter adquirido algum "micróbio" dos animais e o ter transmitido para ela.

Aparício não tem dinheiro para ir ao médico e resolve consultar o veterinário do zoológico. O clínico se confunde nos exames de sangue e acha que Aparício está com uma leucemia terminal, quando na verdade o sangue que ele examinou foi de um macaco doente do zoológico. Aparício não fica sabendo mas a notícia de que ele só conta com mais quinze dias de vida se espalha entre os conhecidos, que passam a lhe tratar bem.

O dono da pensão resolve então tirar vantagem da situação e decide casar sua filha Clara com Aparício, para torná-la a "viúva" herdeira da fortuna de um tio rico da Bahia, parente de Aparício que ainda está com uma "saúde de ferro".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]