O Profeta (2006)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Profeta
Logotipo da telenovela
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Romance
Drama
Suspense
Comédia
Duração 50 minutos Aproximado
Criador(es) Duca Rachid
Thelma Guedes
Baseado em O Profeta de Ivani Ribeiro
País de origem  Brasil
Idioma original (Português)
Produção
Diretor(es) Roberto Talma
Elenco Thiago Fragoso
Paolla Oliveira
Carol Castro
Dalton Vigh
Fernanda Souza
Nívea Maria
Rodrigo Phavanello
Malvino Salvador
Samara Felippo
Rodrigo Faro
Zezeh Barbosa
Fernanda Rodrigues
Vera Zimmerman
Carolina Kasting
Paula Burlamaqui
Juliana Didone
Daniel Ávila
Juliana Baroni
ver mais
Tema de abertura "Além do Olhar", Ivo Pessoa
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 16 de outubro de 2006 - 11 de maio de 2007
N.º de episódios 178
Cronologia
Programas relacionados O Profeta (1977)

O Profeta é uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 18 horas, pela Rede Globo, de 16 de outubro de 2006 a 11 de maio de 2007, em 178 capítulos,[1] substituindo Sinhá Moça e sendo substituída por Eterna Magia. Foi a 68ª "novela das seis" exibida pela emissora.

Escrita por Duca Rachid e Thelma Guedes, é um remake da telenovela homônima de Ivani Ribeiro, contou com a supervisão de texto de Walcyr Carrasco. Também contou com a colaboração de Júlio Fischer, André Ryoki e Thereza Falcão e com a direção de Alexandre Boury e Vinícius Coimbra. A direção geral foi de Mario Marcio Bandarra e direção de núcleo de Roberto Talma.[2]

Contou com Thiago Fragoso, Paolla Oliveira, Dalton Vigh, Fernanda Souza, Rodrigo Phavanello, Vera Zimmerman, Maurício Mattar, Paula Burlamaqui, Rodrigo Faro, Fernanda Rodrigues, Juliana Baroni, Carolina Kasting, Luís Gustavo, Zezeh Barbosa, Juliana Didone, Daniel Ávila, Samara Felippo, Malvino Salvador, Nívea Maria e Carol Castro nos papéis principais.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Ambientada nos anos 50, a novela conta a história de Marcos (Thiago Fragoso), um rapaz que tem o dom de prever o futuro. A primeira parte da trama mostra o protagonista ainda menino, quando ele começa a descobrir sua sensibilidade. Marcos mora em uma fazenda no interior de São Paulo com os pais, Ana (Vera Holtz) e Jacó (Stênio Garcia), e o irmão mais novo, Lucas (Henrique Ramiro), e várias vezes anuncia fatos que acabam acontecendo. Após vários acertos, Ana e Jacó percebem a clarividência do filho mais velho, mas não dão muita importância a isso. Certo dia, uma mulher desconhecida, Cleide (Nicette Bruno), passa pela fazenda da família e pede um copo de água. Ao ver Marcos, Cleide percebe o dom do rapaz e avisa Ana e Jacó de que, quando o filho deles crescer, terá de escolher entre o caminho da luz e o da vaidade.

A história se desenvolve com o protagonista já adulto, 15 anos depois, quando Marcos finalmente compreende que tem o dom da premonição. Na verdade, um sonho que sempre o atormentou – a imagem de um barco perdido em um rio – vira realidade: seu irmão decide tomar banho no rio da fazenda, é arrastado pela correnteza e morre. Marcos acaba se culpando pela morte do irmão e se transforma em um rapaz triste e solitário. Preocupados com o sofrimento do filho, Ana e Jacó o estimulam a ir morar em São Paulo, com a irmã Ester (Vera Zimmermann), para tentar esquecer a tragédia. Marcos decide ir. Ao chegar em Barra Funda, bairro de origem industrial, onde sua irmã mora, Marcos cruza com Sônia (Paola Oliveira), e sua vida se transforma inteiramente naquele momento: ele sente que aquela é a mulher de sua vida e que ela o fará feliz novamente. Sônia também fica impactada com o encontro com o jovem que ela nem sabe quem é. Apesar do sentimento, Sônia faz de tudo para esquecer Marcos, pois está noiva de Camilo (Malvino Salvador), primo do rapaz.

