Observatório David Dunlap

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Observatório David Dunlap.

O Observatório David Dunlap (em inglês: David Dunlap Observatory, também por vezes referido como DDO) é um observatório astronômico localizado em Richmond Hill, Ontário, Canadá. Foi anteriormente propriedade da Universidade de Toronto. Possui um telescópio refletor de 1,88 metro de diâmetro, que foi a certo ponto o segundo maior do mundo, e ainda é o maior do Canadá. Entre suas descobertas estão o fornecimento das primeiras evidências mostrando que Cygnus x-1 é um buraco negro,[1][2], e que a estrela polar estava estabilizando e aparentava "cair fora" da variável cefeida.[3] Devido à urbanização em torno do observatório, sua habilidade de observação foi diminuido, e devido à poluição visual, foi vendida em 2008,[4] embora possa realizar observações espectroscópicas, e ainda seja utilizada como centro de pesquisas.

Referências

  1. Tom Bolton, "Identification of Cygnus X-1 with HDE 226868", Nature, vol. 235 (February 4, 1972) pp. 271-273, doi:10.1038/235271b0
  2. Bruce Rolston, "The First Black Hole", The Bulletin, University of Toronto, November 10, 1997
  3. Polaris - The Story Continues Photoelectric Photometry Newsletter, American Association of Variable Star Observers, May 1998
  4. Wagler, Jenny (3 de julho de 2008). «Dunlap Observatory closing sparks anger, frustration». National Post. Consultado em 8 de dezembro de 2009 
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.