Objeto separado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os objetos transnetunianos além de 100 UA: Os SDO (em cinza) e os objetos separados (em branco)

Em astronomia, os objetos separados (tradução não oficial do termo inglês detached object), também chamado de objetos transnetunianos separadas de Netuno, objetos da nuvem de Hills ou objetos do disco disperso estendido; são uma classe dinâmica de corpos no exterior do Sistema Solar além da órbita de Netuno. Esses objetos têm órbitas cujos pontos de abordagem mais próximo do Sol (periélio) são suficientemente longe da influência gravitacional de Netuno que eles são apenas moderadamente afetados por Netuno e os outros planetas: Isto fá-los parecer ser "isolada" do Sistema Solar.[1]

Desta forma, eles diferem substancialmente da maioria dos objetos transnetunianos (TNOS) conhecidos, que formam um conjunto de populações vagamente definida que foram perturbados em graus variados em sua órbita atual por encontros gravitacionais com os gigantes gasosos, predominantemente Netuno. Os objetos separados têm periélios maiores do que estas outras populações de TNO, incluindo os objetos em ressonância orbital com Netuno, como Plutão, os objetos clássicos do cinturão de Kuiper em órbitas não ressonante como Makemake, e os objetos do disco disperso como Éris.

Os objetos separados também têm sido referidos na literatura científica como objetos do discos disperso estendido (E-SDO),[2] objetos separados distantes (DDO), ou dispersos-estendidos, como na classificação formal do Deep Ecliptic Survey.[3] Isso reflete a gradação dinâmica que pode existir entre os parâmetros orbitais do disco disperso e a população isolada.

Pelo menos nove desses corpos foram identificados de forma segura,[4] que o maior, mais distante e mais conhecido é Sedna. Aqueles com periélios superiores a 75 UA - que tem sido chamado de nuvem de Oort interior - são denominados sednoides. Desde de 2014, há dois sednoides conhecidos, Sedna e 2012 VP113.

Possíveis objetos separados[editar | editar código-fonte]

Esta é uma lista dos objetos separados conhecidos que não poderiam ser facilmente dispersos pela órbita de Netuno e, portanto, é provável que sejam objetos separados, mas eles estão dentro da distância de periélio ≈50-75 UA, fronteira usada que definiria aos sednoides:[5][6][7][8][9][10]

Designação
numérica

Nome Diâmetro
(km)
H Periélio
(UA)
Semieixo maior
(UA)
Afélio
(UA)
Argumento do periastro (°) Ano da
descoberta
Descobridor(es) Método da
medição do
diâmetro
Refs
48639 1995 TL8 ≈ 350 5,2 40,0 52,5 64,5 1995 A. Gleason assumido
148209 2000 CR105 ≈ 250 6,1 44,0 224 403 316,5 2000 Observatório Lowell assumido [11]
2004 VN112 130–300 6,4 47,3 329 610 327,2 2004 OICT, La Serena assumido [12][13][14]
2004 XR190 335–850 4,4 51,5 57,7 64 2004 Lynne Jones et al. assumido [11][15]
145480 2005 TB190 ≈ 500 4,7 46,2 76,4 106,5 2005 Becker, A. C. et al. assumido
2008 ST291 ≈ 612 4,2 42,5 98,6 154,8 2008 Meg Schwamb et al.
2010 ER65 5,4 40 99,77 159,5 324 2010 Observatório Europeu do Sul, La Silla [16]
2010 GB174 242 6,6 48,5 361 673 347,3 2010 Telescópio Canadá-França-Havaí
2013 FT28 6,7 43,6 310 576,6 40,2 2013 OICT, La Serena [17]
2013 GP136 6,6 41,1 151,75 262,38 42 2013 Mauna Kea [18]
2013 JD64 8,0 42,6 72,6 102,6 177,5 2013 Mauna Kea [19]
2013 YJ151 5,4 40,9 72,9 104,9 142 2013 Pan-STARRS 1, Haleakala [20]
2014 FC69 300–700 4,6 40,2 73,57 106,9 191,3 2014 OICT, La Serena [21]
2014 FC72 5,4 51,3 76,9 101 32,4 2014 Pan-STARRS 1, Haleakala [22]
2014 SR349 6,6 47,6 289 539,4 341,4 2014 OICT, La Serena [23]
2014 SS349 7,6 45,5 142,3 239,2 147,8 2014 OICT, La Serena [24]
2014 WT69 5,7 44,5 76,7 108,8 139,56 2014 Pan-STARRS 1, Haleakala [25]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Preprint of the article» (PDF) (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2014 
  2. «Evidence for an Extended Scattered Disk?» (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2014 
  3. «The Deep Ecliptic Survey: A Search for Kuiper Belt Objects and Centaurs. II. Dynamical Classification, the Kuiper Belt Plane, and the Core Population» (PDF) (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2014 
  4. Lykawka, Patryk Sofia; Mukai, Tadashi (Julho de 2007). «Dynamical classification of trans-neptunian objects: Probing their origin, evolution, and interrelation». Icarus. 189 (1): 213–232. Bibcode:2007Icar..189..213L. doi:10.1016/j.icarus.2007.01.001 
  5. Michael E. Brown (10 de setembro de 2013). «How many dwarf planets are there in the outer solar system? (updates daily)». California Institute of Technology. Consultado em 7 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 18 de outubro de 2011. Diameter: 242km 
  6. «objects with perihelia between 40–55 AU and aphelion more than 60 AU» 
  7. «objects with perihelia between 40–55 AU and aphelion more than 100 AU» 
  8. «objects with perihelia between 40–55 AU and semi-major axis more than 50 AU» 
  9. «objects with perihelia between 40–55 AU and eccentricity more than 0.5» 
  10. «objects with perihelia between 37–40 AU and eccentricity more than 0.5» 
  11. a b E. L. Schaller; M. E. Brown (2007). «Volatile loss and retention on Kuiper belt objects» (PDF). Astrophysical Journal. 659: I.61–I.64. Bibcode:2007ApJ...659L..61S. doi:10.1086/516709. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  12. Marc W. Buie (8 de novembro de 2007). «Orbit Fit and Astrometric record for 04VN112». SwRI (Space Science Department). Consultado em 7 de fevereiro de 217  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  13. «JPL Small-Body Database Browser: (2004 VN112)». Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  14. «List Of Centaurs and Scattered-Disk Objects». Consultado em 7 de fevereiro de 2017. Discoverer: CTIO 
  15. R. L. Allen; B. Gladman (2006). «Discovery of a low-eccentricity, high-inclination Kuiper Belt object at 58 AU». The Astrophysical Journal. 640: L83–L86. Bibcode:2006ApJ...640L..83A. arXiv:astro-ph/0512430Acessível livremente. doi:10.1086/503098 
  16. «IAU Minor Planet Center – 2010_ER65» 
  17. «IAU Minor Planet Center – 2013_FT28» 
  18. «IAU Minor Planet Center – 2013_GP136» 
  19. «IAU Minor Planet Center – 2013_JD64» 
  20. «IAU Minor Planet Center – 2013_YJ151» 
  21. «IAU Minor Planet Center – 2014_FC69» 
  22. «IAU Minor Planet Center – 2014_FC72» 
  23. «IAU Minor Planet Center – 2014_SR349» 
  24. «IAU Minor Planet Center – 2014_SS349» 
  25. «IAU Minor Planet Center – 2014_WT69»