Clóvis (Dalton Vigh) é o dono da fábrica de cristais, principal cenário da história, e o homem mais rico e poderoso da cidade. Ele mantém um caso com a sensual Ruth (Carol Castro), que acredita ter tirado a sorte grande por estar com ele. A mãe da jovem, Lia (Nívea Maria), estimula a filha a pressionar o milionário a assumir um compromisso sério. Ruth, no entanto, nem desconfia que Clóvis é apaixonado por Sônia e é capaz de tudo para conquistar o amor da jovem.

Na casa de sua irmã Ester, Marcos é muito bem recebido por todos: Baby (Juliana Didone), sua sobrinha, Teodora (Neusa Maria Faro), que trabalha na casa, e padre Olavo (Genézio de Barros), seu tio. Ester é uma mulher batalhadora, que cria a filha sozinha. Por ser separada de Henrique (Maurício Mattar), é discriminada por muitas mulheres, mas nunca perde o bom humor. Assim que chega a Barra Funda, Marcos promete que ajudará a irmã nas despesas da casa e decide procurar emprego.

Ruth consegue pegar o diário de Laura e passa a chantagear Clóvis. Ela é nomeada sócia na fábrica de cristais e promete fazer tudo para separar definitivamente Marcos e Sônia. Para isso, Ruth e Clóvis contam com a ajuda da sensual Sabine (Gisele Itié). Ela se aproxima de Marcos tentando convencê-lo a abrir um consultório e usar seu dom para atender pessoas. Ele aceita, mas diz que atenderá todos que precisarem dele, mesmo os que não tiverem como pagar. Sabine afirma que não haverá problemas, mas impede que os mais humildes frequentem o espaço. Com isso, Marcos acaba se desvirtuando mais uma vez do caminho do bem.

A misteriosa morte de Camilo movimenta a trama. Somente ao final da história descobre-se que quem matou Camilo foi sua amante Wanda (Samara Felippo) o matou acidentalmente, após uma agressiva discussão entre os dois. Ela se envolveu com Camilo e engravidou, mas ele não quis assumir a criança. Ao ouvir que ele não assumiria a paternidade, Wanda fica descontrolada, empurra-o, e ele cai da janela. Confessando o crime para a policia fala que Gilberto foi seu cúmplice. Antes de partir para outra dimensão, Camilo pede perdão a Marcos por todo mal que lhe fez e pede que ele cuide de seu filho. Marcos o ajuda a encontrar o caminho da luz. Wanda e Gilberto acabam presos.

Sônia descobre que está grávida, e Joana (Rosina Lobosco), empregada da casa, revela à patroa que Clóvis é estéril, logo, o filho não pode ser dele. Depois de muitos desencontros, Marcos e Sônia se entendem, e ele finalmente a encoraja a deixar Clóvis. O filho dos dois nasce, e o vilão volta a atrapalhar a felicidade do casal: ele sequestra o bebê e pede Sônia como resgate. Com a ajuda de Carola, Marcos e Sônia armam um plano e conseguem enganar Clóvis. Perseguido pela polícia, ele é preso, mas consegue fugir. O desfecho do vilão, no entanto, é brutal. Ele procura por Ruth e diz estar decidido a viver com ela. Serve duas taças de champanhe e coloca veneno em uma delas. Ruth, esperta, troca as taças e quem acaba envenenado é Clóvis. Marcos vê o espírito de Clóvis sendo levado por seres das trevas, e o vilão ainda lhe promete vingança.

Lia morre no tribunal e Sofia é presa. Ruth é condenada a 30 anos de prisão e se desespera. Filomena assume a fábrica de cristais. Arnaldo (Rodrigo Phavanello) declara seu amor por Carola (Fernanda Souza). Marcos e Sônia finalmente se casam e podem viver em paz com o filho Daniel. Wanda, por sua vez, entrega seu filho Mateus para os dois criarem, como Camilo desejou, antes de ser presa pelo assassinato dele.

