Octávio Malta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.

Octávio Ribeiro Malta (Pernambuco, 1902 - Rio de Janeiro, 25 de abril de 1984), foi um jornalista e militante comunista brasileiro.[1]

Fundou com Samuel Wainer o jornal Última Hora. Opôs-se ao Estado Novo de Getúlio Vargas e ao Golpe Militar de 1964. Foi preso no rastro da Intentona Comunista de 1935 e teve os direitos políticos cassados pelo regime militar.[1]

Octávio Malta morreu aos 82 anos, vítima de edema pulmonar. Era casado com Rosa Gomes Malta e deixou três filhos: o jornalista Dácio Malta e os economistas Sérgio e Márcio.

Referências

  1. a b «Octavio Malta, um dos 10 mais influentes jornalistas do Brasil». Fundação Astrojildo Pereira. 19 de julho de 2018. Consultado em 12 de julho de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.