Oceanos-Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde setembro de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Oceanos-Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa
Descrição Prémio literário para livros de autores lusófonos publicados em qualquer país de língua portuguesa
Organização Itaú Cultural
País  Brasil
Primeira cerimónia 2003
Sítio oficial

O Oceanos-Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa (conhecido até 2014 como Prêmio Portugal Telecom de Literatura) é considerado um dos prêmios literários mais importantes entre os países de língua portuguesa, a par do Prêmio Jabuti ou Prêmio Camões, sendo considerado o equivalente lusófono do britânico Man Booker Prize, pelas semelhanças das suas regras e alto valor financeiro.

O Prêmio foi criado em 2003 pela empresa portuguesa de telecomunicações Portugal Telecom para prestigiar e divulgar a literatura brasileira, selecionando o melhor livro do ano. A partir de 2007, o prêmio passou a estar aberto a autores de todos os países de língua portuguesa.

Após a compra da Portugal Telecom pela operadora francesa Altice, o prêmio passou a se chamar Oceanos e a ser organizado pelo Itaú Cultural.[1][2]

Desde 2017 que o Prêmio Oceanos conta com um júri constituído por especialistas brasileiros e portugueses. A curadoria, também com integrantes portugueses e brasileiros, é da responsabilidade da gestora Selma Caetano, da editora Mirna Queiroz, e dos jornalistas Isabel Lucas e Manuel da Costa Pinto.[3][4]

Além do Itaú Cultural, apoiam o prêmio a CPFL Energia e a República Portuguesa.

Lista de vencedores[editar | editar código-fonte]

Ano Autor País Título Categoria
2003 1.º Bernardo Carvalho
1.º Dalton Trevisan
2.º Sebastião Uchoa Leite
3.º Mário Chamie
 Brasil
 Brasil
 Brasil
 Brasil
Nove Noites
Pico na veia
A regra secreta
Horizonte de esgrimas
Romance
Contos
Poesia
Poesia
2004 1.º Paulo Henriques Britto
2.º Sérgio Sant'Anna
3.º Luiz Antonio de Assis Brasil
 Brasil
 Brasil
 Brasil
Macau
O vôo da madrugada
A margem imóvel do rio
Poesia
Contos
Romance
2005 1.º Amílcar Bettega Barbosa
2.º Silviano Santiago
3.º Edgard Telles Ribeiro
 Brasil
 Brasil
 Brasil
Os lados do círculo
O falso mentiroso
Histórias mirabolantes de amores clandestinos
2006 1.º Milton Hatoum
2.º Alberto Martins
3.º Ricardo Lísias
 Brasil
 Brasil
 Brasil
Cinzas do norte
História dos ossos
Duas praças
2007 1.º Gonçalo M. Tavares
2.º Dalton Trevisan
3.º Teixeira Coelho
Portugal Portugal
 Brasil
 Brasil
Jerusalém
Macho não ganha flor
História natural da ditadura
2008 1.º Cristóvão Tezza
2.º António Lobo Antunes
2.º Beatriz Bracher
 Brasil
Portugal Portugal
 Brasil
O filho eterno
Eu hei-de amar uma pedra
Antonio
2009 1.º Nuno Ramos
2.º João Gilberto Noll
3.º Lourenço Mutarelli
 Brasil
 Brasil
 Brasil
Ó
Acenos e afagos
A arte de produzir efeito sem causa
2010 1.º Chico Buarque
2.º Rodrigo Lacerda
3.º Armando Freitas Filho
 Brasil
 Brasil
 Brasil
Leite Derramado
Outra Vida
Lar
2011 1.º Rubens Figueiredo
2.º Gonçalo M. Tavares
3.º Marina Colasanti
 Brasil
Portugal Portugal
 Brasil
Passageiro do Fim do Dia
Uma Viagem à Índia
Minha Guerra Alheia
2012 1.º Valter Hugo Mãe
2.º Dalton Trevisan
3.º Nuno Ramos
Portugal Portugal
 Brasil
 Brasil
A Máquina de Fazer Espanhóis
O Anão e a Ninfeta
Junco
2013 1.° José Luiz Passos
Eucanaã Ferraz
Cíntia Moscovich
 Brasil'
 Brasil
 Brasil
O Sonâmbulo Amador
'Sentimental

Essa Coisa Brilhante que É a Chuva
2014 Sérgio Rodrigues
Everardo Norões
Gastão Cruz
 Brasil
 Brasil
Portugal Portugal
O Drible
'Entre moscas

Observação de verão seguido de fogo
2015 1.º Silviano Santiago
2.º Elvira Vigna
3.º Alberto Mussa e Glauco Mattoso
 Brasil
 Brasil
 Brasil
Mil Rosas Roubadas
Por Escrito
A Primeira História do Mundo e Saccola de Feira
2016 1.º José Luís Peixoto
2.º Julián Fuks
3.º Ana Martins Marques
4.º Arthur Dapieve
Portugal Portugal
 Brasil
 Brasil
 Brasil
Galveias
A Resistência
O livro das semelhanças
Maracanazo e outras histórias
2017 1.º Ana Teresa Pereira
2.º Silviano Santiago
3.º Helder Moura Pereira
4.º Bernardo Carvalho
Portugal Portugal
 Brasil
Portugal Portugal
 Brasil
Karen
Machado
Golpe de Teatro
Simpatia pelo Demônio
Romance
Romance
Poesia
Romance
2018[5] 1.º Marília Garcia
2.º Bruno Vieira do Amaral
3.º Luís Quintais
4.º Luis Carlos Patraquim
 Brasil
Portugal Portugal
Portugal Portugal
 Moçambique
Câmera Lenta
Hoje Estarás Comigo No Paraíso
A Noite Imóvel
O Deus Restante
Poesia
Romance
Poesia
Poesia

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]