Passam-se 25 anos, e Daniel (Leandro Fragoso), filho de Marcos e Sônia, já adulto, recebe um prêmio por ter feito importantes descobertas a favor da cura do câncer.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Thiago Fragoso Marcos Oliveira
Paolla Oliveira Sônia Carvalho de Oliveira
Carol Castro Ruth Ribeiro de Sousa
Malvino Salvador Camilo de Oliveira
Dalton Vigh Clóvis Moura
Fernanda Souza Carola Ribeiro de Sousa
Rodrigo Faro Tainha (Carlos Zucrini Gonçalves)
Juliana Didone Baby (Bárbara de Oliveira Nogueira)
Daniel Ávila Tony (Antônio Ribeiro de Souza)
Nívea Maria Maria Luísa Ribeiro de Souza (Lia)
Rodrigo Phavanello Arnaldo de Almeida Correa (Paspalho)
Vera Zimmermann Ester de Oliveira Nogueira
Samara Felippo Wandinha (Wanda Carvalho)
Fernanda Rodrigues Gisele da Silva (Gigele)
Carolina Kasting Laura de Albuquerque
Paula Burlamaqui Teresa Ribeiro Guimarães Leite
Luís Gustavo Piragibe Carvalho
Zezeh Barbosa Deolinda Cardoso (Dedê)
Maurício Mattar Henrique Nogueira
Juliana Baroni Miriam Carvalho (Troféu)
Nuno Leal Maia Alceu Carvalho
Rosi Campos Rúbia da Silva/Madame Rúbia
Arlete Montenegro Filomena Moura Brandão
Rosina Lobosco Joana
Jandir Ferrari Delegado Régis Moreira
Mário Gomes Ernesto da Silva
Luigi Baricelli Flávio Leite
Mauro Mendonça Francisco Gomes
Laura Cardoso Abigail Gomes
Ana Lúcia Torre Hilda Vieira
Armando Babaioff Matheus Carvalho de Oliveira
Vitória Pina Natália Cardoso
Caroline Smith Ana Lúcia Moura Alencar (Analu)
Luana Dandara Margarida
Simone Soares Zélia Salvador
Andréa Avancini Edite Zucrini Gonçalves
Neusa Maria Faro Teodora Sanches
José D'Artagnan Jr Gilberto Eiras
Thiago Luciano Paulito (Paulo Gomes)
Renato Rabello Genésio
Genézio de Barros Padre Olavo Oliveira
Julia Ruiz Marília
Júlia Matos Rosa
Orã Figueiredo Renato Salvador
Renan Ribeiro Benjamin
Guilherme Vieira Zeca
Caroline Molinari Júlia
Licurgo Spínola Dr. Michel Garambone
Cris Vianna Professora Gilda
Marcela Monteiro Dóris
Hugo Gross Jonas (Joílson/Joélson)
Luca de Castro Tarcísio Gomes
Rogério Falabella Dr. Diógenes Fonseca
Gabriel Canella Isaías

Participações Especiais[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Gisele Itié Sabine Levy
Henrique Ramiro Lucas Oliveira
Simone Spoladore Luci Carvalho
Débora Olivieri Julieta
Edward Boggis Pelópidas
Renata Castro Barbosa Cida
Sérgio Mamberti guia espiritual de Marcos
Castro Gonzaga Dr. Klaus Becker
Luciana Braga Sofia de Abranches Leite
Mônica Torres Marisa Monettia
Tarciana Saad Rebeca
Wagner Molina Raj Ahad
Nicette Bruno Dona Cleide
Vera Holtz Ana de Oliveira
Stênio Garcia Jacó de Oliveira
Gabriel Moura Marcos (criança)

Galeria[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Sua estreia marcou uma média de 36 pontos, com 55% de participação. Esse índice é o mesmo da sua antecessora, Sinhá Moça.[3]

Sua menor audiência é de 20 pontos, alcançada no dia 23 de dezembro de 2006. Durante grande parte da trama, a audiência sempre ficava acima dos 30 pontos. Por diversas vezes, a trama chegou a ter mais audiência que Pé na Jaca, a novela das 7.[4]

