O Pecado de Madelon Claudet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde maio de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


The Sin of Madelon Claudet
O Pecado de Madelon Claudet (PRT/BRA)
 Estados Unidos
1931 •  p&b •  75 min 
Direção Edgar Selwyn
Roteiro Charles MacArthur
Elenco Helen Hayes
Lewis Stone
Neil Hamilton
Cliff Edwards
Jean Hersholt
Género drama
Idioma inglês

The Sin of Madelon Claudet (br/pt: O Pecado de Madelon Claudet), é um filme norte-americano de 1931 dirigido por Edgar Selwyn, com roteiro de Charles MacArthur e estrelado por Helen Hayes, que venceu o Oscar de melhor atriz por sua performance neste filme.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A francesa Madelon se apaixona por Larry, que a abandona após saber que ela está grávida. Ela resolve então, ajudar o ladrão de jóias Carlo, mas ele comete suicidio no momento em que a policia os pega me flagrante. Madelon acaba indo presa.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Helen Hayes
  • Helen Hayes .... Madelon Claudet
  • Lewis Stone .... Carlo Boretti
  • Neil Hamilton .... Larry Maynard
  • Cliff Edwards .... Victor Lebeau
  • Jean Hersholt .... Dr. Dulac
  • Marie Prevost .... Rosalie Lebeau
  • Robert Young .... Dr. Lawrence Claudet
  • Karen Morley .... Alice Claudet
  • Charles Winninger .... M. Novella (Fotografo)
  • Alan Hale .... Hubert
  • Halliwell Hobbes .... Roget
  • Lennox Pawle .... Felix St. Jacques
  • Russ Powell .... Monsieur Claudet
Applications-multimedia.svg A Wikipédia tem o


Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1932 (EUA)

Venice Film Festival

  • Venceu na categoria de Atriz Favorita para Helen Hayes.
  • Venceu na categoria de Filme mais comovente.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O filme foi originalmente intitulado "The Lullaby".
  • Helen Hayes, em sua estreia no cinema, surpreendeu muitos críticos com sua performance de Madelon Claudet, tanto que ganhou o Oscar de melhor atriz daquele ano.
  • Antes da estréia do filme, o escritor e marido de Helen Hayes, Charles MacArthur, foi designado para o projeto. Ele leu o roteiro preliminar e protestou à Irving Thalberg, o produtor do filme, dizendo que a peça “The Lullaby" era irremediavelmente antiquado e não seria um bom filme para a estréia de sua esposa, Helen Hayes.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.