O Velho Que Lia Romances de Amor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Un viejo que leía novelas de amor
O Velho Que Lia Romances de Amor (PT)
Autor(es) Luís Sepúlveda
Idioma língua castelhana
País Chile Chile
Localização espacial Região Amazónica
Lançamento 1989
Edição portuguesa
Tradução Pedro Tamen
Editora Asa, Círculo de Leitores
Lançamento 1993
Páginas 110
ISBN 972-41-1336-1
Cronologia
Nome de Toureiro
Patagónia Express
Ilustração de Johann Moritz Rugendas das florestas da América do Sul.

O Velho que Lia Romances de Amor é uma obra do chileno Luís Sepúlveda, publicada em 1989, que narra a aventura de António José Bolívar Proaño, protagonista desta história e aficionado leitor de romances de amor, que tem como pano de fundo a América do Sul, mais concretamente um local chamado El Idílio.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Ilustração de uma onça.

António Proaño, personagem principal da obra, é apresentado como um homem simples, no entanto, profundo conhecedor da floresta amazónica, local onde se refugiou e aprendeu a sobreviver com os xuar e índigenas após a morte da sua esposa. O enredo adensa-se quando começam a surgir cadáveres de pessoas e animais, presumivelmente atacados por um predador, uma onça. É António Proaño quem - sozinho -, após uma expedição falhada levada a cabo pelo administrador da aldeia, consegue abater o felino, embora lamentando-se da desigual luta que opôs um animal a um humano fortemente armado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço relacionado ao Projeto Literatura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.