No dia 14 de março de 2007, a audiência da trama chegou a superar, em décimos, a audiência de Paraíso Tropical. Enquanto a novela das 6 ficou com 32.41 de média, a trama das 8 ficou com 32.40. No consolidado, ambas ficaram com 33 de média. Em questão de share, a trama das 6 obteve 54.6% contra 49.4% da trama das 8.[5]

Foi reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo entre 25 de fevereiro a 2 de agosto de 2013 em 115 capítulos, substituindo Da Cor do Pecado e sendo substituída por O Cravo e a Rosa.[6] O primeiro capítulo de sua reprise, exibido no dia 25 de fevereiro, marcou média de 13 pontos com pico 15, praticamente a mesma da estreia da antecessora, Da Cor do Pecado em sua segunda reprise na sessão Vale a Pena Ver de Novo.[7] O segundo capítulo, exibido no dia 26 de fevereiro, conseguiu audiência de 11 pontos.[8] Em seu terceiro capítulo, exibido no dia 27 de fevereiro, a trama continuou amargando as tardes globais, registrando apenas 10 pontos, numa meta de 15 pontos, ao mínimo a Rede Globo esperava até 14 pontos, já que a média esperada de 2011 até atualmente é de 15 pontos.[9]

Em 6 de março, a trama amargou as tardes do Vale a Pena Ver de Novo, registrando média de 9 pontos, a pior audiência de uma reprise em um dia útil.[10] No dia 14 de março, a trama perdeu para o jornalismo da Record, De acordo com a prévia, o Programa da Tarde derrotou o Vídeo Show e a reprise da novela O Profeta, com uma média de 10 pontos ante 9 da Rede Globo.[11]

No dia 9 de julho, a trama bateu seu primeiro recorde de audiência, registrando 18 pontos com pico de 20.[12]

Em seu penúltimo capítulo, exibido no dia 1° de agosto, a trama registrou seu segundo recorde de 18 pontos com pico de 20.[13] Em seu último capítulo, a trama de Duca Rachid e Thelma Guedes registrou uma média de 15 pontos, sendo a pior audiência de um último capítulo na sessão do Vale a Pena Ver de Novo.[14] Sua média geral é de 12 pontos, sendo a pior audiência de uma reprise no Vale a Pena Ver de Novo, perdendo até mesmo para Sete Pecados que registrou média geral de 13 pontos, e se empatando com Cobras & Lagartos, que registrou a mesma média geral de 12 pontos.[14] Sua sucessora conseguiu elevar a audiência surpreendentemente.

Música[editar | editar código-fonte]

O Profeta
O Profeta Mista.jpg
Trilha sonora de Vários Intérpretes
Lançamento 2006
Gênero(s) Vários
Formato(s) CD
Gravadora(s) Som Livre

Capa: Logotipo da Novela

  1. "Além do Olhar" - Ivo Pessoa (tema de Abertura)
  2. "Fascinação" - Elis Regina (tema de Carola)
  3. "Fora de Hora" - Joyce (tema de Teresa e Henrique)
  4. "Caminhos Cruzados" - Gal Costa (tema de Locução - São Paulo)
  5. "Beija - Me" - Zeca Pagodinho (tema de Locução - Feira)
  6. "Em Flor" - Thais Bonnizi (tema de Carola e Arnaldo)
  7. "Only You" - Oséas (tema de Arnaldo)
  8. "Para Ficar" - Juliana Diniz (tema de Gisele e Tainha)
  9. "I Need You" - Liverpool Kids (tema de Baby e Tony)
  10. "É Tão Sublime o Amor" - Cauby Peixoto (tema de Miriam e Alceu)
  11. "Do Fundo do Meu Coração" - Erasmo Carlos (part. esp. Adriana Calcanhotto) (tema de Teresa e Arnaldo)
  12. "Close To You" - Cídia e Dan (tema de Sônia e Marcos)
  13. "Molambo" - The Originals (tema Geral)
  14. "You Are My Destiny" - Oséas (tema de Ruth)

Exibição internacional[editar | editar código-fonte]

O Profeta já foi licenciada para mais de 12 países na América Latina, como Bolívia, Nicarágua, Peru, Costa Rica entre outros. Com grande sucesso de audiência no prime time do Canal 9 Argentina.[15]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]