Obreiros da Vida Eterna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Obreiros da Vida Eterna
Autor(es) André Luiz/Chico Xavier
Idioma português
País Brasil Brasil
Género Romance Espírita
Série André Luiz
Editora FEB
Lançamento 1946
Páginas 392
Cronologia
Missionários da Luz
No Mundo Maior

Obreiros da Vida Eterna é um livro espírita, psicografado por Francisco Cândido Xavier e ditado pelo espírito André Luiz, editado pela FEB (Federação Espírita Brasileira) em 1946.

Esta é a quarta obra da série do autor espiritual André Luiz, chamada de Série André Luiz composta de 16 livros. A Série André Luiz pode ser subdividida em duas partes: Coleção A Vida no Mundo Espiritual e Obras Complementares. Obreiros da Vida Eterna é também a quarta obra da Coleção A Vida no Mundo Espiritual.

Neste livro, André luiz nos ensina, em detalhes, como se dá a organização de missões espirituais. Ele também nos dá informações valiosas sobre o Umbral, e alguns fenômenos que lá existem, como o "fogo purificador", segundo seus termos. Nesse livro, ele também discorre sobre os métodos, as aplicações e as consequências das desencarnações providenciais, aqueles que são guiadas pelos espíritos superiores.

Resumo[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros capítulos, sob a orientação de seu novo instrutor, Jerônimo, André Luiz, juntamente com outros Espíritos, é guiado a uma missão na crosta terrestre, onde irá aprender e ajudar nos trabalhos de desencarnação de colaboradores do bem. Durante a descida a crosta, ficam hospedados na Casa Transitória Fabiano de Cristo, lugar de tratamento e hospedagem a missionários da crosta e a Espíritos necessitados. Ainda lá hospedado, André Luiz é designado a ir, com Jerônimo, a diretora da instituição e mais alguns Espíritos amigos, em missão para ajudar entidades sofredoras no Umbral, sobretudo o Padre Domênico, que lá ficou por muitos anos, expiando suas faltas, mas que estaria pronto para se arrepender. André Luiz nos dá pormenores sobre o ambiente (uma atmosfera maligna) e também sobre seus habitantes, de Espíritos terríveis com disposição ainda francamente demoníaca a simples ignorantes, mas que fizeram por merecer estar lá. Nos próximos capítulos, ele explica o fenômeno do Fogo Purificador e o motivo de a casa ser "transitória". Já quase nos últimos capítulos, finalmente chega a hora de o grupo cumprir sua missão de libertação dos encarnados. Ele nos dá vários detalhes de como se dá a libertação do espírito ao corpo, através do que ele chama de "desatar os nós", através de passes na região do plexo solar, do chacra cardíaco e do cérebro.

Trecho do livro: "A morte não extingue a colaboração amiga, o amparo mútuo, a intercessão confortadora, ou o serviço evolutivo. As dimensões vibratórias do Universo são infinitas, como infinitos são os mundos que povoam a Imensidade. Ninguém morre. O aperfeiçoamento prossegue em toda parte. A vida renova, purifica e eleva os quadros múltiplos de seus servidores, conduzindo-os, vitoriosa e bela, à União Suprema com a Divindade."

Capítulos[editar | editar código-fonte]

  • CAPÍTULO 1 = Convite ao bem
  • CAPÍTULO 2 = No Santuário da Bênção
  • CAPÍTULO 3 = O sublime visitante
  • CAPÍTULO 4 = A casa transitória
  • CAPÍTULO 5 = Irmão Gotuzo
  • CAPÍTULO 6 = Dentro da noite
  • CAPÍTULO 7 = Leitura mental
  • CAPÍTULO 8 = Treva e sofrimento
  • CAPÍTULO 9 = Louvor e gratidão
  • CAPÍTULO 10 = Fogo purificador
  • CAPÍTULO 11 = Amigos novos
  • CAPÍTULO 12 = Excursão de adestramento
  • CAPÍTULO 13 = Companheiro libertado
  • CAPÍTULO 14 = Prestando assistência
  • CAPÍTULO 15 = Aprendendo sempre
  • CAPÍTULO 16 = Exemplo cristão
  • CAPÍTULO 17 = Rogativa singular
  • CAPÍTULO 18 = Desprendimento difícil
  • CAPÍTULO 19 = A serva fiel
  • CAPÍTULO 20 = Ação de graças

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.