O Rebelde Orgulhoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Proud Rebel
O rebelde orgulhoso (PRT/BRA)
 Estados Unidos
1958 •  cor •  103 min 
Direção Michael Curtiz
Produção Samuel Goldwyn Jr
Roteiro Joseph Petracca
Lillie Hayward
Elenco Alan Ladd
Olivia de Havilland
Gênero faroeste
Música Jerome Moross
Distribuição Buena Vista Distribution (EUA)
Metro-Goldwyn-Mayer (GRB)
HBO Video (DVD)
Lançamento 28 de maio de 1958
Idioma inglês

The Proud Rebel (intitulado O Rebelde Orgulhoso tanto no Brasil como em Portugal) é um filme norte-americano de 1958, do gênero western, estrelado por Alan Ladd e Olivia de Havilland, com direção de Michael Curtiz.[1]

O ator-mirim que interpreta o garoto do filme é David Ladd, filho de Alan Ladd na vida real. Seguindo a mesma linha de Os Brutos Também Amam ("Shane", 1953, que também fora estrelado por Alan Ladd), o filme, embora tenha se tornado impopular, é considerado um emocionante faroeste, que conta com atuações cativantes de Ladd e De Havilland, e com a direção eficiente de Curtiz.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principal[editar | editar código-fonte]

Coadjuvantes[editar | editar código-fonte]

Figurações/Não creditados[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Após a Guerra de Secessão Americana, o veterano confederado John Chandler procura em várias cidades um médico que possa curar a mudez de seu filho, um garoto abalado pela perda da mãe, que encontra refúgio na amizade do pai e de um cachorro que tem como animal de estimação. Ao chegar em Illinois, um médico lhe fala de um outro que pode curar o menino, mas antes que John siga viagem para conseguir o tratamento para o filho, ele se envolve em uma briga com o impiedoso criador de ovelhas Harry Burleigh e é sentenciado a 30 dias de cadeia. A fazendeira viúva Linnett Moore se comove com a situação de pai e filho e tira John da prisão, oferecendo-lhe abrigo até que ele possa viajar novamente. Mas os Burleighs querem a fazenda de Linnett e ameaçam os dois.

Referências

  1. «THE PROUD REBEL(1958)». TCM. Turner Broadcasting System(Time Warner). Consultado em 3 de agosto de 2015 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]