O Século (Portugal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o jornal brasileiro, veja O Século (Brasil).
Mergefrom 2.svg
O artigo ou secção O Século Cómico deverá ser fundido aqui. (desde julho de 2018)
Se discorda, discuta sobre esta fusão aqui.
Mergefrom 2.svg
O artigo ou secção O Século Ilustrado deverá ser fundido aqui. (desde julho de 2018)
Se discorda, discuta sobre esta fusão aqui.
Text document with red question mark.svg
Este artigo contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2018)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
O Século
Periodicidade diário
Sede Palácio dos Viscondes de Lançada, Lisboa
Fundação 8 de junho de 1880
Fundador(es) Sebastião de Magalhães Lima
Idioma português
Término de publicação 12 de fevereiro de 1977 (96 anos)
Circulação Portugal

O Século foi um jornal diário matutino de Lisboa, publicado entre 8 de Junho de 1880 e 12 de Fevereiro de 1977, data em que foi suspenso.

Foi fundado pelo jornalista Sebastião de Magalhães Lima, formado em Direito pela Universidade de Coimbra. Durante a sua existência foi o jornal de referência e grande rival do Diário de Notícias.

Tinha uma revista semanal intitulada inicialmente Illustração Portugueza, propriedade de J.J. da Silva Graça, que foi também seu director. Entre os seus editores contaram-se José Joubert Chaves e António Maria Lopes.

As fotografias das edições anteriormente publicadas estão presentes no Arquivo de Fotografia de Lisboa e constituem uma importante fonte de pesquisa dos primeiros anos de prática do futebol em Lisboa. Este arquivo faz parte do Arquivo Municipal de Lisboa.

Revista Cinéfilo[editar | editar código-fonte]

Entre 1928 e 1939, totalizando 578 números, o jornal teve um suplemento: a Revista Cinéfilo, que se dedicava ao cinema nacional e internacional.

De propriedade da Sociedade Nacional de Tipografia, seu director era Avelino de Almeida, com António Maria Lopes no cargo de editor.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre O Século


Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.