Obelisco Negro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Obelisco Negro de Salmaneser III no Museu Britânico

Obelisco Negro de Salmaneser III é um artefato que o arqueólogo Henry Layard encontrou, na antiga cidade de Nínive, o assim chamado um dos mais antigos artefatos arqueológicos a se referir a um personagem bíblico: o rei hebreu Jeú.[1] Data de 841 a.C. e se encontra atualmente no Museu Britânico de Londres.[2][3]

Um artefato semelhante é o “Prisma de Taylor”, um prisma hexagonal de argila queimada que faz referência à batalha travada entre Senaqueribe e o rei hebreu Ezequias, no início do século VII antes de Cristo, uma batalha tão importante que foi narrada em três lugares diferentes da Bíblia: 2 Reis 19, 2 Crônicas 32 e Isaías 37:38. Este artefato também se encontra depositado no Museu Britânico.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arqueologia ou arqueólogos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.