O Tostão da Viúva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Tostão da Viúva é um discurso proferido por Jesus em dois dos evangelhos sinóticos (em Marcos 12:41-44 e Lucas 21:1-4) quando ele estava pregando no Templo de Jerusalém. O Evangelho de Marcos especifica que "duas pequenas moedas" (em grego, lepta, singular: lepton) - um óbolo, como aparece por vezes em português - valem um "quadrantes", a moeda romana de menor valor, feita de bronze. Um lepton era a moeda menos valiosa que circulava na Palestina na época e valia aproximadamente seis minutos da remuneração diária média[1] .

Na história, uma viúva doa duas lepta enquanto que os ricos doam muito mais[2] . Jesus então explica aos discípulos que os pequenos sacrifícios dos pobres significam mais para Deus do que as extravagantes doações dos ricos[2] .

Interpretações[editar | editar código-fonte]

Como a viúva não estava obrigada a dar a segunda moeda, quando ela deu "tudo o que possuía", não poderia ter dado mais nada. Assim, a interpretação tradicional desta passagem é que Deus valoriza o que é ofertado não pelo seu valor intrínseco, mas pelo quanto é não é doado. Assim, a pobre viúva é contada entre os que deram uma enorme doação, tendo mantido nada para si, enquanto que os que ofertam em abundância, mas que mantém muito para si, são contados por Deus entre os que deram muito pouco. A passagem pode ou não ser um encorajamento à vida na pobreza, é certamente um encorajamento às doações generosas.

Uma outra interpretação tem um foco diferente. Tomada literalmente, a doação de um lepton poderia ser vista como uma obrigação, pois ela não poderia dar menos. Seguindo este raciocínio, alguns comentaristas sugeriram que Jesus passa um julgamento contrário à riqueza; a lição aprendida enfatiza que, ainda que algumas pessoas se impressionem com grandes somas doadas, eles não notam que o Templo toma metade de tudo o que a pobre viúva tem para viver. Ligada à passagem sobre a destruição do Templo que segue imediatamente depois em ambos os evangelhos, a lição é então interpretada como sendo uma promessa de derrubar qualquer forma de adoração a Deus que se sustente no "roubo".

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre O Tostão da Viúva

Referências

  1. Mark 12 footnote 83.
  2. a b Funk, Robert W., Roy W. Hoover, and the Jesus Seminar. The five gospels. HarperSanFrancisco. 1993. "Mark," p 39-127.