Observatório Real de Greenwich

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Observatório de Greenwich)
Observatório Real de Greenwich
Royal observatory greenwich.jpg
Características
Localização
Código IAU
000Visualizar e editar dados no Wikidata
Tipo
Observatório astronómico (en), atração turísticaVisualizar e editar dados no Wikidata
Construção
Telescópio(s)
Altazimuth Pavilion no The Royal Observatory (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Estatuto patrimonial
Monumento planejado
Edifício listado como Grade I (d) ()Visualizar e editar dados no Wikidata
Endereço
Coordenadas
Website
Meridiano 0, marcado no observatório de Greenwich, a leste de Londres.

O Observatório Real de Greenwich[1] (conhecido como Old Royal Observatory de 1957 a 1998, quando o Royal Greenwich Observatory, RGO temporariamente mudou-se para o sul de Greenwich para Herstmonceux) é um observatório situado em uma colina no Greenwich Park em leste de Londres, com vista para o rio Tâmisa ao norte. Ele desempenhou um papel importante na história da astronomia e da navegação e, como o Meridiano Principal passa por ele, deu seu nome ao Horário de Greenwich, o precursor do Tempo Universal Coordenado de hoje. O ROG tem o código de observatório UAI de 000, o primeiro da lista.[2] ROG, o Museu Marítimo Nacional, a Casa da Rainha e Cutty Sark são designados coletivamente como Royal Museums de Greenwich.[3]

O observatório foi encomendado em 1675 pelo rei Carlos II, com a pedra fundamental sendo lançada em 10 de agosto. O local foi escolhido por Sir Christopher Wren.[4] Naquela época, o rei também criou o cargo de Astrônomo Real, para servir como o diretor do observatório e "aplicar-se com o mais exato cuidado e diligência na retificação das tabelas dos movimentos dos céus, e os lugares das estrelas fixas, de forma a descobrir a tão desejada longitude de lugares para o aperfeiçoamento da arte da navegação”. Ele nomeou John Flamsteed como o primeiro Astrônomo Real. A construção foi concluída no verão de 1676.[5] O prédio costumava ser chamado de "Flamsteed House", em referência ao seu primeiro ocupante.

O trabalho científico do observatório foi transferido para outro lugar em etapas na primeira metade do século 20, e o local de Greenwich agora é mantido quase exclusivamente como um museu, embora o telescópio AMAT tenha se tornado operacional para pesquisas astronômicas em 2018.[6]

Museu Observatório[editar | editar código-fonte]

Os edifícios do observatório de Greenwich tornaram-se um museu de ferramentas astronômicas e de navegação, que faz parte dos Royal Museums de Greenwich.[7] Exibições notáveis ​​incluem o relógio marítimo de John Harrison , o H4 , que recebeu uma grande recompensa do Conselho de Longitude e seus três cronometristas anteriores; todos os quatro são propriedade do Ministério da Defesa. Muitos artefatos horológicos adicionais são exibidos, documentando a história da cronometragem de precisão para fins de navegação e astronômicos, incluindo o relógio FM Fedchenko de fabricação russa de meados do século 20 (o relógio de pêndulo mais preciso já construído em várias cópias). Ele também abriga os instrumentos astronômicos usados ​​para fazer observações de meridianos e o telescópio refrator equatorial Grubb de 28 polegadas de 1893, o maior de seu tipo no Reino Unido.

Em 1997, o local do observatório estava recebendo 400 000 visitantes por ano.[8]

Em fevereiro de 2005, foi iniciado um redesenvolvimento de £ 16 milhões compreendendo um novo planetário e galerias de exibição adicionais e instalações educacionais; o ROG reabriu em 25 de maio de 2007 com o novo planetário Peter Harrison para 120 lugares.[9]

Durante um ano entre 2016 e 2017, o Museu registrou 2,41 milhões de visitantes.[10]

UTC[editar | editar código-fonte]

HORA MÉDIA DE GREENWICH (Greenwich Mean Time ou GMT), baseada na rotação da Terra, utilizada como padrão mundial de tempo até 1986, surgiu então o Tempo Universal Coordenado (Coordinated Universal Time ou UTC) que é hoje o padrão internacional de tempo.

UTC é mantido pelo Bureau Internacional de Pesos e Medidas.

Zero hora UTC, aproximadamente ainda corresponde à meia-noite no meridiano de Greenwich.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Observatório Real de Greenwich». Biblioteca Nacional da Alemanha (em alemão). Consultado em 27 de maio de 2020 
  2. «List Of Observatory Codes». minorplanetcenter.net. Consultado em 3 de fevereiro de 2021 
  3. «Royal Observatory Greenwich, London». BSHS Travel Guide (em inglês). 6 de setembro de 2012. Consultado em 3 de fevereiro de 2021 
  4. http://www.rmg.co.uk/about/history/royal-observatory
  5. Robert Chambers, Book of Days
  6. «First Light: a new era for the Royal Observatory». Royal Museums Greenwich (em inglês). 25 de junho de 2018. Consultado em 3 de fevereiro de 2021 
  7. «Royal Museums Greenwich». Royal Museums Greenwich (em inglês). 25 de agosto de 2015. Consultado em 3 de fevereiro de 2021 
  8. Masood, Ehsan (1 August 1997). "Royal observatory could return to Greenwich site". Nature. 388 (6644): 705. doi:10.1038/41849. ISSN 1476-4687.
  9. «Reopening of the new Royal Observatory, Greenwich». Royal Museums Greenwich (em inglês). 27 de junho de 2007. Consultado em 3 de fevereiro de 2021 
  10. assets.publishing.service.gov.uk (PDF)
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.